Teorias da administração Organização / Empresa

Fernanda leite
Mind Map by Fernanda leite, updated more than 1 year ago
Fernanda leite
Created by Fernanda leite almost 7 years ago
204
1

Description

Postgraduate 1º semestre Mind Map on Teorias da administração Organização / Empresa, created by Fernanda leite on 05/21/2013.
Tags

Resource summary

Teorias da administração Organização / Empresa
1 Teoria da burocracia
1.1 Teoria estruturalista
1.1.1 Múltipla abordagem: Organização formal e informal; Análise intra-organizacional e análise interorganizacional;
1.1.2 James March
1.1.2.1 Define organização = cj. de relações sociais estáveis com um objetivo em comum Características: organização formal e informal/ homem organizacional/ recompensas e interação das pessoas.
1.1.3 James D Thompson
1.1.3.1 Competição/ cooperação ( ajuste de negociação, cooptação - pessoa estranha entra no jogo/ coalizão ( combinação das duas)
1.1.4 Disfunções: panelinha/ Patriamonialismo: defender interesses pessoais contatar parentes/Excesso de regras e Hierarquia: vaidade e disputa pelo poder
1.2 Max Weber sociologico
1.2.1 Organização Formal Burocrática; Racionalidade Organizacional; enfoque sociológico Organização atividades humanas Busca tipo ideal, baseia-se no capitalismo e na conduta religiosa, impessualidade, regras e procedimentos, divisão de trabalho, hierarquia e autoridade (tradicional, carismatica e racional), regras e padroes, funcioanarios qualificados
1.2.2 CHIAVENATO baseado no Weber afirma caracteristica formalidade, impessualidade e profissionalismo, + rigidez, + eficacia = - desordem
1.2.3 Tipologia ETZIONI Poder, coercivo, manipulativo através de recompensas
1.2.4 Tipologia BLAU e SCOTT Beneficio p o dono o único a ganhar
1.3 Não considera a existencia conflito, exigencia de controle,
2 Teoria das relações humanas
2.1 Teoria comportamental Escola Behaviorista
2.1.1 Teoria Erg (Clayton) Motivação (interna e externa - Intrinsica e Extrinsica)
2.1.2 liderança, Estilos de Administração; Teoria das decisões; Integração dos objetivos organizacionais e individuais;
2.1.2.1 Liderança (líder considerado um instrumento para resolver problemas)
2.1.2.1.1 Alguns tipos de poder (base da liderança) poder de recompensa poder coercivo poder de especialização poder legitimo
2.1.2.1.2 RENSIS LIKERT sociólogo aplicou questionários aos empregados sobre de como era o líder autoritário forte, autoritário benevolente, sistema consultivo e sistema participativo
2.1.3 Teoria da Realização ou das necessidades adquiridas (DAVID NMSCLLAND)- Realização/ competir como forma de avaliação /Afiliação e Poder
2.1.4 Teoria da expectativa (VICTOR VROOM) 3 conceitos: valência/ expectativa/ instrumentalidade
2.1.5 Teoria necessidades/ Tabela de Maslow,
2.1.6 Teoria dos 2 fatores (Herzberg) higiene e motivação
2.1.7 teoria da Equidade (STACY ADAMS) tratamento que o individuo recebe dentro da empresa
2.1.8 Teoria do X e do Y (DOUGLAS MCGREGOR) na x os indivíduos evitam o trabalho, sem ambição na y os indivíduos aspiram realização profissional
2.2 prof Elton Mayo
2.2.1 Pesquisa 4 fases analise de produção Hawthorne
2.2.1.1 1ª fase luminosidade 2ª fase horarios flexiveis 3ª fase entrevistas e atitudes de sentimento (grupo informal e formal) 4ª analise do grupo formal (panelinha)
2.2.1.1.1 Organização informal; Motivação, liderança, comunicações e dinâmica de grupo; Relaçoes Humanas, trabalhos repetitivos desgasta trabalhador, aspectos emocionais
2.3 Kurt Lewin
2.3.1 Teoria do campo, Grupos, liderança, resistencia a mudanças
2.4 Mary Parker Follett
2.4.1 se colocar nolugar do dono
2.5 Chester Barnard
2.5.1 Vestir a camisa da empresa Progresso social Informal + Formal juntos
2.6 Herbert Simon
