Jessica Nathalia
Mind Map by , created over 5 years ago

Mind Map on DST's, created by Jessica Nathalia on 03/06/2014.

112
3
0
Tags No tags specified
Jessica Nathalia
Created by Jessica Nathalia over 5 years ago
Musical Terms
Abby B
The Weimar Republic, 1919-1929
shann.w
Junior Cert Physics formulas
Sarah Egan
Testing for ions
Joshua Rees
CCNA Security 210-260 IINS - Exam 2
Mike M
Shapes of molecules and intermolecular forces
eimearkelly3
HSC Economics
lydia le
Cell Structure
daniel.praecox
Chemistry Regents - Bonding Theories and Polar Bonds Notes
Ali Kane
Quick tips to improve your Exam Preparation
James Timpson
DST's
1 Conhecimento
1.1 das DST
2 Prevenção
2.1 das DST
3 HERPES GENITAL HSV TIPO 1 E 2
3.1 HSV tipo 1 hepes labial
3.1.1 Hsv tipo 2 herpes nos genitais ou anus
3.1.1.1 tipo 1 transmitidas pelo contato no sexo oral c/ pessoa que tenha herpes labial
3.1.1.1.1 tipo 2 transmitida pelo contato sexual inclusive sexo oral, contato direto c/ lesões ou c/ objetos contaminados
3.1.1.1.1.1 SINTOMAS
3.1.1.1.1.1.1 Pequenas bolhas que se rompes causando pequenas feridas acompanhadas de dor ardor ou coceira
3.1.1.1.1.1.1.1 Não há cura para herpes, so medicaçoes antivirais, encurtam as crises e previnem os surtos enquanto a pessoa toma a medicação
4 CANCRO MOLE
4.1 Dst causada pela bacteria
4.1.1 Haemophilus ducreyi
4.1.1.1 SINONIMOS
4.1.1.1.1 Cancroide, cancro e cavalo
4.1.1.1.1.1 COMO AS PESSOAS PEGAM
4.1.1.1.1.1.1 transmitida diretamente no ato sexual (contato c/ feridas)
4.1.1.1.1.1.1.1 EXISTE TRATAMENTO
4.1.1.1.1.1.1.1.1 E facil a cura a doença, e feita a base de antibióticos
5 GLANULOMA INGUINAL
5.1 tambem conhecida como DONOVANOSE ou GRANULOMA VENEREO
5.1.1 é uma DST causada pela bacteria DONOVANIA GRANULOMATIS
5.1.1.1 Pode ser contraida atraves do ato sexual não so pelo coito vaginal ou pelo anal, mas tambem pela relação sexual oral, instalando os germes na boca e faringe
5.1.1.1.1 COMO SE MANIFESTAM
5.1.1.1.1.1 as lesões podem ser multiplas e quando muito proximas causam ulceras maiores e com mal cheiro
5.1.1.1.1.1.1 DIAGNOSTICO
5.1.1.1.1.1.1.1 é feito pela historia e aspecto clinico da lesão podendo usar recursos laboratoriais atraves do material obtido por biópsia. Quando não tratada pode gerar fecção secundaria e elefantíase que um aumento exagerado na vulvia, no penis ou saco escrotal, podendo causar estreitamento no anus e em alguns casos mais graves pode se tornar um cancer
5.1.1.1.1.1.1.1.1 TRATAMENTO
5.1.1.1.1.1.1.1.1.1 DOXICICLINA 100mg, VO de 12/12 ate cura clinica no minimo 3 semanas
5.1.1.1.1.1.1.1.1.1.1 RECOMENDAÇÂO
5.1.1.1.1.1.1.1.1.1.1.1 a resposta ao tratamento e avaliada clinicamente a cura é o desaparecimento das lesoes as sequelas deixadas por destruição tecidual ou por obstrução linfatica podem exigir correção cirugica
6 GONORREIA
6.1 ou Blenorragia , é uma doença causada pelo microbio, GONOCOCO que compromete os orgão sexuais causando inflamação. è uma doença infecciosa trasnmitida pelo contato sexual
6.1.1 SITOMAS
6.1.1.1 NO HOMEM - por volta de 4 a 7 dias apos o contafio inicia dor ao urinar e secreção amarelada. NA MULHER- o quadro e confudido com cistite, a disuria pode acontecer quando há comprometimento da uretra, dor e edema na vulva quando a glandul de bertholin é atingida.
6.1.1.1.1 TRATAMENTO
6.1.1.1.1.1 No caso de RN. aplica-se nos olhos uma solução de nitrato de prata ou penicilina para evitar a cegueira e no caso das meninas e aplicado tambem na vagina para evitar infecção vaginal
6.1.1.1.1.1.1 SE NÂO TRATADAS
