Bases de Dados do SUS

Karla Guerze
Mind Map by Karla Guerze, updated more than 1 year ago
Karla Guerze
Created by Karla Guerze about 4 years ago
15
2

Description

07/04/2016 Base de Dados em Saúde (Base de Dados em Saúde) Mind Map on Bases de Dados do SUS, created by Karla Guerze on 03/08/2016.

Resource summary

Bases de Dados do SUS

Annotations:

  • A partir das necessidades do setor, a mensuração do estado de saúde da população teve seu início com o registro sistemático de dados de mortalidade e de sobrevivência, e evoluiu para o controle das doenças infecciosas e análise da situação sanitária
1 1990

Annotations:

  • Somente na década de 1990 a área assistencial começou a ser uma preocupação dos SIS no SUS e o foco passou a ser o paciente e as informações que são geradas a partir dos cuidados prestados ao mesmo
1.1 1991

Annotations:

  • DATASUS E FUNASA
1.1.1 1998

Annotations:

  •  grupo de trabalho para viabilizar a transferência do DATASUS para a administração direta no Ministério da Saúde
1.1.1.1 2002

Annotations:

  • “Fomento e Cooperação Técnica” com estados e municípios, e estabelecendo-se as competências hoje presentes na estrutura organizacional do Ministério da Saúde por meio de decreto de 2002
1.1.1.1.1 2011

Annotations:

  •  A partir de 2011, o DATASUS passou a integrar a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa no Ministério da Saúde. 
2 DATASUS

Annotations:

  •  A criação do DATASUS ocorreu de forma concomitante à criação da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) em 1991, retirando da DATAPREV a função específica de controle e processamento das contas referentes ao setor de saúde,
  • No início de 1998 foi criado um grupo de trabalho para viabilizar a transferência do DATASUS para a administração direta no Ministério da Saúde
2.1 Competências
2.1.1 ações de informatização do SUS

Annotations:

  • fomentar, regulamentar e avaliar as ações de informatização do SUS direcionadas à manutenção e ao desenvolvimento do sistema de informações em saúde e dos sistemas internos de gestão do Ministério da Saúde;
2.1.2 produtos e serviços de tecnologia da informação

Annotations:

  • desenvolver, pesquisar e incorporar produtos e serviços de tecnologia da informação que possibilitem a implementação de sistemas e a disseminação de informações para ações de saúde em consonância com as diretrizes da Política Nacional de Saúde
2.1.3 produtos e serviços de tecnologia da informação para atender aos sistemas

Annotations:

  • desenvolver, pesquisar e incorporar produtos e serviços de tecnologia da informação para atender aos sistemas internos de gestão do Ministério da Saúde; 
2.1.4 bases de dados

Annotations:

  • manter o acervo das bases de dados necessários ao sistema de informações em saúde e aos sistemas internos de gestão institucional;  
2.1.5 acesso aos serviços e tecnologia da informação e bases de dados

Annotations:

  • assegurar aos gestores do SUS e aos órgãos congêneres o acesso aos serviços e tecnologia da informação e bases de dados mantidos pelo Ministério da Saúde;
2.1.6 programas de cooperação tecnológica

Annotations:

  • definir programas de cooperação tecnológica com entidades de pesquisa e ensino para prospecção e transferência de tecnologia e metodologia no segmento de tecnologia da informação em saúde;
2.1.7 Apoiar Informatização
2.1.8 Rede Lógica

Annotations:

  • prospectar e gerenciar a rede lógica do Ministério da Saúde;
2.1.9 atendimento ao usuário de informática

Annotations:

  • promover o atendimento ao usuário de informática do Ministério da Saúde. 
3 Sistemas de Aplicativos do SUS
3.1 Ambulatorial
3.1.1 SIA - Sistema de Informações Ambulatoriais

Annotations:

  •  Os dados gerados nas unidades de atendimento são consolidados e armazenados no banco de dados nacional de informações ambulatoriais do SUS BD SUS oferece informações sobre capacidade operacional dos prestadores de serviço (públicos e privados), orçamento e controle dos repasses dos recursos financeiros, custeio das unidades ambulatoriais e administração das atividades ambulatoriais em nível nacional.  
3.1.2 GIL - Sistema para Gerenciamento de Informações Locais

Annotations:

  • descontinuado e substituido pelo e-SUS
3.1.3 e-SUS AB - e-SUS Atenção Básica

Annotations:

  • Representa uma estratégia do Departamento de Atenção Básica para reestruturar as informações da atenção básica em nível nacional. A estratégia e-SUS faz referência ao processo de informatização  qualificada do SUS em busca de um SUS eletrônico.
  •  Instituído através da Portaria nº 1.412, de 10 de julho de 2013 (goo.gl/zVCGb9), o e-SUS AB está sendo implantado  pelos municípios em todo território nacional com uma adesão considerável em função dos benefícios agregados ao sistema e também pelos incentivos/apoio que o Ministério   da Saúde  tem proporcionado, até mesmo fornecendo microcomputadores para os municípios implantarem o e-SUS AB em suas unidades básicas de saúde (UBS).  Conforme consta da portaria, a estratégia e-SUS AB é composta por dois sistemas de software que instrumentalizam a coleta dos dados que serão inseridos no SISAB:  I - Coleta de Dados Simplificada (CDS); e  II - Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC).  Abrangência: municipal e estadual;
3.1.4 APAC Magnético

Annotations:

  • Sistema de Captação de Dados  Sistema descentralizado utilizado mensalmente pelas unidades prestadoras de serviço para transcrição dos dados referentes aos atendimentos autorizados de alta complexidade   As informações transcritas são validadas conforme regras vigentes pelo sistema APAC Magnético e importadas pelo sistema SIASUS, no qual são processadas e validadas.  Abrangência:municipal e estadual;
3.1.5 BPA Magnético

Annotations:

  • Boletim de Produção Ambulatorial Sistema descentralizado utilizado mensalmente pelas unidades prestadoras de serviço para transcrição dos quantitativos dos atendimentos prestados nos ambulatórios, Os dados transcritos  são importados para o sistema SIASUS, no qual são processados e validados. Abrangência: municipal e estadual; 
3.1.6 DE-PARA SIA

Annotations:

  • Utilização do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde  Sistema descentralizado utilizado mensalmente pelas secretarias municipais e estaduais de saúde para atualizar as informações sobre estabelecimentos  de saúde no sistema SIASUS.   SIASUS passa a considerar essas informações para validar o orçamento, importar/digitar a produção, calcular o crédito aos prestadores, emitir os diversos relatórios gerenciais e gerar disquete do banco de dados nacional. Constitui uma ponte entre o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) em ambiente Windows e o aplicativo em ambiente DOS (SIASUS).  Abrangência: municipal e estadual;
3.1.7 VERSIA
3.2 Cadastro Nacional
3.2.1 CADSUS

Annotations:

  • Sistema     de     Cadastramento     de     Usuários     do     SUS geração do Cartão Nacional de Saúde (CNS) banco de dados para diagnóstico, avaliação, planejamento e programação das ações de saúde. Abrangência: municipal e estadual;
3.2.2 CID 10

Annotations:

  • Classificação    Estatística    Internacional    de    Doenças    e    Problemas    Relacionados    à    Saúde Lista tabular Manual de instruções Índice alfabético
3.2.3 CNES

Annotations:

  • Cadastro    Nacional    de    Estabelecimentos    de    Saúde  coleta de dados feita nos estados e municípios sobre a capacidade física instalada, os serviços disponíveis e profissionais vinculados aos estabelecimentos de saúde, equipes de saúde da família oferece o sistema SCNES para computadores pessoais, que atende a demanda de adastramento dos estabelecimentos de saúde privados de porte pequeno.  Abrangência: municipal, estadual e federal;
3.2.4 Repositório de Tabelas
3.2.5 Unidades Territoriais
3.3 Epidemiológico
3.3.1 SIAB

Annotations:

  • Sistema    de    Informação    da    Atenção    Básica acompanhamento das ações e dos resultados das atividades realizadas pelas equipes do Programa Saúde da Família (PSF) instrumento gerencial dos sistemas locais de saúde informações sobre cadastros de famílias, condições de moradia e saneamento, situação de saúde, produção e composição das equipes de saúde. Abrangência: municipal, estadual e federal
3.3.2 SI-PNI

Annotations:

  • Sistema     de     Informações     do     Programa     Nacional     de     Imunizações  avaliação dinâmica do risco quanto à ocorrência de surtos ou epidemias a partir do registro dos imunobiológicos aplicados e do quantitativo populacional vacinado, controle do estoque de imunobiológicos  indicações de aplicação de vacinas de imunobiológicos especiais e seus eventos adversos municipal, estadual e federal
3.3.3 SISCOLO/SISMAMA

Annotations:

  •  DATASUS em parceria com o INCA para auxiliar na estruturação do Viva Mulher (Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero e de Mama)  O SISCAM também é fundamental para a conferência dos valores de exames pagos em relação aos dados dos exames apresentados. Abrangência: municipal e estadual;
3.3.4 HIPERDIA

Annotations:

  • Sistema    de    Gestão    Clínica    de    Hipertensão    Arterial    e    Diabetes    Mellitus    da    Atenção Básica. Descontinuado
3.3.5 SisPreNatal

Annotations:

  • Sistema    de Acompanhamento    da    Gestante acompanhamento adequado das gestantes inseridas no Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento (PHPN) do SUS. Apresenta o elenco mínimo de procedimentos para uma assistência pré-natal adequada. Abrangência: ambulatorial, municipal, estadual e federal
3.4 Financeiro
3.4.1 SIOPS

Annotations:

  • Sistema    de    Informações    sobre    Orçamentos    Públicos    em    Saúde apurar as receitas totais e os gastos em ações e serviços públicos de saúde natureza declaratória e busca manter compatibilidade com as informações contábeis, geradas e mantidas pelos estados e municípios, e conformidade com a codificação de classificação de receitas e despesas, definidos em portarias pela Secretaria do Tesouro Nacional/MF
  • setor responsável pela contabilidade do ente federado
3.4.2 SGIF

Annotations:

  • facilita o controle de todos os desembolsos referentes à parcela do orçamento que visa financiar as ações e serviços em saúde ambulatoriais e hospitalares, viabiliza a emissão de diversos relatórios atendimentos ambulatoriais e hospitalares, viabiliza a emissão de diversos relatórios mantém atualizadas as informações cadastrais dos prestadores de serviços do SUS por meio da importação dos dados constantes do CNES realizam-se no SGIF os descontos bancários, de pensionistas, judiciais, tributários e outros que darão ensejo à geração das listas de credores, as quais dão origem às remessas bancárias pagas diretamente aos prestadores e estabelecimentos. Abrangência: municipal e estadual
3.4.3 SISGERF

Annotations:

  • Sistema     de     Gerenciamento     Financeiro consolidar as funcionalidades existentes no departamento da Secretaria de Atenção à Saúde  na gerência responsável pelos repasses de verbas federais aos estados e municípios, pagamentos com recursos do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC) aos estados e municípios, créditos pagos diretamente aos hospitais universitários do Ministério da Educação e pagamentos de ações judiciais. Abrangência: municipal, estadual e federal.
3.5 Hospitalares
3.5.1 HosPub

Annotations:

  • descontinuado pelo DATASUS
3.5.2 Sistema e-SUS Hospitalar

Annotations:

  • tecnologia web com base em processos organizados e interligados, incluindo importante ferramenta de workflow Oferece, de forma organizada, um prontuário eletrônico sistema de classificação de risco  construção de formulários dinâmicos módulo de agendamento
3.5.3 SIHD

Annotations:

  • Sistema    de    Informações    Hospitalares    Descentralizado nformações para efetuar o pagamento dos serviços hospitalares prestados pelo SUS por meio da captação de dados das Autorizações de Internação Hospitalar (AIH)  registrar todos os atendimentos provenientes de internações hospitalares que foram financiadas pelo SUS, gerar relatórios para que os gestores possam fazer os pagamentos dos estabelecimentos de saúde o nível federal recebe mensalmente uma base de dados de todas as internações autorizadas (aprovadas ou não para pagamento)
  • possam ser repassados às secretarias de saúde os valores de produção de média e alta complexidade, além dos valores da Central Nacional de Regulação de Alta Complexidade (CNRAC), do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC) e de hospitais universitários em suas variadas formas de contrato de gestão. Passou a ser chamado SIHD a partir de 2004 devido à descentralização do processamento do SIH-SUS
3.5.4 HEMOVIDA

Annotations:

  • Sistema    de    Gerenciamento    em    Serviços    de    Hemoterapia
3.5.5 BLHWeb

Annotations:

  • Sistema    de    Gerenciamento    e    Produção    de    Bancos    de    Leite    Humano
3.5.6 SISAIH

Annotations:

  • Sistema     Gerador     do     Movimento     das     Unidades     Hospitalares   descentralizado, utilizado mensalmente pelas unidades hospitalares para transcrição dos dados das Autorizações de Internações Hospitalares (AIHs) e envio dos dados às secretarias de saúde. dados transcritos nesse sistema são importados para o sistema SIHD no qual são processados e validados. Abrangência: municipal, estadual e federal;
3.5.7 CIHA

Annotations:

  • Sistema    de    Comunicação    de    Informação    Hospitalar    e    Ambulatorial A CIHA é um sistema de informações em saúde utilizado pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para acompanhar e monitorar as internações em TODAS as unidades hospitalares do país relevância para a sistematização de planos de cuidado em saúde.
3.5.8 SIGTAP

Annotations:

  • Sistema     de     Gerenciamento     da     Tabela     de     Procedimentos,     Medicamentos,     Órteses, Próteses    e    Materiais    Especiais    do    SUS
3.6 Estruturantes
3.6.1 INTEGRADOR

Annotations:

  • Sistema     de     Integração     dos     Sistemas     de     Informação     em     Saúde      para a esfera municipal constituição do banco de dados municipal, composto pelo Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), Cadastro de Usuários do SUS (CADSUS) e informação dos eventos de saúde realizados na rede pelos diversos sistemas de informatização locais.
  • Prevê a criação de padrões de comunicação entre os sistemas para a exportação dos dados para os demais sistemas de informação de saúde, integrando-os para melhor gerenciamento do SUS. Abrangência: municipal
3.6.2 FormSUS

Annotations:

  • Criação    de    Formulários para dar agilidade, estruturação e qualidade ao processo de coleta e disseminação de dados na web. Para criar formulários é necessário um cadastro como Gestor de Formulário do FormSUS. Abrangência: municipal, estadual e federal.
3.7 Vitais
3.7.1 SIM

Annotations:

  • Sistema de Informações de Mortalidade Oficialmente em 1990  Abrangência: municipal, regional, estadual e federal. 
3.7.2 SINASC

Annotations:

  • Sistema de Informações de Nascidos Vivos municipal e estadual
3.8 Sociais
3.8.1 PVC

Annotations:

  • Programa De Volta Para Casa Reintegrar socialmente pessoas com de transtornos mentais, egressas de longas internações, tendo como parte integrante desse programa o pagamento do auxílio- reabilitação psicossocial. 
3.8.2 Bolsa Família

Annotations:

  • Sistema de informação que apoia os serviços de acompanhamento às famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Família, possibilitando o armazenamento de dados relativos ao cumprimento das condicionalidades e acompanhamento nutricional dos membros das famílias no atendimento nas diversas áreas da unidade. Inclui o Sistema de Vigilância Alimentar Nutricional (SISVAN), , e o Brasil Sorridente  Abrangência: municipal, estadual e federal. 
3.9 Regulação
3.9.1 REDOMENet)

Annotations:

  • REDOMENet é um software utilizado como estratégia do DATASUS-RJ e do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), em conjunto com REDOME/INCA, para o gerenciamento das atividades executadas em laboratórios de histocompatibilidade Tipo II desde o cadastro de doadores até o lançamento das análises de compatibilidades feitas com DNA e sorologia (tipagens) para futuros transplantes de medula e envio dessas informações ao REDOME/INCA  municipal, estadual e federal; 
3.9.2 SNT Órgãos

Annotations:

  • gerencia a lista de transplantes responsável pela lista de espera de pacientes de órgãos e tecidos (córnea), doação de órgãos de doadores vivos e cadáveres, e distribuição desses órgãos pelos estados.  O SNT também disponibiliza o SNT Tecidos, que permite o controle e regulação dos  diversos bancos de tecidos, possibilitando uma visualização dos estoques disponíveis e também direcioná-los para onde houver demanda reprimida. Possibilita também registrar o receptor, oque foi transplantado, quando e por quem, além de exigir certo nível de acompanhamento póstransplante. Está prevista uma integração com o SNT Órgãos.  estadual e federal; 
3.9.3 SiPNASS

Annotations:

  •  avalia os serviços de saúde por meio de autoavaliações, avaliação técnica do gestor, pesquisas de satisfação dos usuários, pesquisas de relações e condições de trabalho e indicadores de saúde. Abrangência: municipal, estadual e federal;
3.9.4 SISREG

Annotations:

  • possibilita o controle e regulação dos recursos hospitalares e ambulatoriais especializados no nível municipal, estadual ou regional municipal, estadual e regional
3.9.5 Módulo autorizador

Annotations:

  • controla a autorização de laudos de internação e APAC, gerando número de AIH e APAC correspondente. municipal, estadual e federa
3.9.6 SAMU

Annotations:

  • utilizado  para registro de ocorrências médicas que decide sobre o envio de uma ambulância baseado na avaliação do médico regulador. Também faz o controle logístico dessas ambulâncias  Municipal
Show full summary Hide full summary

Similar

Acids and Bases
silviaod119
Shapes of molecules and intermolecular forces
eimearkelly3
Constitutional Law
jesusreyes88
3. The Bolshevik's Seizure of Power
ShreyaDas
Cognitive Psychology Key Terms
Veleka Georgieva
Geography: Population
ameliaalice
Biology B2.1
Jade Allatt
GCSE Maths: Geometry & Measures
Andrea Leyden
Plant and animal cells
Tyra Peters
The structure of the heart
rachel_w
2_PSBD HIDDEN QUS By amajad ali
Ps Test