Imunização e PNI

Gabriel Rosário
Flashcards by , created over 1 year ago

Flashcards on Imunização e PNI, created by Gabriel Rosário on 04/15/2018.

12
0
0
Tags
Gabriel Rosário
Created by Gabriel Rosário over 1 year ago
Resumo para o exame nacional - Felizmente Há Luar!
miminoma
Themes in Lord of the Flies
lowri_luxton
Graphing Inequalities
Selam H
AS Psychology Unit 1 - Memory
Asterisked
PHR SPHR Labor Union Terminology
Sandra Reed
Artrites
Gabriel Rosário
Febre Reumática: Tratamento e profilaxia
Gabriel Rosário
Epilepsia
Gabriel Rosário
Question Words - GCSE German
lucykatewarman1227
GCSE English Literature: Of Mice and Men
Andrea Leyden
Question Answer
Qual a proteção conferida pela vacina BCG(Bacilo Calmette-Guérin)? A vacina BCG previne a tuberculose, principalmente as formas mais graves, como a meningite tuberculosa e tuberculose miliar (disseminada pelo corpo).
Quais as contraindicações da vacina BCG? Sua aplicação é contra indicada em casos de imunodeficiência congênita ou adquirida, incluindo crianças infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) que apresentem quadro sintomático.
Qual peso mínimo para administração da BCG? Recomenda-se, adiar sua aplicação quando em caso de recém-nascido com peso inferior a 2.000g ou em presença de afecções dermatológicas extensas em atividade.
Qual a principal diferença entre imunização passiva e ativa? Cite exemplos de cada um desses métodos de imunização. A principal diferença está ativação ou não ativação da imunidade adaptativa do indivíduo. A imunização ativa é aquela induzida por um antígeno estranho com a qual se obtém uma resposta de produção de anticorpos específicos.Como acontece nos casos de infecção natural (sintomática ou não). A imunidade passiva é conferida a um indivíduo devido a transferência de soro ou linfócitos de um indivíduo especificamente imunizado. Exemplos: passagem de anticorpos maternos por via transplacentária (imunidade passiva natural), soro antitetânico e imunoglobulinas específicas contra a varicela (imunidade passiva artificial).
Por que as vacinas de bactérias atenuadas ou vírus atenuados não devem ser administradas a pessoas em tratamento com corticosteroides em doses altas? Vacinas contendo bactérias ou vírus atenuados podem ter seus agentes etiológicos reativados no organismo de um indivíduo com altas concentrações de corticoides devido ao seu efeito imunodepressor.
Em que situações a vacinação deve ser adiada? 1- Em casos de usuários de doses elevadas (imunossupressoras) de corticoide a vacinação deve ocorrer 90 dias após a suspensão ou término do tratamento. 2- Em casos de usuários que necessitem receber imunoglobulina, sangue ou hemoderivados a vacinação com agentes vivos atenuados deve ocorrer quatro semanas antes ou 90 dias após o uso desses produtos. 3- Em casos de usuários que apresentem doença febril grave a vacinação só deve ocorrer após a resolução do quadro, para que estes sinais e sintomas não sejam confundidos com possíveis eventos ou efeitos adversos relacionados à vacina. 4- Em relação à vacina de febre amarela, sua aplicação não é indicada para mulheres que estejam amamentando. Sendo, portanto, necessário o adiamento de sua aplicação até que a criança complete seis meses de idade. Caso seja impossível realizar o adiamento (quando há maior benefício do que risco com a vacinação) deve-se suspender o aleitamento por 28 dias após a vacinação, ou no mínimo 15 dias.
Qual efeito colateral mais comum da vacina pentavalente? Um dos efeitos colaterais mais comuns é a reação inflamatória local, causada por adjuvante da vacina (hidróxido de alumínio), necessária a estimulação do sistema imunológico. Outros eventos adversos incluem irritabilidade, sonolência, febre alta acompanhada de convulsões febris e evento hipotônico hiporresponsivo.
