Português - Morfologia - Formação das Palavras - Derivação Parasintérica

Felipe  Reinaldo
Flashcards by , created 4 months ago

Português - Morfologia - Formação das Palavras - Derivação Parasintérica

0
0
0
Tags
Felipe  Reinaldo
Created by Felipe Reinaldo 4 months ago
PSYA1 - attachment, AQA psychology
Tess W
Astronomy Practice Quiz
cbruner
History GCSE AQA B: Modern World History - International Relations: Conflict and Peace in the 20th Century - Topic 2: Peacemaking 1918-19 and the League of Nations
mariannakeating
Science Unit 1 flashcards
bamoscato
Social Influence
Kizzy Leverton
Ratios Quiz
rory.examtime
Health and Social Care
NicoleCMB
GCSE AQA Citizenship Studies: Theme 1
I Turner
Biological Definitions
Yamminnnn
Animal Farm Chapter Overview
10jgorman
Question Answer
O que é Derivação parasintérica? Dentro do estudo de formação das palavras. Onde existem os institutos da: Derivação: PREFIXAL, SUFIXAL, PREFIXAL E SUFIXAL, PARASSINTÉTICA, REGRESSIVA, IMPRÓPRIA. DERIVAÇÃO PARASSINTÉTICA: ocorre com a adição simultânea de prefixo + sufixo. Atenção! Não podemos retirar só o sufixo ou só o prefixo. Ou empregamos ambos ou retiramos ambos. Exemplos: abençoar (a + bênção + ar) , emagrecer( e + magro+ ecer), desalmado (des + alma + ado) - Percebam que não existe "abenço", nem "bençoar", a mesma situação é verificada nos outros exemplos.
Em Relação a Derivação Regressiva: DERIVAÇÃO REGRESSIVA: ocorre quando palavra é formada por redução, e não por acréscimo. Exemplos: comprar -> compra, beijar -> beijo, pescar -> pesca, fugir -> fuga, dançar-> dança Fique de olho! Em regra, quando o substantivo expressar ação (compra, pesca, beijo, fuga, dança), ele será palavra derivada e o verbo será a palavra primitiva, como mostram os exemplos acima. Fique de olho! Quando o substantivo for concreto e representar objeto/coisa/substância, o verbo que derivará dele, vejamos: âncora -> ancorar (ancorar deriva de "âncora" por sufixação) arquivo -> arquivar (arquivar deriva de "arquivo" por sufixação) telefone -> telefonar (telefonar deriva de "telefone" por sufixação)
DERIVAÇÃO IMPRÓPRIA: a palavra em si não sofre alteração, o que muda é sua classificação morfológica e seu sentido, ou seja, para constatarmos este tipo de derivação precisamos analisar a palavra em cada contexto, vejamos: Ele não foi ao parque porque estava cansado. (conjunção) Ele não foi ao parque, mas não sei o porquê. (substantivo) Tenho treze sapatos de festa. (numeral) O treze é um número de sorte.(substantivo) Tenho medo de fantasma. (substantivo) Descobriram um funcionário fantasma naquele órgão. (adjetivo) Atenção! As bancas geralmente trabalham o tema derivação imprópria por meio de exemplos de substantivação (transformação de uma palavra de outra classe gramatical em substantivo). Esquema+ +Portugues++Derivação (binary/octet-stream)