Alzheimer

eduardagraeber
Mind Map by eduardagraeber, updated more than 1 year ago
eduardagraeber
Created by eduardagraeber over 6 years ago
27
0

Description

Mind Map on Alzheimer, created by eduardagraeber on 06/05/2015.

Resource summary

Alzheimer
  1. Doença do cérebro que afeta uma em cada dez pessoas com mais de 65 anos.
    1. A demência de Alzheimer foi descrita pela primeira vez pelo psiquiatra alemão Alois Alzheimer em 1906 era misericordiamente rara, pois a maioria das pessoas morria jovem o bastante para evita-la.
      1. Mas, a expectativa de vida mudou e correspondentemente o peso da doença de Alzheimer também aumentou. A prevenção ainda é difícil e tratar da doença é uma tarefa exaustiva.Não há cura para a doença de Alzheimer.
        1. Embora até poucos anos atrás o interesse maior nas questões de Alzheimer era em saber que remédios existiam para a cura ou melhora da doença, hoje a comunidade científica preocupa-se também na atenção ao problema do que fazer depois que o diagnóstico é colocado.
    2. A PROGRESSÃO
      1. A progressão, desde os primeiros esquecimentos até a morte é lenta e gradual e pode demorar em média entre 8 e 10 anos. É icurável.
      2. CAUSAS E SINTOMAS
        1. Proteínas anormais que acabam matando as células cerebrais.
          1. Hipocampo, onde as memórias são formadas primeiramente
            1. Gradualmente o hipocampo é destruído e passa a ser cada vez mais complicado formar novas memórias.
              1. Região do cérebro onde a linguagem é processada.
                1. Torna-se difícil encontrar a palavra certa.
                  1. Zona frontal do cérebro onde ocorre o pensamento lógico.
                    1. Gradualmente a pessoa começa a perder a capacidade para resolver problemas, compreender conceitos e fazer planos
                      1. Parte do cérebro que regula as emoções.
                        1. Perde-se o controle dos estados de humor e dos sentimentos.
                          1. Parte do cérebro que atribui significado aquilo que nós vemos, ouvimos e cheiramos.
                            1. Estágio em que torna-se perigoso porque a doença afeta os sentidos da pessoa, podendo também provocar alucinações.
                              1. Parte posterior do cérebro
                                1. São apagadas as mais antigas e preciosas memórias pessoais.
                                  1. Perto do fim, a doença compromete o equilíbrio e a coordenação da pessoa. E, nos últimos estágios, é destruída a parte do cérebro que regula a respiração e o coração.
                      2. AÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL
                        1. A Terapia Ocupacional tem muito a contribuir na terceira idade e principalmente quando se trata de Alzheimer , proporcionando atividades adequadas que possibilitam o idoso viver e forma sadia. Isso significa a realização de forma mais independente possível, das AVD, AIVD, atividades produtivas e de lazer.
                          1. O fazer, a ação, o agir é uma necessidade de todo o ser humano, e o portador de Alzheimer não pode perder esta oportunidade;
                            1. Reverter o processo da doença ainda não é possível, mas o fato do paciente realizar atividades, estimula-o a usar suas capacidades remanescentes e ajuda-o a mantê-las;
                              1. A atividade dá um sentido de identidade, de prazer e ajuda preservar a dignidade da pessoa;
                                1. Não se pode ter medo de desafiar a pessoa portadora de Alzheimer, porque com freqüência ela tem mais capacidade cognitiva, mais habilidade funcional do que se acredita que ela pode ter.
                                  1. Preservar a dignidade do paciente, ajudar a família a suportar a carga psicossocial e educar as futuras gerações é o lema de todos que trabalham e convivem com portadores de Alzheimer e seus familiares.
                        2. MODELOS A SEREM UTILIZADOS
                          1. Modelo cognitivista, o qual estimula a atenção, memória e raciocínio.
                            1. Modelo de incapacidade cognitiva, que utiliza estratégias de intervenção para quem não consegue realizar suas AVD's.
                              1. Modelo integrativo sensorial, trata da forma como a pessoa desenvolve a capacidade de organizar sensações para executar atividades autodirigidas e significativas.
                                1. Modelo de ocupação humana, que trabalha com a auto-realização face as necessidades.
                                  1. Modelo de reabilitação, ajuda uma pessoa fazendo com ela alcance o seu nível mais elevado de habilidades e funcionamento.
                          Show full summary Hide full summary

                          Similar

                          Memória
                          Izabella Assis
                          DEMÊNCIAS
                          rony t
                          Alzheimer
                          Tatiana An
                          DOENÇAS NEUROLÓGICAS
                          Melissa Rosiane
                          Uso cônico do omeprazol e o desenvolvimento do Alzheimer
                          yullemartins14
                          Alzheimer/ Parkinson
                          Victor de Lima Oliveira Albertin
                          Tratamento dos distúrbios degenerativos do sistema nervoso central - Alzheimer
                          FRANCINEY DE SOUZA
                          Demências em geriatria
                          Eduardo Borça Barp
                          Memória
                          lfbianchini