A vacina pentavalente confere imunidade contra quais doenças? A vacina pentavalente protege contra a difteria, o tétano, a coqueluche, a hepatite B e as infecções causadas pelo Haemophilus influenzae b.
Quais as diferenças entre a vacina da pólio Sabin e Salk? A vacina para poliovírus tipo Salk (ou VIP) é injetável e confeccionada com o vírus inativo. Já a vacina tipo Sabin (ou VOP) é aplicada via oral e confeccionada com o vírus atenuado.
Qual o esquema de vacinação para a imunização contra poliomielite? O esquema sequência para imunização contra poliomielite 1, 2 e 3 envolve os dois tipos de vacina. Correspondendo a três doses, duas das quais é realizada com a vacina tipo Salk aos 2 e 4 meses, sendo a última dose com vacina tipo Sabin aos 6 meses. Com intervalo de 60 dias entre as doses e no mínimo de 30 dias.
A partir de qual idade podemos aplicar vacina de febre amarela? Por que? A partir de seis meses de idade nas áreas endêmicas (onde há casos humanos). Nas regiões onde há casos de febre amarela entre macacos (áreas enzoóticas ou epizoóticas), mas não em seres humanos, a vacina é utilizada a partir dos nove meses, simultaneamente com a vacina contra o sarampo. A idade mínima indicada de seis meses para a aplicação da vacina contra febre amarela se dá pela possibilidade do vírus atenuado causar problemas neurológicos nos bebês pequenos.
Quais efeitos mais comuns da vacina de HPV? Reações locais à aplicação da vacina de HPV incluem: dor no local de aplicação, edema e eritema com intensidade moderada em sua maioria. Dentre as manifestações sistêmicas temos: febre em 4 a 4,9% de mulheres que receberam a vacina HPV4 (38ºC ou mais), cefaleia, gastroenterite, síncope (desmaio) pode ocorrer especialmente em adolescentes e adultos jovens.
Quais as recomendações para aplicação da vacina de HPV? Sua via de administração exclusiva é intramuscular, preferencialmente na região deltoide, na parte superior do braço, ou na região anterolateral superior da coxa. Podendo ser administrada simultaneamente com outras vacinas do PNI, utilizando-se agulhas, seringas e regiões anatômicas distintas.
Qual a contraindicação mais importante da vacina H1N1? A vacina H1N1 é contraindicada para pessoas que apresentem reações de hipersensibilidade imediata (reações anafiláticas) ou alergia grave relacionada ao ovo de galinha e seus derivados (uma vez que o vírus é cultivado em ovos de galinha embrionados); ou ainda alergia grave a demais componentes adjuvantes da vacina. Quadros agudos de doença febril também contraindica a aplicação dessa vacina.
Para quem a vacina H1N1 deve ser administrada? É indicada para adultos e crianças com seis meses de idade ou mais, com: doença pulmonar ou cardiovascular crônicas e graves, insuficiência renal crônica, diabetes melito insulino-dependente, cirrose hepática e hemoglobinopatias, imunocomprometidos ou VIH-positivos; Para pacientes submetidos a transplantes; Para os profissionais de saúde e familiares; Para pessoas com 60 anos ou mais.
Qual a via de aplicação da vacina de Rotavirus e recomendações? Com qual idade deve ser feita e intervalos? A vacina de Rotavirus é administrada exclusivamente por via oral. O esquema de aplicação dessa vacina acontece com três doses com intervalo de 2 meses (recomendado), até no mínimo 30 dias entre as doses. Atenção ao limite de idade para a primeira dose (6 a 15 semanas, ou seja, de 1 mês e 15 dias a 3 meses e 15 dias) e para a última dose (15 a 34 semanas, ou seja, 3 meses e 15 dias máxima até 7 meses e 29 dias). Pois o esquema vacinal não pode ser iniciado em crianças com mais de 15 semanas de idade (ou, 3 meses e 15 dias).
