Trovadorismo

Nathan Lima
Mind Map by Nathan Lima, updated more than 1 year ago
Nathan Lima
Created by Nathan Lima over 4 years ago
78
2

Description

Mapa mental sobre trovadorismo

Resource summary

Trovadorismo
1 Durou do século XII ao XV
2 Contexto historico
2.1 O trovadorismo desenvolveu-se dentro do feudalismo, que era um sistema econômico onde praticamente não havia comércio ou uso de moeda. Existia o Senhor Feudal, ou suserano, que era dono de uma grande quantidade de terras, e então ele sedia alguns metros quadrados para homens que se tornavam seus servos, ou vassalos. Estes homens trabalhavam nas terras do suserano para conseguir sustento próprio e proteção contra invasores germânicos
3 Cantigas
3.1 Sátiricas
3.1.1 De amor
3.1.1.1 Neste tipo de cantiga o trovador destaca todas as qualidades da mulher amada, colocando-se numa posição inferior (de vassalo) a ela. O tema mais comum é o amor não correspondido.
3.1.2 De amigo
3.1.2.1 Enquanto nas Cantigas de Amor o eu-lírico é um homem, nas de Amigo é uma mulher (embora os escritores fossem homens). A palavra amigo nestas cantigas tem o significado de namorado. O tema principal é a lamentação da mulher pela falta do amado.
3.2 Liricas
3.2.1 De escárnio
3.2.1.1 Nestas cantigas o nome da pessoa satirizada não aparecia. As sátiras eram feitas de forma indireta, utilizando-se de duplos sentidos.
3.2.2 De maldizer
3.2.2.1 Através delas, os trovadores faziam sátiras diretas, chegando muitas vezes a agressões verbais. Em algumas situações eram utilizados palavrões. O nome da pessoa satirizada podia aparecer explicitamente na cantiga ou não.
4 Caracteristicas
4.1 A poesia desta época compõe-se basicamente de cantigas, geralmente com acompanhamento de instrumentos (alaúde, flauta, viola, gaita etc.). Quem escrevia e cantava essas poesias musicadas eram os jograis e os trovadores. Estes últimos deram origem ao nome deste estilo de época português.
4.2 Observação
4.2.1 Do ponto de vista literário, as cantigas líricas apresentam maior potencial pois formam a base da poesia lírica portuguesa e até brasileira. Já as cantigas satíricas, geralmente, tratavam de personalidades da época, numa linguagem popular e muitas vezes obscena.
5 Classes Sociais
5.1 Nobreza
5.1.1 Senhores feudais
5.1.2 Cavaleiros
5.1.3 Propiretários de terras
5.2 Clero
5.2.1 Padres
5.2.2 Bispos
5.2.3 Arcebispos
5.2.4 Encarregados das funções religiosas.
5.3 Povo
5.3.1 Maior parte da população e, em sua maioria, servos, trabalhando nas terras de um senhor feudal em troca de uma pequena parcela de sua produção. Eram sujeitos a inúmeros tributos, entre eles a Corveia (trabalhar de graça alguns dias), a talha (produção dividida com o senhor) e as banalidades (taxas sobre serviços no feudo como moinhos, celeiros...)
6 Sistema Feudal
6.1 O feudalismo é um sistema econômico, político e social fundamentado na propriedade sobre a terra. Esta pertence ao senhor feudal que cede uma porção dessa terra ao vassalo em troca de serviços ocasionando uma relação de dependência.
6.2 Geralmente divididos em três áreas: o domínio, exclusivamente do senhor feudal e trabalhada pelo servo; a terra comum, matas e pastos que podem ser utilizados tanto pelo senhor quanto pelos servos; e o manso servil, que destinado aos servos era dividido em áreas denominadas “glebas” de onde metade de toda produção deveria ser destinada ao senhor feudal (talha - um tipo de imposto), os feudos podiam tanto ser enormes territórios com cidades inteiras dentro deles, ou apenas uma fazenda, variando muito de um para o outro. Na época do Reino Carolíngeo, feudo significava “benefício”, era o nome dado ao benefício que o suserano cedia ao vassalo e, que na maioria das vezes era a posse de terras. Daí o porquê que “feudo” designa hoje a propriedade em si.
6.3 Caracteristicas
6.3.1 Politicas
6.3.1.1 Marcado por laços de suserania e vassalagem. O suserano dava as terras e dava proteção militar e jurídica ao vassalo, que em troca recebia as terras e devia prestar serviços militares ao suserano.
6.3.2 Sociais
6.3.2.1 A sociedade era estamental (praticamente não havia mobilidade social). E havia uma forte hierarquização: - Dominantes: nobreza e clero - Dominada: servos, vilões e escravos.
6.3.3 Econômicas
6.3.3.1 Economia auto-suficiente. Havia o predomínio da agricultura e da pecuária. Era amonetária, ou seja, inexistência de Comercio (moeda). Havia um sistema trienal de rotação de culturas. Prevaleceu o modo de produção servil.
6.3.4 Culturais
6.3.4.1 Religião- Prevalecia o teocentrismo, ou seja, tudo era explicado em base revelada pela fé. Deus era o centro de tudo
7 Produções artisticas
7.1 As produções artísticas manifestavam-se por meio de cantigas trovadorescas, composições poéticas cantadas e acompanhadas por instrumentos musicais por intermédio dos trovadores. Outro elemento passível de destaque é a religião, essencialmente voltada para os valores cristãos, cuja figura divina era considerada o centro do universo – aspecto determinante na instauração de uma visão teocêntrica dos valores mundanos.
8 Teocentrismo
Show full summary Hide full summary

Similar

Características do Trovadorismo
gvitoriaaraujp12
Literatura ocidental
Selma Porto
TROVADORISMO
Denise Teófilo
Trovadorismo
Leonardo Menegon
IDADE MÉDIA
Sônia Andrade
Trovadorismo
isaaviee
Trovadorismo
Júlia Brito
Filosofia Medieval
rmamicucci
Baixa Idade Média
Letícia Karoline
Humanismo
Carol B.
Idade Média (476 - 1453)
Isadora Bortolotto da Silva