Arquivos históricos da Terra - rochas sedimentares

joana_pinto_202
Mind Map by , created over 5 years ago

Biologia e Geologia (Geologia 11º ano) Mind Map on Arquivos históricos da Terra - rochas sedimentares, created by joana_pinto_202 on 02/24/2014.

105
1
0
joana_pinto_202
Created by joana_pinto_202 over 5 years ago
15 Dicas para Passar nos Exames Nacionais
MarisaS
INCOMPLETO - Biologia e Geologia - Geologia 11º ano, parte IV - Ensino Secundário Português
Heres Oliveira
As moléculas orgânicas e inorgânicas
Heres Oliveira
B3, C3, P3
George Moores
Unit 1 flashcards
C R
Universo. Material resumo para 10 e 11 anos.
Larissa Guimarães
Biologia e Geologia - Geologia 10º ano, parte I - Ensino Secundário Português
Heres Oliveira
Geologia 10ºANO
catarinacusca
Resumo para o exame nacional - Fernando Pessoa Ortónimo, Alberto Caeiro , Ricardo Reis e Álvaro Campos
marisacampos.ave
Exame Nacional de Português - 12° ano
Felipe Perreira
Arquivos históricos da Terra - rochas sedimentares

Annotations:

  • As rochas sedimentares são, normalmente, estratificadas e contêm a maioria dos fósseis. A estratificação reflecte as alterações que ocorreram na Terra e os fósseis contam a história da evolução da vida e dão informações acerca dos ambientes do passado (paleoambientes).
1 nas juntas de estratificação
1.1 Marcas de ondulação

Annotations:

  • as marcas de ondulação que se observam em praias actuais aparecem preservadas em alguns arenitos antigos, dando-nos informação sobre o ambiente sedimentar em que a rocha se gerou, sobre a posição original das camadas e sobre a direcção das correntes que as produziram.
1.2 Fendas de dessecação ou fendas de retracção

Annotations:

  • estas fendas, que frequentemente se observam em terrenos argilosos actuais, aparecem muitas vezes conservadas em rochas antigas.
1.3 Marcas das gotas da chuva

Annotations:

  • muitas vezes patentes em rochas antigas, com aspecto idêntico ao que acontece na actualidade.
1.4 Pegadas, pistas de reptação, fezes fossilizadas

Annotations:

  • fornecem informações sobre ambientes sedimentares do passado e sobre hábitos dos animais, tipos de alimentação, etc.
2 Estratificação

Annotations:

  • As rochas sedimentares apresentam um aspecto estrutural caracteristíco que resulta da deposição horizontal de sedimentos por ação da gravidade.
2.1 Estratigrafia

Annotations:

  • é o ramo da geologia que se ocupa do estudo, descrição, correlação de idades e classificação das rochas sedimentares.
2.1.1 Processo de estratigrafia

Annotations:

  • a análise das posições relativas dos estratos permite-nos estabelecer a sua idade à escala dos tempos.
2.1.1.1 Princípio de sobreposição/ Idade relativa

Annotations:

  • Princípio da sobreposição – Numa sequência estratigráfica sedimentar não deformada, os estratos mais antigos são os que localizam por baixo e os mais recentes são os que se localizam por cima.
2.1.1.2 Princípio da Continuidade

Annotations:

  • - Princípio da continuidade (lateral) – Um estrato sedimentar permanece lateralmente igual a si próprio ou varia de um modo contínuo.
2.1.1.3 Princípio da Identidade Paleontológica

Annotations:

  • - Princípio da identidade paleontológica – Admite que os grupos de fósseis aparecem numa ordem definida e que se pode reconhecer um período do tempo geológico pelas características dos fósseis. Estratos que apresentem fósseis idênticos são da mesma idade. Estes são fósseis de idade, correspondentes a seres vivos que viveram durante intervalos de tempo curtos e que tiveram uma grande área de dispersão.
2.1.1.4 Princípio da intersecção e princípio da inclusão

Annotations:

  • - Princípio da intersecção e princípio da inclusão – Toda a estrutura que intersecta outra é mais recente do que ela.
2.2 Processo

Annotations:

  • é a estrutura mais comum das rochas sedimentares, resulta da deposição de sedimentos na horizontal por acção da gravidade. Estrato é a unidade estratigráfica elementar. O seu nivel inferior designa-se muro e o superior teto. A sequência de estratos - sequência estratigráfica.
3 Processos de fossilização

Annotations:

  • Nas rochas sedimentares aparecem com frequência restos ou vestígios de seres que viveram em tempos geológicos anteriores. Estes restos materiais de antigos organismos são designados fósseis
3.1 Fósseis

Annotations:

  •  vestígios de seres vivos ou da sua actividade que, num determinado momento, viveram no nosso planeta. A existência de partes duras nos organismos e a sua inclusão imediata em sedimentos finos são factores que favorecem a fossilização.
3.1.1 Fósseis de idade

Annotations:

  • Os fósseis que permitem datar as rochas ou estratos em que estão presentes designam-se fósseis de idade. Estes fósseis pertencem a organismos que viveram à superfície da Terra, durante um período relativamente curto e definido do tempo geológico, e que tiveram uma grande área de dispersão.
3.1.1.1 trilobite,amonite (Paleozóico e Mesozóico)
3.1.2 Fósseis de fácies

Annotations:

  • Quando os fósseis permitem inferir o ambiente de formação da rocha em que se encontram, designam-se por fósseis de fácies. Fornecem indicações quer quanto ao meio das formas em que se derivaram, quer quanto às condições de formação de terrenos que os contém
3.1.2.1 Braquiopodes (zona com água pouco profunda e quente)
3.1.3 Mineralização

Annotations:

  • os materiais orgânicos originais do ser vivo são substituidos por outros mais estáveis de origem mineral. Ex: tronco mineralizado, organismos com partes duras (conchas,ossos)
3.1.4 Marcas

Annotations:

  • São vestígios da actividade de seres vivos, nomeadamente locomoção, nutrição, reprodução.
3.1.5 Mumificação

Annotations:

  • Preservação do organismo completo sem alterações ou com pequenas alterações. Ocorre quando o organismo é envolvido em âmbar,resina ou gelo ...
3.1.6 Moldagem

Annotations:

  • As partes duras dos organismos desaparecem, deixando nas rochas marcas - as impressões. No caso de peças ocas pode desenvolver simultaneamente um molde interno e externo.
4 Escala de tempo geológico

Annotations:

  • Os geólogos utilizando os princípios da datação relativa das rochas e juntando informações recolhidas em afloramento por todo o mundo, elaboram uma escala de tempo, fazem um calendário da idade relativa da história geológiva,