Informes psicológicos no contexto da A.P

Laura Comiotto Menestrina
Mind Map by Laura Comiotto Menestrina, updated 8 months ago More Less
Laura Comiotto Menestrina
Created by Laura Comiotto Menestrina over 3 years ago
2
0
0

Description

Outros Psicologia Mind Map on Informes psicológicos no contexto da A.P, created by Laura Comiotto Menestrina on 03/18/2016.

Resource summary

Informes psicológicos no contexto da A.P
1 Definição de A.P
1.1 Domínio aplicado do conhecimento psicológico; processo de investigação científica sobre condições psicológicas de indivíduos, com base em procedimentos técnico-científicos, fundamentados teoricamente, considerando condições clínicas pregressas e atuais e histórico biopsicossocial;
1.1.1 Produto do exercício profissional do psicólogo levanta informações relevantes sobre um indivíduo/grupo e faz inferências, validadas cientificamente, sobre seu funcionamento e consequências sociais; envolve a elaboração de um informe (documento escrito que comunica os resultados); ocorre a partir de um contrato estabelecido (objetivo, duração, custos, resultados)
2 Tipos de investigação em A.P
2.1 Pesquisa
2.1.1 Produz conhecimentos fundamentais ou gera novos procedimentos e recursos para serem aplicados na prática profissional
2.1.1.1 Produtos técnico-científicos: documentos científicos publicados em periódicos, anais, livros ou comunicações em eventos
2.2 Intervenção profissional (A.P)
2.2.1 Psicodiagnóstico
2.2.1.1 Relatório
2.2.1.1.1 Descreve situações-problema narradas por depoentes ou deduzidas pelo relator por meio de depoimentos/recursos técnicos, conforme as condições dos demandantes no momento do atendimento/exame psicológico.
2.2.1.1.1.1 Esfera extrajudicial, setores do Estado ou fins privados; informa a quem é de direito.
2.2.1.1.1.2 Descreve algo em esfera extrajudicial
2.2.1.2 Avaliações psicológicas em contexto clínico; início e fim previstos a curto e médio prazo; finalidade de realizar diagnóstico psicológico em face de hipóteses clínicas de morbidez ou sofrimento psicológico; também usado para iniciar/encaminhar processos psicoterapêuticos.
2.2.2 Exame psicológico
2.2.2.1 Parecer
2.2.2.1.1 Apresenta juízo crítico acerca de uma questão-problema que necessita de interpretação especializada; resposta esclarecedora, fundamentada, visando resolver dúvidas que interferem em uma decisão; responde a uma consulta e exige competência.
2.2.2.1.1.1 Âmbito forense: "parecer crítico" elaborado pelo assistente técnico (o perito faz seu trabalho, produz um laudo que responde ao juiz; os assistentes fazem pareceres críticos sobre o trabalho pericial em até 10 dias)
2.2.2.1.1.1.1 Responde algo em esfera extrajudicial
2.2.2.2 Afere desempenhos em provas específicas, conforme a finalidade e as características psicológicas a serem investigadas (ex: atenção concentrada); seleciona para uma demanda específica (perfil); tem data/local/horário previamente marcados; é diferente da A.P, que conta, além dos procedimentos, com um juízo esclarecedor do psicólogo.
2.2.3 Perícia
2.2.3.1 Laudo
2.2.3.1.1 Investiga, analisa e conclui acerca de condições psicológicas de pessoas em situações específicas.
2.2.3.1.1.1 Análise da demanda/quesitos com métodos e técnicas de observação e medida dos processos psicológicos (exame clínico, inquérito, intervenção verbal, medidas padronizadas), apoiado em argumentos científicos.
2.2.3.1.1.1.1 Serve a propósitos judiciais , devendo ser inteligível, autoexplicativo e convincente
2.2.3.2 Exame de situações/fatos feito por especialista; elucida aspectos técnicos; consiste em exame, vistoria ou avaliação, visando comprovar algo que dependa de conhecimento técnico-científico.
2.2.3.2.1 Normalmente resulta de solicitação ou responde quesito legal; fornece provas e oferece legitimidade a julgamentos e decisões judiciais; exige juízo crítico.
2.3 Descritiva-interpretativa; envolve rigor na descrição do objeto/demanda/aspectos apurados, sensibilidade e percepção apurada
3 Objetivo
3.1 Auxiliar psicólogos
Show full summary Hide full summary

Similar

PSICOLOGIA DA GESTALT
eleuterapara
DOENÇA MENTAL E TRATAMENTO -Texto 16
eleuterapara
Behaviorismo - Skinner
Suliane Makelry
Psicologia Jurídica - Questões para reflexão sobre as aulas e o livro
Silvio R. Urbano da Silva
Quiz sobre Freud
Yasmin Padovan
TERAPIA FAMILIAR
dacir martins
POLÍTICAS PÚBLICAS
Alan Nunes
Psicologia da Educação
rsgomes88
Abordagens Psicológicas
Alda Bezerra
TEORIA SEXUAL FREUD
eleuterapara
FATORES NEUROPSICOLÓGICOS (anexo neuropsicologia)
Lorena S. Sousa