Behaviorismo

Thamires Oliveira
Mind Map by Thamires Oliveira, updated more than 1 year ago
Thamires Oliveira
Created by Thamires Oliveira over 5 years ago
38
1

Description

Mind Map on Behaviorismo, created by Thamires Oliveira on 09/15/2014.

Resource summary

Behaviorismo
1 Considerado umas das principais teorias da Psicologia do século XX.
2 Propondo um modelo de ciência, buscando enfatizar a observação e a interação do organismo-contexto na análise do comportamento humano.
2.1 Termos como Comportamentalismo e Comportamentismo são encontrados na literatura para denominar esta tendência.
3 Behavior significa comportamento. Veio originalmente elaborado por John Watson (1878-1958). Onde através de um manifesto escrito enfatizou o comportamento, como objeto de estudo da psicologia e o interesse da resposta do ser humano em diversas situações.
3.1 O manifesto “A psicologia como o behaviorista a vê” criticava a utilização dos processos e conteúdos mentais que estivesse envolvido na percepção, memória, imaginação, raciocínio, etc. Tendo como objeto do estudo da Psicologia. Para Watson, o método para detectar e analisar comportamentos deveriam ser, unicamente, a observação e a experimentação (método de qualquer ciência).
4 Psicologia como “ciência do comportamento”
4.1 Para Figueiredo e Santi, Watson redefiniu a psicologia dando ao aparecimento do método de auto-observação para melhor se estudar o comportamento humano.
4.1.1 O método do reflexo condicionado foi adotado por Watson em razão de ser um método objetivo de análise do comportamento, ou seja, de redução do comportamento às suas unidades elementares, os vínculos estímulo-resposta. Para ele todo o comportamento pode ser reduzido as unidades de estímulo-resposta, onde permita a investigação do comportamento humano.
4.2 O Behaviorismo de Skinner ficou conhecido como Behaviorismo Radical. Esta designação foi feita pelo próprio Skinner para se referir à filosofia da análise experimental do comportamento. Essa teoria compreende vários conceitos, como por exemplo: Comportamento operante; Comportamento Respondente ou Reflexo. Segundo Skinner operamos sobre o mundo em função das consequências criadas por nossa ações.
4.3 Gestalt é uma teoria que nasceu na Europa e tinha a necessidade de compreensão do ser humano como uma totalidade, aceitando o valor da consciência e criticava a tentativa de analisá-la em elementos.
4.3.1 Bock, Furtado e Teixeira, analisam que embora a teoria de Gestalt tenha sido complexa e importante não prosperou como as outras teorias. Porém foram feitos muitos estudos depois dessa teoria, como por exemplo a pesquisa de Kurt Lewin sobre a dinâmica dos grupos e sobre o conceito de campo social que é formado tanto pelas características da pessoa quanto pelas características do meio onde a pessoa está inserida.
4.3.1.1 Os fundamentos desta teoria tem como orientação filosófica a fenomenologia. Onde a partir desses fundamentos filosóficos, onde a preocupação incidia no modo como as pessoas compreendiam seu retorno. compreendiam o seu entorno.
4.3.1.1.1 Então eis que surge o entendimento através da música, através do cantor e compositor Vinicius de Morais. Onde através de suas letras e poesias conseguia haver um entendimento melhor do comportamento e reações humanas (sentimentos). Proximidade e continuidade foram outros pontos resaltados por Morais.
4.4 A Psicanálise representou um grande avanço na teoria social e nas ciências humanas abrindo espaço para um caminho com orientações diferentes no mundo e na própria ciência. Conceitos criados por Freud, como o inconsciente, a repressão, a sexualidade infantil, e a relação entre sintomas neuróticos e fenômenos da vida.
4.4.1 A psicanálise constitui uma teoria sobre o funcionamento da vida psíquica, um método de investigação e pesquisa de natureza interpretativa e de tratamento.
4.5 O inconsciente é fundamental para a teoria psicanalítica. Surgindo da experiência de tratamentos de homens e mulheres. Para Freud os conteúdos do inconsciente, são os representantes da pulsão. Para ele, a pulsão é um desvio do instinto, um desvio de uma função biológica do instinto. Trata-se de uma força biológica motivadora que leva os membros da espécie a agir visando sempre a mesma finalidade.
4.5.1 A regra fundamental da psicanálise é a ausência de inibição, o intercâmbio de palavras e, particularmente, a liberdade para escolher o que falar constituiu a regra fundamental da psicanálise.
4.5.1.1 O conteúdo a ser tratado, segundo Freud, dependeria unicamente do paciente e que todo e qualquer pensamento, até mesmo os mais desagradáveis, deveria vir a consciência e serem falados.
4.5.1.1.1 A histeria, surge a partir do momento que Freud investiga os processos mentais inconscientes e constata que os sintomas histéricos que as pessoas o procuravam queixavam-se, eram resíduos de experiências profundamente comovedoras que foram afastadas da consciência.
4.5.1.1.1.1 O aparelho psíquico, de acordo com o texto: A interpretação dos sonhos, Freud analisa que os processos do sonho permitem compreender as formações do inconsciente. Exemplos: - O inconsciente é constituído por conteúdos recalcados que não têm acesso aos sistemas pré-consciente e consciente; - O pré-consciente é formado por conteúdos que não estão acessíveis à consciência; - Designa o que está implicitamente presente na atividade mental, sem se situar, por isso, como objeto de consciência. Definido como descritivamente inconsciente, mas acessível à consciência; - O consciente é o sistema que recebe as informações do mundo exterior e as provenientes do interior.
4.5.1.1.1.1.1 Psicologia sócio-histórica estuda fenômenos psicológicos (experiência pessoal) como construções históricas e sociais. Segundo Bock, Furtado e Teixeira analisam que a experiência pessoal do ser humano não pertence a natureza humana, pois a própria tratasse de uma essência pronta, abstrata, eterna e universal não existe. O que há é uma condição que é construída nas relações sociais.
4.5.1.1.1.1.1.1 O ser humano é um ser social e histórico, para a Psicologia sócio-histórica, explicam Bock, Furtado e Teixeira, sujeito e mundo são criados no mesmo processo, complementam-se e referem-se um ao outro. Desse modo, não há como compreender o ser humano sem conhecer o seu mundo social, que contempla as formas de relação, de produção da sobrevivência, os valores sociais e os diferentes modos de ser de cada um. O acesso a cultura que cada pessoa tem, ou seja, todas as coisas criadas ao longo da história diferem entre grupos sociais e as construções da subjetividades. O ser humano está em permanente estado de movimento e mudanças dos processos psicológicos. Então a psicologia busca compreender o indivíduo nas suas relações e vínculos sociais determinando histórica e socialmente.
Show full summary Hide full summary

Similar

Behaviorismo - Skinner
Suliane Makelry
Behaviorismo, Análise do Comportamento e Educação
João Silva
Skinner: Behaviorismo Radical
Karoline Teixeira
MAPA MENTAL BEHAVIORISMO
lukinhas_sad
Behaviorismo - Skinner
Samanta Godoy
Teoria da Comunicação
Manoela Setta
Teoria de Skinner
Nathalia Bittencourt
Resolução CFP 007/2003
Roberto Calmon
PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Amanda p
BEHAVIORISMO
Clara Daiany
Modelo causal de Seleção por consequencia
Jubs.F