Vanessa Ferreira nogueira
Mind Map by , created 8 months ago

Técnica cirúrgica Mind Map on Drenos, created by Vanessa Ferreira nogueira on 03/07/2019.

3
0
0
Tags No tags specified
Vanessa Ferreira nogueira
Created by Vanessa Ferreira nogueira 8 months ago
Of Mice and Men
becky_e
Physics 2
Peter Hoskins
Atomic numbers and mass numbers quiz
Sarah Egan
GRE Verbal Reasoning Vocabulary Flashcards 2
Sarah Egan
Les Aliments
dAnn dAnn
Cicatrização em cirurgia
Paula Sampaio
Sutura (básico)
Carol Wiciuk
TIPOS DE SUTURA
Ygor Porty
IB Economics SL: Microeconomics
Han Zhang
Drenos
1 Conceito
1.1 Materiais colocados no interior de uma ferida ou cavidade
1.2 Permite a saída de fluidos ou ar que estão ou podem estar ali presentes evitando o acúmulo de líquidos em espaços potenciais
1.3 Permitindo
1.3.1 retirada de coleções normais, ou patológicas
1.3.1.1 cavidades naturais
1.3.1.2 vísceras locais
1.3.1.3 cirurgia
1.3.2 Orientar trajetos fistulosos
1.4 INDICAÇÕES GERAIS DOS DRENOS
1.4.1 Sempre que há um derrame há ▽ da capacidade vital e da complacência pulmonar. O pulmão não consegue fazer o movimento de ins e de expiração
1.4.2 Coleções purulentas em geral e cavidades bem delimitadas por “parede” definida, como abscesso e pseudocisto
1.4.3 Destruição iatrogênica ou inflamatória, quer por inexistência como no esôfago e reto extraperitoneal- pode ter possibilidade
1.4.3.1 Deiscência de uma anastomose por tensão
1.4.3.2 Deficiência de irrigação
1.4.3.3 Infecção
1.4.3.4 Alterações na serosa de revestimento
1.4.4 Possibilidade de acúmulo de secreções (sero-hemáticas, biliosas, digestivas), como por ex:
1.4.4.1 Grandes deslocamentos
1.4.4.2 No leito vesicular ou pancreático onde pequenos dutos podem ser seccionados e não identificados
1.4.5 Após traumas, quando o debridamento for incompleto e possam ocorrer corpos estranhos ou contaminação maciça, às vezes inevitável
1.4.6 INDICAÇÕES ESPECIFICAS DOS DRENOS
1.4.6.1 Vias biliares:
1.4.6.1.1 dreno de Kher, na numeração de 10,12 ou 14 Fr
1.4.6.2 Pâncreas
1.4.6.2.1 aspiração tipo Portovac
1.4.6.2.2 dreno de Sump
1.4.6.3 Baço: de uso excepcional
1.4.6.4 Estômago; Duodeno
1.4.6.4.1 2° porção do duodeno produz muita secreção
1.4.6.5 Apêndice: raramente
1.4.6.6 Parede abdominal: Ex: hérnias incisionais volumosas – tipo Portovac
1.4.6.7 Pescoço:
1.4.6.7.1 após esvaziamentos cervicais
1.4.6.7.2 após tireoidectomias
1.4.6.7.3 Tipo
1.4.6.7.3.1 tipo Penrose
1.4.6.7.3.2 ou de aspiração do tipo Porvotac
1.4.6.8 Intestino: normalmente não e usa
1.4.7 pneumotórax hipertensivo ; hemotórax (acúmulo de sangue), empiema (acúmulo de pus, o mais comum em crianças), quilotórax (acúmulo de linfa).
2 PRINCÍPIOS DA DRENAGEM
2.1 Capilaridade
2.1.1 na superfície do dreno (não há passagem de líquido pela sua luz)
2.1.2 Tem que deixar espaço maior na parede, não apertar tanto durante a sutura
2.1.3 Caminhar auxilia na drenagem
2.2 Gravitação
2.2.1 (EX: Dreno de Tórax)
2.2.2 Use a gravidade ao seu favo
2.3 Sucção
2.4 TIPOS DE DRENOS:
2.4.1 1- quanto a forma
2.4.1.1 Tubular
2.4.1.1.1 Rígidos – metálico (Trocarte)
2.4.1.1.2 Semi rígidos
2.4.1.1.2.1 Sondas de Malecot
2.4.1.1.2.2 Nelaton
2.4.1.1.2.3 Pezzer
2.4.1.1.2.4 dreno em T (Kher)
2.4.1.1.2.5 dreno de tórax
2.4.1.1.2.6 sonda retal
2.4.1.2 Laminar
2.4.1.2.1 Simples – dreno de Penrose
2.4.1.2.2 Misto- dreno de Penrose com gaze
2.4.1.3 2- quanto o material
2.4.1.3.1 Plástico
2.4.1.3.1.1 Metal
2.4.1.3.1.1.1 Borracha - látex ou silicone
2.4.1.3.1.1.1.1 sonda de Malecot
2.4.1.3.1.1.1.2 Pezzer
2.4.1.3.1.1.1.3 Nelaton
2.4.1.3.1.1.1.4 dreno de Penrose
2.4.1.3.1.1.1.5 dreno em T
2.4.1.3.1.1.1.6 Outros
2.4.1.3.1.1.1.6.1 gaze, fios
2.4.1.3.1.1.2 trocarte universal
2.4.1.3.1.1.3 Ochsner
2.4.1.3.1.2 dreno de tórax
2.4.1.3.1.3 sonda retal
2.4.2 3- Quanto a forma
2.4.2.1 Laminar
2.4.2.1.1 drenos de pouca espessura, achatados, maleáveis, feitos de borracha sintética ou plástico
2.4.2.1.2 Funcionam por capilaridade
2.4.2.1.2.1 Ex: dreno de Penrose
2.4.2.2 Tubular
2.4.2.2.1 drenos em forma de tubo
2.4.2.2.2 funcionam por capilaridade se colocados com folga escoando o líquido a ser eliminado
2.4.2.3 4- Quanto a forma de ação
2.4.2.3.1 Drenos de Aspiração
2.4.2.3.1.1 são drenos geralmente tubulares com mecanismo de sucção com instalação para aspiração ou vácuo
2.4.2.3.2 Dreno Tubular Laminar
2.4.2.3.2.1 são classificados como compostos, montados a partir de drenos laminares e tubulares, funcionam tanto por gravidade como por aspiração.
3 MAPA 2
4 Mapa 1