2.6.1 Funcionarios com decisões e racionalidade limitada e investigaçaõ do ambiente
3 Teoria dos sistemas
3.1 A complexidade é a base da abordagem sistêmica: pois nenhum problema é simples e linear.Administração da tecnologia (imperativo tecnológico);A teria dos sistemas Evidenciou a importância das variáveis e abriu caminho para a teoria da CONTINGÊNCIA
3.1.1 Norbert Winer- matemático
3.1.1.1 Teoria libernetica: tudo por sistemas= controlado
3.1.2 SISTEMA: um conjunto de elementos, dinâmicamente relacionados para atingir um único objetivo. Todo sistema tem um objetivo ligado a natureza orgânica: tiro uma parte e estrago todo o resto.
3.1.2.1 Os sistemas podem ser Abertos ou fechados
3.1.2.1.1 Abertos: estabelecem relações com o ambiente/ existe retroalimentação através de feedback e avaliação dos clientes.
3.1.2.1.1.1 Entrada( informações), processamento (o que usamos para produzir o nosso produto) e saída ( processos viram produtos) e feedback ( cliente retorna comunicando-se) Todo sistema tem de tem sinergia : união da comunicação. E toda organização é um sistema aberto .
3.1.2.1.1.2 Charles Churcham- estudioso
3.1.2.1.1.2.1 Insere a idéia de sistema de informação gerências : para ajudar os gerentes
3.1.2.1.1.3 Daniel Katz e Robert Kahn - autores
3.1.2.1.1.3.1 Estouram as características da organização aberta criticando: O ciclo repetitivo do imput/ entrada, e outputs/ saída, , homeostase e o feedback. Dizendo: que este ciclo separa a organização dos problemas que possam estar ocorrendo ( variáveis ) que a impresa esta imersa.
3.1.3 ENFOQUE sistêmico: Dois movimentos: Estropia: desordem em uma das partes Homeostasia: tendência ao equilíbrio
3.1.4 Teoria da contingência Abordagem contingencial:
3.1.4.1 Contingência é algo incerto. Em uma organização não há que seja único, pois a empresa precisa trocar informações com o ambiente externo
3.1.4.2 Dois princípios básicos - não há uma melhor e única forma de organizar / uma forma eficaz não significa que ira funcionar outra vez.
3.1.4.3 CHANDLER, BURNS, STALKER
3.1.4.3.1 A empresa depende demais Da organização com relação ao seu ambiente. O ambiente traz as suas variáveis. O ambiente compreende inúmeros sistemas: legal, político, ecológico etc... O ambiente pode ser instável ou estável. Mais, todas as organizações utilizam-se do sistema KNOW-HOW( extrapolação do conhecimento/intelectuais e operacionais - denominados na organização: capital intelectual
3.1.4.4 JAMES THOMPSON
3.1.4.4.1 Produção em massa: tecnologia em seqüência ( Volks) tecnologia mediadora ( bancos ) e tecnologia intensiva ( hospitais)
3.2 Os gregos já trabalhavam a teria Filosofia conhecida como: GESTALT: explica sobre o comportamento humano/ os elementos da realidade são importantes não devem ser separados. GESTALT analisa o conjunto. Explica o processo de aprendizado a base da semiótica ( signos).
3.3 lud Von Bertanfly - biólogo alemão
3.3.1 Teoria indisciplinar Denominada teoria dos sistemas
4 Conceitos introdutórios
4.1 Objetivos do administrador junto a organização
4.1.1 fornecer bens / serviços aos clientes
4.1.2 Obter lucros para os proprietários/acionistas
4.1.3 Prover nível satisfatório de renda aos empregados
4.1.4 Aumentar o nivel de satisfação dos stakeholders: clientes, acionistas e sociedade
4.2 Funções do administrador
4.2.1 Planejar, Organizar, Dirigir ou Liderar e Controlar
4.2.2 Eficiência = alcançar objetivos com o uso do melhor recurso
4.2.3 Eficacia = alcançar objetivos
5 3 Niveis decisórios Executivo / Nivel estratégico Gerentes / Nivel tático Supervisores/ Nivel operacional
5.1 todos devem ter habilidades, conhecimentos e atitudes para ter eficacia e eficiencia
6 Evolução do pensamento administrativo

