Ásia

kl.a.b
Mind Map by kl.a.b, updated more than 1 year ago
kl.a.b
Created by kl.a.b almost 5 years ago
21
1

Description

Geografia Mind Map on Ásia, created by kl.a.b on 04/15/2015.

Resource summary

Ásia
1
2 Protagonismo
2.1 Brasil e China

Annotations:

  • A primeira visita de um presidente brasileiro à China, João Figueiredo, em 1984, deu inicio ao dialogo sino-brasileiro entre as sua maiores lideranças políticas.
  • As relações sino-brasileiras se estabeleçam basicamente em troca de commodities por parte do Brasil, pois os chineses são grandes compradores de soja e ferro o que gera certo alívio para a balança comercial brasileira.
  • A produção anual de aço bruto é de cerca de 220 milhões de toneladas, enquanto a do Brasil é de 31 milhões.
  • A China produz atualmente cerca de 1,1 milhão de caminhões por ano, quase dez vezes a produção brasileira
  • Enquanto o Brasil produz cerca de 40 milhões de toneladas de cimento por ano, a produção anual da China atinge aprox. 900 milhões de toneladas.
  • a China avança com vigor sobre os parceiros comerciais do Brasil  na América Latina. Merecem ênfase as parcerias com Argentina, Chile e certo destaque para o Tratado de Livre Comércio (TLC) entre China e Peru que funcionará como plataforma de exportação para a indústria brasileira
2.1.1 Na África
2.1.1.1 Brasil

Annotations:

  • Parcerias Brasil-África Diversos em parceria com vários países do continente africano, principalmente Moçambique (projeto FIOCRUZ no campo da saúde pública), Cabo Verde (educação superior), Chade, Mali, Burkina Faso e Benin (projeto Embrapa Cotton+4 de desenvolvimento agrícola)
  • Brasi na África Entre 2003 e 2009, o governo brasileiro perdoou dívidas de Angola, Moçambique e doou 300 milhões de dólares em cooperação alimentar para Somália, Sudão, África do Sul, Saara Ocidental e membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
  • O Brasil também contribuiu para o Fundo Africano de Desenvolvimento (FAD) do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), entre 2005 e 2009, com cerca de 10 milhões de dólares US, elevando o aporte total desde 1973, quando o Brasil começou a realizar tais financiamentos, para US$ 210 milhões em 2009
2.1.1.2 China

Annotations:

  • Entre em 1989 e 1997, o comércio entre China e África (particularmente a África do Sul) aumentou em mais de 431%
  • Em 1994, a China estabeleceu três bancos fundamentais na estratégia de cooperação com a África e outras regiões: o China Development Bank (que criou, em 2007, o China África Development Fund), o China Export Import Bank (Eximbank) e o China Agricultural Development Bank.
  • Foram criados, em 2000, os Fóruns de Cooperação China-África (FOCAC). Em 2000, o governo chinês anunciou o perdão da dívida externa de trinta países, no valor de 1,3 bilhão de dólares, além de abrir 1200 bolsas de estudos para cidadãos africanos na China.
  • Entre 2000 e 2005, enviou mais de 16 mil médicos para trabalharem no meio rural africano
  • No FOCAC de novembro de 2009, a China anunciou a concessão de empréstimos subsidiados de até 10 bilhões de dólares aos governos africanos e um envelope de 1 bilhão destinado a pequenas e médias empresas africanas.
  • As trocas comerciais entre China e África foram multiplicadas por dez entre 2000 e 2010, passando de 10 bilhões de dólares a cerca de 126,9 bilhões
  • As empresas de construção civil, a exemplo da gigantesca China State Construciton Engineering Corporation, dominam os canteiros de obras públicas na África.
  • Lado Político: Os países africanos que, ainda hoje, reconhecem Taiwan e mantêm relações diplomáticas com a ilha não podem ser beneficiários da cooperação chinesa (os casos de Burkina Faso, São Tomé e Príncipe e Gâmbia, por exemplo).
  • Uma terceira característica relevante nas agendas de CSS da China diz respeito a suas necessidades energéticas. Empresas como a China National Petroleum Corporation (CNPC). África tornou-se, logo após o Oriente Médio, o segundo fornecedor de petróleo da China, com cerca de 30% do mercado
  • A China também importa da África outros minérios importantes, tais como manganésio, cobre, ferro e o coltan (celulares)
2.2 Crescimento chinês

