Diarréia

Victória Mesquita Gomes
Mind Map by Victória Mesquita Gomes, updated more than 1 year ago
Victória Mesquita Gomes
Created by Victória Mesquita Gomes almost 2 years ago
19
0

Description

Mind Map on Diarréia, created by Victória Mesquita Gomes on 10/26/2018.

Resource summary

Diarréia
1 Conceito: Também denominada de Síndrome Diarréica, é a mudança no hábito intestinal do indivíduo, que implica em aumento do peso das fezes, da quantidade da parte líquida e da frequência de evacuações . Duas evacuações por dia é o que se considera normal.
1.1 Evidências de que a diarréia tem causa orgânica: ocorrência durante a noite, a presença de sangue nas fezes, hipotrofia muscular, esteatorréia, a queixa de dor abdominal, emagrecimento, febre, adenomegalia, massas palpáveis no abdômen, sintomas carenciais, anemia e redução do subcutâneo.
1.1.1 Causas
1.1.1.1 Alimentação
1.1.1.2 Deficiência de lactase intestinal(congênita), quando a dieta é rica em leite, leva â diarréia.
1.1.1.3 Medicamentos: podem produzir ou agravar a diarréia. Ex.: antibióticos, antiinflamatórios, antiarrítmicos, anti-hipertensivos, antiácidos e cardiotônicos.
1.1.1.4 Ações agudas de bactérias e vírus no intestino delgado(adquirida): cólera,salmonela, E. coli, etc.
1.1.1.5 Doença de Crhon : do intestino delgado ou grosso, etiologia desconhecida; inflamação transmural com granuloma não caseoso.
1.1.1.6 Hipogamaglobulinemia congênita ou adquirida.
1.1.1.7 Diabetes melitus (adquirida).
1.1.1.8 Câncer no intestino.
2 Intestino Delgado e Grosso
2.1 Cólon (Grosso): tem participação decisiva na manutenção do hábito intestinal, normal. Sua motilidade é complexa e varia com a parte considerada. Divide-se em:
2.1.1 Ascendente: ocorrem movimentos antiperistálticos, que seguram o conteúdo que passa a válvula ileocecal para o cólon direito.
2.1.2 Sigmóide: local onde também há retardo do trânsito colônico, já que armazena as fezes para defecação.
2.1.3 Transverso e Descendente: ocorrem contrações segmentares, que, lentamente, movimentam o conteúdo colônico em direção ao reto. Ocasionalmente, ocorre movimento mais vigoroso (movimento de massa), que move o conteúdo do cólon por distâncias maiores.
2.2 Delgado: seu movimento depende das características do conteúdo ingerido e acontecem no estado de jejum (movimentos periódicos, que ocorrem em direção caudal - complexo motor, migrante).
2.3 Reto (Grosso): ocorre relaxamento dos esfíncteres e contração peristáltica da parede. Todos os movimentos são, em parte, voluntários e, em parte, involuntários, e são desencadeados por estimulação de mecanorreceptores na área anorretal.
2.4 Funções: motora (garante o hábito intestinal), reabsorção de água, manutenção da população de bactéria intraluminal, controle da eliminação de fezes e secretor (hormônios, enzimas, imunoglobulinas, muco, água e eletrólitos).
3 Mecanismos
3.1 Diarréia Osmótica: aumento da pressão osmótica do conteúdo transluminal. O acúmulo de substâncias não absorvíveis no intestino delgado que provoca retardo na absorção de água e eletrólitos, e diminui com jejum. Regride ou cessa com jejum ou suspensão do agente osmótico. Aparece quando há defeito na digestão ou na absorção de nutrientes. Ex.: uso de laxativos e síndrome de má absorção.
3.2 Diarréia Secretora: aumento da secreção de água, eletrólitos e fluidos isotônicos. Há secreção ativa de água e eletrólitos pela mucosa do intestino delgado.Não cessa com jejum. Ex.: defeitos congênitos de absorção iônica, ressecção intestinal, doença difusa de mucosa e Escherichia coli.