Annotations:

  • Embora todos os livros de história do pensamento administrativo ressaltem que a Administração tem início com a Administração Científica, ou seja, com os estudos de tempos e movimentos de Frederick Winston Taylor, a humanidade não se desenvolveu em um “vácuo administrativo”. Várias práticas e conceitos já haviam sido implementados por povos e civilizações antigas
6.1 Sumeria (controle) Egito (piramides - PODC) Babilonia (codigo Hamurabi = salario) China Chow (autoridade incontestavel) China sun Tzue (tratado militar PODC)
7 Surgimento da ADM cientifica
7.1 3 fases 1ª fase Inglaterra (energia do carvão) 2ª fase Difusão Inglaterra, EUA e Japão (ferro e aço) 3ª fase atual multinacionais, globalização, roboti
7.1.1 Frederick Taylor eng
7.1.1.1 Racionalização do trabalho Divisão do trabalho Tempos e movimentos Enfoque mecanicista do ser humano Homo Economicus Abordagem fechada Superespecialização do empregado Exploração do empregado
7.1.1.2 Teoria Clasica
7.1.1.2.1 eng Henry Faiol
7.1.1.2.1.1 Divisão do trabalho e responsabilidade Unid. de comando Unid. de direção Disciplina Prevalência dos interesses gerais Remuneração Centralizaçao Hierarquia Ordem Equidade Estabilidade dos funcionarios Principio da iniciativa Principio de equipe
7.1.1.2.1.2 Planejar Organizar Coordenar Comandar Controlar mudou
7.1.1.3 Base para Faiol
7.1.2 Henri Ford empres.
7.1.2.1 Mecanicista Integração vertical e horizontal Padronização Reduçaõ de estoque Produçao em massa Aceleração da produção Elevação da produtividade
7.1.2.2 Soube aplicar e gerir uma empresa, criou salario, estrutura de relações humanas com remuneração
7.1.3 Casal Frank e Lilian
7.1.3.1 Conceitos sobre redução do trabalho e fadiga
7.1.4 Henri Grantt
7.1.4.1 Criação do grafico grantt (planejamento, tempo custo e controle)
8 Teoria Neoclássica
8.1 Chao de fabrica, crescimento das empresas
8.2 Aprimoramento da classica com relaçao ao planejar, organizar, dirigir e controlar
8.3 Aut Daniel McCallum 1 organograma arvore (ferrovia Erie)
8.4 Aut Harrington Emerson implantou o organograna, 1 recrutamento e seleção (especialista ou assessores - Consultoria)
8.4.1 Conceitos Traçar planos, bom senso, orientação e supervisão, discilplina, honestidade nos acordos, remuneração proporcional, manual do funcionario, normas do desenvolv e das operações, instruções e registros precisos, incentivos p0 maior rendimento e eficiencia
8.5 Emp. Pierre Du Pont estrutura organizacional hierarquica e centralizada, autonomia dos gerentes
8.6 Emp. Alfred Sloan Sistematizaçao operacional dos departamentos, relatórios para objetivos
8.7 Aut James Mooney
8.7.1 coordenação, escalar hierarquia, fucional)
8.8 Aut Luther Gulick e Lyndall UrWick
8.8.1 Centralizada chefia das coordenações,
8.8.1.1 Principios (atuais e outros não) da especializaçao, autoridade, amplitude, definição
8.9 Aut Vytautas Graiciunas
8.9.1 gerentes/ subordinados = poder e prestigio
8.10 tds as informações geraram 3 tipos de empresa
8.10.1 Linear e formal = autoridade
8.10.2 Funcional = conhecimento especializado e descentralizaçao
8.10.3 Linha Staff = junçao das 2 hieraquia linear, especializaçao funcional
8.11 Outros autores Harold Koontz, Cyril O´Donell e Michael Jucius
8.12 Adm por objetivos APO Peter Druker
