Romantismo no Brasil

Ariane Paiva
Mind Map by Ariane Paiva, updated more than 1 year ago
Ariane Paiva
Created by Ariane Paiva almost 6 years ago
811
10

Description

Mind Map on Romantismo no Brasil, created by Ariane Paiva on 06/28/2014.

Resource summary

Romantismo no Brasil
1 1ª Geração
1.1 Gonçalves Dias
1.1.1 utilizador da dramática e lírica em suas poesias, com métrica, musicalidade e ritmos perfeitos
1.1.2 Gonçalves de Magalhães
1.1.2.1 Araújo Porto Alegre
1.1.2.2 Confederação dos Tamoios
1.1.3 Canção do Exílio e I-Juca Pirama
1.2 Exaltação da natureza
1.3 Volta ao passado histórico
1.4 Idealização do índio
1.5 o amor, o sofrimento e a dor do homem romântico – “Se se morre de amor”
1.6 medieval (uso do português arcaico – “Sextilhas de frei Antão”
1.7 nacionalista (exaltação da pátria distante – “Canção do Exílio”)
1.8 sentimentalismo
1.9 religiosidade
1.10 1836 a 1852
2 1836
3 Marco inicial a obra Suspiros Poéticos e Saudades, de Gonçalves de Magalhães
4 2ª Geração
4.1 Geração do "Mal do Século"
4.2 Álvares de Azevedo
4.2.1 Lira dos Vinte Anos e a prosa Noite da Taverna
4.3 Casimiro de Abreu
4.3.1 que, ao contrário de Álvares, estava mais encaixado no gosto do público, não entrando em temáticas tão mórbidas
4.4 Junqueira Freire
4.5 Fagundes Varela
4.5.1 poeta em transição, com algumas poesias que começavam a voltar seu olhar para a sociedade
4.6 influenciada pela poesia de Lord Byron e Musset,
4.7 egocentrismo, pessimismo, negativismo boêmio, dúvida desilusão adolescente e tédio constante – característicos do ultra-romantismo
4.8 fuga da realidade, que se manifesta na idealização da infância, nas virgens sonhadas e na exaltação da morte
4.9 meados da década de 50 do século XIX
5 3ª Geração
5.1 geração condoreira
5.2 Castro Alves, seguido por Tobias Barreto e Sousândrade.
5.3 meados de 60 e dura até o fim do Romantismo, em 1881
5.4 poesia social e libertária
5.5 influencia de Victor Hugo e de sua poesia político-social
5.6 desejo de libertar-se da realidade atrasada do Império
5.7 tirava o foco do ‘eu’ e colocava este foco no realismo, na realidade social
5.8 Castro Alves com O Navio Negreiro
6 Após 1822, cresce no Brasil independente o sentimento de nacionalismo, busca-se o passado histórico, exalta-se a natureza da pátria; na realidade, características já cultivadas na Europa e que se encaixavam perfeitamente à necessidade brasileira de ofuscar profundas crises sociais, financeiras e econômicas
7 De 1823 a 1831, o Brasil viveu um período conturbado como reflexo do autoritarismo de D. Pedro I: a dissolução da Assembléia Constituinte ; a Constituição outorgada; a Confederação do Equador; a luta pelo trono português contra seu irmão D. Miguel; a acusação de Ter mandado assassinar Líbero Badaró e, finalmente, a abdicação. Segue-se o período regencial e a maioridade prematura de Pedro II. É neste ambiente confuso e inseguro que surge o Romantismo brasileiro, carregado de lusofobia e, principalmente, de nacionalismo.
8 Um dos fatos mais importantes do Romantismo foi a criação de um novo público, uma vez que a literatura torna-se mais popular, o que não acontecia com os estilos de época de características clássicas. Surge o romance , forma mais acessível de manifestação literária; o teatro ganha novo impulso, abandonando as formas clássicas. Com a formação dos primeiros cursos universitários em 1827 e com o liberalismo burguês, dois novos elementos da sociedade brasileira representam um mercado consumidor a ser atingido: o estudante e mulher. Com a vinda da família real, a imprensa passa a existir no Brasil e, com ela, os folhetins, que desempenharam importante papel no desenvolvimento no romance romântico.
9 ROMANTISMO - PROSA
9.1 Romance Urbano
9.1.1 tema ligado à vida social
9.1.2 José de Alencar (Senhora ; Lucíola), Joaquim Manuel de Macedo (A Moreninha; O Moço Loiro) e Manuel Antônio de Almeida (Memórias de um sargento de milícias).
9.2 Romance Sertanejo ou Regionalista
9.2.1 Atração pelo pitoresco e o desejo de explorar e investigar o Brasil do interior
9.2.2 José de Alencar, Taunay (Inocência) e Bernardo Guimarães (A escrava Isaura; O Seminarista).
9.3 Romance Histórico
9.3.1 reinterpretação nacionalista de fatos e personagens da nossa história, numa revalorização e idealização de nosso passado
9.3.2 José de Alencar (O Guarani; As Minas de Prata; A guerra dos Mascates), Bernardo Guimarães (Lendas e romances; histórias e tradições da província de Minas Gerais) e Franklin Távora (O Matuto; Lourenço)
9.4 Romance Indianista
9.4.1 Ainda na perspectiva de valorização de nossas origens, surge o romance indianista, tendo encontrado sua melhor realização nas obras de José de Alencar, que idealizou a figura do índio, exaltando-lhe a nobreza e valentia. (Ubirajara; Iracema; O Guarani).
Show full summary Hide full summary

Similar

Mapa conceitual - Parnasianismo no Brasil
Letícia Freato
LITERATURA: ROMANTISMO (INTRODUÇÃO)
jhonathannicolas
Períodos literários brasileiros
GoConqr suporte .
Literatura Brasileira
Alessandra S.
Gêneros Literários
Larissa Borela
Plano de estudos ENEM - Parte 1 *Humanas
Alice Sousa
Plano de estudos ENEM - Parte 1 *Humanas
GoConqr suporte .
Roteiro de Estudo - Matemática
Luiz Fernando
Plano de estudos ENEM - Parte 2 *Exatas/Biológicas
Alice Sousa
Plano de estudos ENEM - Parte 2 *Exatas/Biológicas
GoConqr suporte .
Provas anteriores de Vestibular - Fuvest 1
GoConqr suporte .