Hebert Hart

licampassos
Mind Map by licampassos, updated more than 1 year ago
licampassos
Created by licampassos over 5 years ago
12
0

Description

Trabalho

Resource summary

Hebert Hart
1 Nova forma de se analisar o campo jurídico
2 teoria analítica 'revigorada'
3 crítico da teoria de John Austin
3.1 Preocupação em oferecer um modelo substituto ao modelo formulado por austin por considera-lo insuficiente em diversos aspectos
3.1.1 1. Insuficiência da caracterização do direito como 'ordens de ameaça'
3.1.1.1 Fragilidades
3.1.1.1.1 diferença entre 'ordenar' e ' dar uma ordem'
3.1.1.1.1.1 Generalidade
3.1.1.1.1.2 Permanência
3.1.1.1.2 Composição homogênea cobrada pelo modelo das 'ordens baseadas em ameaças'
3.1.1.1.3 A sanção representa qualquer medida que possa ser prejudicial para o sujeito
3.1.2 3. Deficiência na noção de soberania ilimitada de Austin
3.1.2.1 Configurção
3.1.2.2 Incapacidades
3.1.2.3 Sociedade politica independente
3.1.3 2. Insuficiência do critério do soberano como 'a chave do Direito'
3.1.3.1 A teoria do soberano não é suficiente para identificar todas as normas
3.1.3.2 A teoria do soberano não se explica a continuidade das normas
4 Analise estrutural do ordenamento jurídico na busca de melhor descrever seu comportamento
5 Preocupado em apresentar os elementos subjacentes a todo empreendimento cuja razão a de dedicar-se a leitura da operabilidade com alguma precisão
6 Habitos e regras sociais
6.1 Habitos e ragras sociais são conceitos distintos
6.1.1 Existem 3 diferenças salientes
6.1.1.1 A crítica presente está nas regras sociais
6.1.1.2 A legitimidade da crítica
6.1.1.3 O apecto interno
7 Sentir-se obrigado e estar obrigado
7.1 3 distinções
7.1.1 A persistente exigência de conformidade
7.1.2 A relevância da norma
7.1.3 O possível conflito entre a regra e os desejos da pessoa implicada
7.2 Obrigações
7.2.1 Obrigações morais
7.2.2 Obrigações jurídicas
8 Sistemas simples e sistemas complexos
8.1 Para uma sociedade funcionar com essa configuração ela deve preencher as seguintes condicões:
8.1.1 As regras devem conter restrições ao livre uso da violência,ao furto e a fraude
8.1.2 Mesmo que exista uma minoria que rejeite essas normas deve haver uma maioria que as aceite
8.1.3 A sociedade em questão deve ser pequena e ligada por estreitos laços de parentesco,sentimentos comuns e crenças
8.1.4 É necessário que o ambiente desta pequena sociedade seja estável
8.2 Caso falte quealquer dessas características, não há como umas sociedade continuaer existindo
8.2.1 Certeza
8.2.2 Dinamicidade
8.2.3 Eficiência
8.3 As sociedades atuais não operam apenas com as 'normas primarias',mas com as'normas secundárias'.Elas são:
8.3.1 Recomnhecimento
8.3.2 Modificação
8.3.3 julgamento
9 A determinação da regra de conhecimento e a relevância do grupo que a determina
9.1 A determinação da RR é umas questão decisiva na teoria
9.2 As regras socias se diferenciam dos hábitos
9.2.1 A RR, como as regras sociais,pode ser individualizada a partir do grupo de pessoas que a aceita como regra do 'ponto de vista interno'
9.2.2 Quer saber qual é o grupo relevante de pessoas para se determinar a existência da RR
10 Patologia e surgimento dos sistemas jurídicos
10.1 Pode afirmar a existência de um sistema de um ornamento jurídico é o de haver congruência entre os funcionários e os cidadãos comuns em relação ao direit
10.2 Pode haver uma etapa intermediaria na qual os tribunais continuam funcionando fazendo uso das regras de reconhecimento do antigo regime, embora não sejam sempre obedecidas
10.3 Novos sistemas jurídicos podem surgir a partir de uma 'assembleia legislativa-mãe"
11 "Textura aberta';O direito entre o formalismo e o antiformalismo
11.1 A textura aberta está relacionada a quetão da interpretação jurídica e a um problema:Se os intérpretes 'revelam' o sentido dos textos ou se eles 'criam' o sentido do texto
11.2 Para os formalistas
11.2.1 Casos fáceis
11.2.2 Casos Difíceis
11.2.3 Preocupa-se apenas com o que o texto normativo dispôs
11.3 Textura aberta do direito
11.3.1 Os legisladores humanos não podem ter tal conhecimento de todas as possíveis circunstâncias que o futuro pode trazer
11.4 O antiformalista
11.4.1 Apenas vê a dimensão social e as variações que os problemas cotidianos podem ofertar ao intérprete
11.5 Na tentativa de conciliação entre os formalistas e os antiformalistas
11.5.1 Zona clara
11.5.2 Zona de penumbra
12 A regra de conhecimento diante da 'textura aberta'
12.1 A RR cumpre a função de eliminar a incerteza a respeito do que é material jurídico e do que não é
13 Características da regra de conhecimento
13.1 Só pode haver apenas umas norma de reconhecimento em cada ordenamento jurídico
13.2 Regra inclusiva
13.3 Regra exclusiva
13.4 Põe fim a procura do critério útimo de validação
13.5 Não cabe predicar a RR validade ou invalidade
14 Norma fundamental e regra de reconhecimento: Diferenças
14.1 A identificação das regras do conjunto normativo depende da RR e a RR depende das regras que atribuem poderes
15 Estabelecesemelhanças,disparidades e convergências fáticas entra direito e moral, afirmando a existência de certo direito natural minimo relacionando a certas verdades evidentes a respeito do homem
Show full summary Hide full summary

Similar

TEORIA DO DIREITO CONSTITUCIONAL #3
Eduardo .
ato administrativo- requisitos/ elementos
michelegraca
Direito Penal
ERICA FREIRE
Direito Civil
GoConqr suporte .
Direito Tributário - Revisão
Maria José
Organização político administrativa - UNIÃO
eliana_belem
Espécies de Agente Público
Gik
Direito Constitucional e Administrativo
Maria José
Revisão de Direito Penal
Alice Sousa
TIPOS - AÇÃO PENAL
GoConqr suporte .