Quais as vias de administração da vacina tríplice e tetra viral? Contra quais doenças elas conferem imunidade? Tanto a tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) quanto a tetra viral (contra sarampo, rubéola, caxumba e varicela) devem ser administradas por via subcutânea, preferencialmente na região do deltoide, na face externa superior do braço.
Qual a temperatura de armazenamento da vacina tríplice viral? A tríplice viral deve ser conservada dentro de um faixa de temperatura entre +2 °C a +8 °C.
Como é administrada a vacina de hepatite A? Quais as idades e contraindicações? A vacina contra Hepatite A é administrada via intramuscular, na região glútea. É contraindicada para pacientes que apresentem anafilaxia aos componentes da vacina, doenças febril aguda, gravidez (devido ausência de evidências). Mas pode ser aplicada em simultâneo ou entre intervalo com outras vacinas. O PNI indica a vacinação contra Hepatite A para crianças de 12 meses até menores de 2 anos de idade.
Quais as vacinas a serem administradas em gestantes e seus intervalos? Hepatite B (0-1-6); Difteria e tétano adulto - dT (dupla adulto); Difteria, tétano e pertussis (DTP ou tríplice bacteriana): uma dose a cada gestação a partir da 20ª semana.
Quando aplicar vacina contra raiva ou imunoglobulinas? A vacina da raiva é indicada para a profilaxia da raiva humana nas situações de pré-exposição (como acontece com indivíduos permanentemente expostos ao risco da infecção pelo vírus, a exemplo: veterinários, biólogos, zoólogo, guias de ecoturismo etc.), de pós-exposição (ocorre em indivíduos que sofreram mordedura, arranhadura e lambedura de mucosa provocada por animais transmissores da doença) e em situações de reexposição (para os indivíduos que já tenham recebido a profilaxia anteriormente). A imunoglobulina Igar² é indicada, por sua vez, em substituição ao soro antirrábico (SAR) para pacientes que apresentem hipersensibilidade ao SAR ou quaisquer outros soros heterólogos.
Quais vacinas DEVEM ser aplicadas em pacientes imunocomprometidos? Vacina contra influenza, Vacina contra Hepatite B, Vacina Penumocócia Polivalente (Polissacarídica 23-Valente) e Vacina contra Haemophilus Influenzae B.
Defina imunização. É o conjunto de métodos terapêuticos destinados a conferir ao organismo um estado de resistência, ou seja, de imunidade, contra determinadas enfermidades infecciosas. Que tem por finalidade principal a redução da morbidade e da mortalidade infantil por doenças imunopreviníveis.
Qual o objetivo da rede de frios? Assegurar que os imunobiológicos disponibilizados no serviço de vacinação sejam mantidos em condições adequadas de transporte, armazenamento e distribuição, permitindo que eles permaneçam com suas características iniciais até o momento da sua administração.
No que acarreta as alterações de temperatura sofridas pelas vacinas? Podem comprometer a potência imunogênica, o que pode acarretar a redução ou a falta do efeito esperado.
Qual a temperatura de armazenamento das vacinas na sala de vacinação? Na sala de vacinação, todas as vacinas devem ser armazenadas entre +2ºC e +8ºC, sendo ideal +5ºC.
Cite algumas falsas contraindicações para a vacinação. Afecções comuns; Historia ou diagnóstico clínico pregresso de tuberculose, hebB, coqueluche, tétano, difteria, sarampo, rubéola, caxumba e febre amarela no que diz respeito à aplicação das respectivas vacinas; Desnutrição; Antibioticoterapia; Vacinação contra raiva; Doença neurológica estável; Antecedente familiar de convulsão; Corticoterapia, exceto em altas doses; Alergia, exceto aos componentes das vacinas; Prematuridade e baixo-peso ao nascer, exceto BCG; Internação hospitalar.