3.3 Diarréia Exsudativa: aumento da permeabilidade da mucosa intestinal (ocorre ruptura da integridade da mucosa). Resulta em passagem anormal de líquido do meio interno para o lúmen intestinal (há eliminação de muco, sangue e proteínas). Não cessa com jejum. Ex.: diarréia das doenças inflamatórias e dos linfomas difusos do intestino delgado.
3.4 Diarréia Motora: alteração na motilidade do intestino delgado devido ao trânsito acelerado, causando inadequada mistura do alimento com as enzimas digestivas, e ao pouco contato com a superfície absortiva, por ressecção intestinal ou fístulas enteroentéricas (Obs.: a lentificação do trânsito intestinal pode promover aumento bacteriano e gerar diarréia secretora). Diarréia leve a moderada, pode persistir com o jejum. Ex.: hipotireoidismo e diarreia funcional.
4 Quanto à Origem:
4.1 Alta - causada por doença em intestino delgado. O volume evacuado em cada ocasião é grande, a frequência é pequena, cessa com o jejum, dor periumbilical (eventualmente), odor fétido, ausência de pus ou muco, tem restos alimentares digeríveis nas fezes, pode haver esteatorréia (gordura nas fezes) e distensão abdominal. Acompanhada de: emagrecimento, anemia, deficiência vitamínica.
4.2 Baixa - causada por doença no intestino grosso. O volume é pequeno, a frequência é alta, dor abdominal do tipo cólica, diminui mas não cessa com o jejum, ocorre tenesmo. Pode estar acompanhada de: muco, pus ou sangue.
4.3 Semiologia
4.3.1 Febre: infecção entérica,AIDS, tuberculose e tireotoxicose
4.3.2 Emagrecimento: todas as causas de síndr. de má absorção, além das doenças inflamatórias intestinais e das neoplasias.
4.3.3 Achados: Úlceras em cavidade oral (DII/doença celíaca), Artrite )colite ulcerativa/doença de Crohn, doenças infecciosas e do colágeno), Linfadenopatia (linfomas/ doença de Whipple/ AIDS), Hiperpigmentação facial (doença de Addison/ mastocitose sistêmica), Dermatite herpetiforme (doença celíaca) e Pioderma gangrenoso (síndrome carcinoide).
4.3.4 Início e Duração: serve para diferir entre diarréia aguda (Duração menor que 3 semanas; de leve a moderada, e autolimitada - Causas: Bacteriana, Protista, Viral, Medicamentosa, Fúngica, etc) e crônica (Duração mínima de 4 semanas. Diarréia osmótica, secretória e inflamatória. Síndrome do intestino irritável, Laxativos, Incontinência fecal, Colite microscópica, etc).
4.3.5 Número de evacuações, Quantidade e Consistência das fezes: fundamental para que se conclua se há acometimento exclusivo ou predominante do intestino delgado.
4.3.6 Aspecto geral das fezes: consistência, coloração, presença de gordura/restos alimentares, odor, presença de muco, pus ou sangue.
4.3.7 Medicamentos; hábitos alimentares; viagens; sintomas constitucionais; antecedentes familiares.
Show full summary Hide full summary

Similar

Ana Rebecca Linhares
Senhorita Jiminnie
PEDIATRIA GERAL
Roney Mendonça dos Santos
MANEJO DIETOTERÁPICO DA DIARRÉIA NA PEDIATRIA E ADOLESCÊNCIA
Keli Neves
Campylobacter jejuni
Patrícia Almada
Diarréia na Criança
Giulia Sepeda
Characters in Lord of the Flies
lowri_luxton
New Possibilities with ExamTime's Flashcard Maker
Andrea Leyden
SFDC App Builder 1 (26-50)
Connie Woolard
Sistema nervioso y reproductivo
Cesar Waner
PLANIFICACIÓN ESTRATÉGICA
Carmen Elena Perez Fernandez
La estadistica, mapa conceptual
Aury Bustamante