Amálgama - clínica

Patricia Jordan
Mind Map by Patricia Jordan, updated more than 1 year ago
Patricia Jordan
Created by Patricia Jordan about 4 years ago
9
1

Description

CONCEIÇÃO DENTISTICA Mind Map on Amálgama - clínica, created by Patricia Jordan on 02/18/2016.

Resource summary

Amálgama - clínica
1 Classificação
1.1 Preparo Cavitário
1.1.1 TIPO I: O de M e PM/pacial 1 ou + cusp.
1.1.2 TIPO II: Proximal de M e PM
1.1.2.1 S/ crista marginal: Slot H (acesso direto) ou Túnel (acesso por O)
1.1.2.2 Crista Marginal: Slot V (<2 mm de remanescente)
1.1.2.3 C/ superf O: Composta (O +1P) ou Complexa (O+2P e/ou 1 ou + cusp)
1.1.3 TIPO V: V ou L de M e PM
1.2 RETENÇÃO
1.2.1 INDIRETAS
1.2.1.1 Ancoragem Radicular
1.2.1.2 Na dentina - cimentados, friccionados ou rosqueados
1.2.2 DIRETAS
1.2.2.1 CAIXAS: convergentes e prof > largura - autorretentivos.
1.2.2.2 Canaletas e sulcos - retenção e resist.
1.2.2.3 Câmara pulpar - com endo
1.2.2.4 Amalgapin - 1 a 3 mm de prof.
1.2.2.5 Adesiva: minimizar microinfiltração, prep + conservador, dispensa forramento, < sens., reforço estrutura. > tempo confecção, eleva custo, nem sempre elimina a nec de retenção adicional
1.2.2.6 MISTA: assoc técs.
2 desgaste parecido com dente
2.1 Ato + ampla e + post, > esforço mastigatório
3 Qto < lesão, - indicado amg, rigidez e falta de adesão. Cav ampla, + remoção de tec sadio para retenção. Indicação: cav média
4 PROTOCOLO CLÍNICO
4.1 Brocas 329, 330, 245 - paralela ao longo eixo - parede pulpar 0,5mm aquém do amelo-dentinário - ângulos diedros arrendondados e paredes convergentes p/ O.
4.1.1 CONDENSAÇÃO: Limalha ou fase dispersa - cond < diâmetro p/ >. Esferoidal - > diâmetro nec de < pressão
4.1.1.1 Escultura + rasa - vol > junto às margens, < suscetibilidade à degradação marginal
4.1.1.1.1 Brunidura: < porosidade, melhorar adaptação marginal, superf. + lisa, < Hg residual, melhorar selamento marginal
4.1.1.1.1.1 Acabamento e Polimento - 24 a 48h - grau avançado de cristalização: superf lisa, refinar escultura, oclusão, > resist do amg à corrosão, < fraturas marginais. Brocas multilaminadas em baixa, da margem para o centro - evitar degrau.
4.1.1.1.1.1.1 Polimento final: pedra pomes + álcool, òx de Zn + álcool.
4.2 CLASSE II
4.2.1 Por O: Esmalte V da prox - curva reversa - paralela aos prismas de esmalte - âng 90o - > resist na região. Na P discreta ou desnec.
4.2.1.1 Condensação inicia pelas Prox.
4.2.1.1.1 Iniciar escultura pela delimitação das cristas
4.3 Complexa
4.3.1 Cúsp Funcional: redução de 2mm e ñ funcional 1,5mm
4.3.1.1 Canaletas curvas e contínuas - 330 - 1mm prof. ou pin - 330 ou 245 com chanfrado cavo-superficial com broca esférica com diâmetro ligeira/ > que orifícios
4.3.1.1.1 1 pin por cusp + 1 pin por face prox
Show full summary Hide full summary

Similar

Evolução da lesão de cárie segundo Thylstrup e Fejerskov, 1995
Ana Carolina
Preparo Cavitário Classe 2
John Rambo
GCSE Chemistry C1 - Carbon Chemistry ATOMS, MOLECULES AND COMPOUNDS (Easy)
Tess W
Business Studies Unit 1
kathrynchristie
AS AQA Geography- Rivers
hannah3g
GCSE AQA Citizenship Studies: Theme 1
I Turner
A2 Organic Chemistry - Reactions
yannycollins
AS Media Studies Terminology
Mourad
“In gaining knowledge, each area of knowledge uses a network of ways of knowing.” Discuss this statement with reference to two areas of knowledge
Julianapabab
Performance y Planificación de Vuelo
Adriana Forero
Část 2.
Gábi Krsková