8.12.1 DESCENTRALIZAÇÃO, decisão operacional,definição de metas, e objetivos, para cada departamento, planos operacional/ control, chefia envolvimento subrdinados
9 Temos dois tipo: orgânica ( condições ambientais) e mecanicista ( produção em massa)
10 Abordagem Estratégica
10.1 O planejamento é definido como uma técnica para lidar com o futuro e os meios de atingir o objetivo final. Constitui num processo lógico, que auxilia o comportamento humanitário ala efetuarem as suas tarefas com eficiência na tomada de decisão. É lidar com a realidade.
10.2 O planejamento enseja uma atitude proativa. Entregando durante o acontecimentos das coisa é preciso ser festivo também. Cuja a principal característica é a DINAMICIDADE. A 3 níveis: Estratégico, tático e operacional
10.3 É preciso controlar e organizar e fiscalizar os procedimentos sistematicamente! Precisamos de equilíbrio dentro da Empresa! As pessoas precisam ser proativas e reativas e ter equilibrio! Analisar o ambiente Sempre antes de tomar uma decisao! As necessidades nos conduzem ao planejamento: Sazonalidade, eventos e crises.
10.4 Tecnicas para estudar o futuro: Analise de series temporais( o passado aponta o futuro), projecoes derivadas ( consiste na assossiacao de duas variaveis( uma avanca a outra retarda) , relacoes causaveis ( Bater em conco portas p vender algo e ter apenas uma Venda), perquisa de opinioes, ESTAS TECNiCAS apresentadas tem base na CERTEZA!
10.4.1 INCERTEZA
10.4.1.1 methodo DELPHI Busca por informacoes, perquisa dirigida a especialistas, Onde os resultados nao Sao certeiros! Oeientacoes para o futuro. Esta perquisa é baseada; X construcao de cenarios: se planejar com mais informacoes
10.4.1.2 Os objectivos pela busca poder ser: implicitos, explicitos, gerais, especificos e pode, meter haver com a missao.
10.5 RAYMOND MILES e CHELES SNOW-autores
10.5.1 4 posturas estrategicas de adaptacao das organizacoes ao ambiente x defenciva( empresas muito especializadas, nao buscam oportunidades fora do seu dominio), prospectiva ( buscam oportunidades constantemente) analitica ( atua de forma estavel e de forma agressiva) reativa ( percebem mudancas, Mas não conseguem reagir adequadamente)
10.6 MICHEL PORTER
10.6.1 Abordagem estrategicas 5 forcas competitivas: Rivalidade( diversidade do número de concurrentes), poder de negociacao dos clientes( produtos substitutos), poder de negociacao dos fornecedores( o preço pode subir se ha poucos fornecedores), ameaca de novos entrantes( Quando ela é pequena nao ha necessidade de elevar o custo de producao) e ameaca de produtos substitutos( o seu produto torna-se obsoleto e é substituido por outro de melhor qualidade e preco)
Show full summary Hide full summary

Similar

Comunicação e Expressão - Unidade 6 - Estratégias textuais
robybastos
LÓGICA Introdução e Conceitos
Fernanda leite
Unidade 7 - Comunicação Dirigida e Escrita
robybastos
Desenvolvimento de Produtos e Marcas
André Luís
Unidade 1 - Comunicação
robybastos
Comunicação e Expressão - Unidade 6 - Estratégias textuais
Sabryna Albuquerque
Comunicação e Expressão - Unidade 6 - Estratégias textuais
Evandro Zimmermann
Desenvolvimento de Produtos e Marcas
Valter Kvasnei
LÓGICA Introdução e Conceitos
Sandra Gaspar
MKT - Unidade 2 - Marketing estratégico 1
robybastos
The SAT Test
philip.ellis