Annotations:

  • A China é atualmente a maior produtora mundial de televisores, com uma produção anual de aproximadamente 75 milhões de unidades.
  • As suas importações, cada vez mais, são oriundas dos países em desenvolvimento, em especial dos seus vizinhos asiáticos.
2.2.1 Impactos
2.2.1.1 Brasil
3 Rivalidade Sino-indiana
3.1 Rivalidade

Annotations:

  • Desde a independência indiana e da revolução comunista chinesa, a rivalidade é um fator presente nas relações bilaterais
  • Os limites incertos entre os dois gigantes asiáticos se converteram em motivo de conflito e ensejaram em uma breve guerra, em 1962, quando a superioridade militar chinesa se fez evidente.
  • A complementaridade produtiva, o comércio crescente e a expansão econômica disseminaram a percepção de que o paradigma da rivalidade havia sido substituído pela ideia de parceria.
  • Em julho de 2003, a Índia reconheceu formalmente que o Tibete é parte integrante da China
  • aceitou a posse indiana do território de Sikkim, anexado pela Índia em 1974
  • as relações próximas entre Paquistão e China permanecem como um obstáculo para uma aliança efetiva entre Beijing e Nova Déli
  • os principais obstáculos para a construção de uma parceria produtiva entre China e Índia são a questão tibetana e a opinião pública indiana.
  • Existem cerca de 120.000 refugiados tibetanos vivendo em território indiano, fato que representa uma crescente preocupação estratégica para a China
  • A maior parte da população indiana não considera a China como um parceiro confiável, devido ao apoio chinês ao Paquistão e às lembranças da guerra de 1962.
3.2 Relações comerciais

Annotations:

  • Atualmente, questões econômicas dominam a agenda bilateral. O turismo e o comércio bilateral têm crescido acentuadamente, de forma que a China converteu-se no principal parceiro comercial da Índia, superando os Estados Unidos
  • Complementariedade A economia indiana é bastante dinâmica no setor de serviços e tecnologia da informação e na produção de bens primários enquanto a China é um gigante na confecção de manufaturas.
4 Relações Sul-Sul

Annotations:

  • Do ponto de vista histórico, considera-se como importante marco histórico nas agendas da CSS a celebração, em 1955, da Primeira Conferência de Países da Ásia e da África, em Bandung.
  • Conferência de Bundung (1955) O objetivo de combater as diferentes versões do colonialismo e da dominação ocidental, em nome da solidariedade entre os países do Terceiro Mundo.
  • Alguns exemplo de CSS a celebração do Primeiro Fórum de Cooperação China-África em Pequim (2000); o Fórum Índia-Brasil-África do Sul (Ibas) em 2003; a Primeira Cúpula do Sul (celebrada no Marrocos, em 2003) que redefiniu as bases do Comitê de Cooperação Sul-Sul, bem como a Segunda Cúpula do Sul (Doha, em 2005) e a Conferência de Alto-Nível das Nações Unidas sobre CSS (Nairóbi, em 2009)
  • No caso chinês, a CSS assume múltiplas formas, desde o envio de missões médicas por dois anos, a construção de rodovias e pontes, cooperação técnica, a instalação de estações termoelétricas, até programas de treinamento e empréstimos de apoio ao comércio exterior.
Show full summary Hide full summary

Similar

Períodos geológicos
Alessandra S.
Projeto Med 2015: História e Geografia
elisacoltro
O Clima - Geografia
GoConqr suporte .
Geografia do Brasil
kelly.etehil
Simulado Geografia
Marina Faria
Blocos econômicos
Ighor Ferreira
Geografia - Mapa do Brasil
GoConqr suporte .
CLIMA GEOGRAFIA
Alice Sousa
Geografia- ENERGIA
jpedrohenriques
Revolução Industrial século XVIIl e XIX
izabelamendeslop
Geografia - Cartografia
Jessica Caroline de Macedo