6.1.1.1.1.1.1.1 na mulher pode resultar em esterilidade e no homem atingir os testiculos causando tambem esterilidade pode ocorrer tambem uma artrite aguda.
7 CONDILOMA ACUMINADO
7.1 è a foramção de papilomas que aparecem na região umidas, particularmente nos genitais o agente causador é um virus do grupo HPV (O vírus do papiloma humano ) transmitido pelo contato sexual, a principal queixa e o aparecimento de caroços ou verruga nos genitais as vezes acompanhadas de corrimento fetido e prurido.
7.1.1 DIAGNOSTICO
7.1.1.1 Nota-se um ou mais multiplos papilomas de varios tamanhos, comprometendo a vulva, perineo, vagina, colo uterinoregião anal e pubica podem assumir grandes proporçoes principalmente na gravidez, a ponto de obstruir o canal do parto.
7.1.1.1.1 TRATAMENTO
7.1.1.1.1.1 É escolhido de acordo com o tamanho e a extensão das lesoes, o tratamento pode ser feito atraves de medicamento e tambem atraveis de remoção procedimentos cirugicos
8 Sífiles
8.1 DEFINIÇÂO
8.1.1 é uma doença infecciosa causada pelo treponema pallidum
8.1.1.1 3 FASES
8.1.1.1.1 SIFILES PRIMARIA
8.1.1.1.1.1 Lesão cancro mole
8.1.1.1.2 SIFILES SECUNDARIA
8.1.1.1.2.1 Alopecia lesoes plantares e palmares com papulas. manchas nas extremidades mãos e pes, face
8.1.1.1.3 SIFILES TERCIARIA
8.1.1.1.3.1 Comprometimento dos sistemas ex. osseo, digestivo, cardiovascular, neurosifiles, lesoes goma sifiilitica.
8.2 TRATAMENTO
8.2.1 A sifiles e tratavel, mas e importante iniciar o tratamento o mais cedo possivel pq com a progressao para sifiles terciaria os danos causados poderão ser irreversiveis nomeadamente no cerebro. E feito com penicilina benzatina em pacientes alergicos a penicilina ultiliza-se a eritromicina ou a tetracilina
8.3 SIFILES CONGENITA
8.3.1 Quando transmitida de mae para o feto atraves da placenta. Acontece quando uma criança nasce de uma mae com sifiles secundaria ou terciaria
8.3.1.1 TRATAMENTO PARA SIFILES CONGENITA
8.3.1.1.1 Benzilpenicilina 1.200.000 UI= unidades iolifilicas 2 doses diarias IM-gluteo com intervalo de 2 dias
9 AIDS
9.1 É uma doença infeciosa do sistema de desefa imunologico provocada pelo virus HIV ( vírus da imunodeficiência humana)
9.1.1 o HIV é um retro virus envolto por diversas camadas externas de revestimento proteico capaz de mutação constantes. ele transforma seu RNA em DNA ao contrario da via normal DNA para RNA. O virus da AIDS necessita de uma enzima a Transcriptase Reversa, para se multiplicar. A variabilidade quimica do virus tem dificultado as pesquizas em busca de uma vacina e medicamentos eficazes.
9.1.1.1 MEIOS DE TRANSMISSÃO
9.1.1.1.1 Relação sexual, transfusão de sangue, drogas injetaveis, gestação via placenta parto e aleitamento, acidentes hospitalares, doaçao de orgãos contatos fiisicos com lesoes secreçoes.
9.1.1.1.1.1 AÇÃO DO VIRUS NO ORGANISMO
9.2 SINAIS E SINTOMAS
9.2.1 Perda de peso superior a 10% em 30 dias sem causa aparente, febres intensas variadas de 38 a 38,5ºc, suores noturnos, ganglios linfaticos aumentados(ingias), falta de apetite, diarreias constantes, dores musculares, perda de massa muscular, tosse persistente.
9.3 EXISTE CURA PARA AIDS
9.3.1 Ainda não existe a cura e o tratamento servem apenas para prolongar o tempo de vida do individuo, existem uma serie de drogas utilizadas com o objetivo de combater o virus tratar as doenças oportunistas e fortalecer o sistema imunologico as drogas são: AZT (zidovudina) atua inibindo a transcriptase Ineterferon Alfa essas 2 são as usadas no BRASIL e tem outras HPA23, Suramin, Ribavirin

Media attachments