Escola e Democracia - Saviani

Thiago Viana
Mind Map by Thiago Viana, updated more than 1 year ago
Thiago Viana
Created by Thiago Viana over 3 years ago
17
0

Description

Resenha
Tags

Resource summary

Escola e Democracia - Saviani

Annotations:

  • Livro Organizado por textos, sendo: 1 - As teorias da Educação e o problema da marginalidade na América Latina; 2 - Escola e Democracia I e II, que reproduz os artigos: "Escola e Democracia ou a 'Teoria da Curvatura da Vara'" de 1981 e "Escola e Democracia: para além da 'teoria da curvatura da vara'" de 1982; 3 - Onze teses sobre Educação e Política
1 Primeira parte do livro
1.1 Grupo 01
1.1.1 Entendem Educação como uma panacéia (remédio) milagrosa capaz de erradicar a marginalidade de nossa sociedade. Não consideram os problemas e a estrutura social como influenciadores da educação
1.1.2 Teorias não Críticas
1.1.2.1 Pedagogia Tradicional
1.1.2.1.1 Educação vista como direito de todos e dever do estado
1.1.2.1.1.1 Marginalidade associada à ignorância
1.1.2.1.1.1.1 Escola surge como um ANTÍDOTO
1.1.2.2 Pedagogia Nova
1.1.2.2.1 Movimento de reforma da pedagogia tradicional
1.1.2.2.1.1 Marginalidade não é mais do ignorante e sim do rejeitado, do anormal e inapto, desajustado biológica e psiquicamente
1.1.2.2.1.1.1 Escola passa a ser a forma de adaptação e ajuste dos indivíduos à sociedade
1.1.2.2.2 Escolanovismo
1.1.2.3 Pedagogia Tecnicista
1.1.2.3.1 Marginalidade como ineficiência
1.1.2.3.1.1 Escola passa a ser de formação de indivíduos eficientes, para o aumento da produtividade social, associado diretamente ao rendimento e capacidades de produção capitalistas
1.2 Grupo 02
1.2.1 Teorias crítico-reprodutivistas
1.2.1.1 Teoria de sistema enquanto violência simbólica
1.2.1.1.1 Se manifesta através da: formação da opinião através dos meios de comunicação de massa, jornais; Pregação religiosa; Atividade artística e literária; Propaganda e a moda; Educação Familiar, etc.
1.2.1.1.1.1 A função da Educação é a de reprodução das desigualdades sociais
1.2.1.1.1.1.1 Marginalizados são os grupos ou classes dominados
1.2.1.2 Teoria da Escola enquanto aparelho Ideológico do Estado (AIE)
1.2.1.2.1 A ideologia tem uma existência material
1.2.1.2.1.1 A ideologia se materializa em aparelhos: os aparelhos ideológicos de Estado
1.2.1.2.1.1.1 A escola constitui o instrumento mais acabado de reprodução das relações de produção de tipo capitalista
1.2.1.3 Teoria da Escola Dualista
1.2.1.3.1 A escola é dividida em duas grandes redes
1.2.1.3.1.1 Burguesia
1.2.1.3.1.2 Proletariado
1.2.1.3.1.3 Contribui para a formação da força de trabalho e para a inculcação da ideologia burguesa
1.2.1.3.1.3.1 A escola tem por missão IMPEDIR o desenvolvimento da ideologia do proletariado e a luta revolucionária
1.2.1.3.1.3.1.1 A escola é um aparelho ideológico, é um instrumento da burguesia na luta contra o proletariado
1.2.2 Entendem Educação como fator agravante, através da discriminação e responsável pela marginalidade. Consideram compreender a educação a partir dos seus condicionantes sociais.
2 Segunda parte do livro
2.1 Teoria da Curvatura da Vara
2.1.1 Tese filosófica-histórica
2.1.1.1 Caráter REVOLUCIONÁRIO da pedagogia da essência
2.1.1.1.1 Reflete-se sobre a história do homem e a influência desta na educação, as mudanças sociais e a luta de classes trazida com o capitalismo e seus reflexos na educação
2.1.1.2 Caráter REACIOONÁRIO da pedagogia da Existência
2.1.2 Tese pedagógico-metodológica
2.1.2.1 Caráter científico do método tradicional e do caráter pseudo-científico dos novos métodos
2.1.2.2 Relação entre ensino e pesquisa
2.1.2.3 Escolanovismo tentou articula-se com o processo de desenvolvimento da ciência
2.1.2.4 Método tradicional o articulava como produto da ciência
2.1.3 "..de como, quando mais se falou em democracia, no interior da escola, menos democracia foi à escola; e de como, quando se menos falou em democracia, mais a escola esteve articulada com a construção de uma ordem democrática.
2.2 Teoria crítica da Educação
2.2.1 Os dois primeiros grupos explicam a marginalização na forma da relação entre Educação e Sociedade
2.2.2 A educação deveria ser o instrumento para as escolhas do homem livre, democrático, cidadão e autônomo, porém, acaba se tornando mais uma ferramenta de manipulação e de homogeneização do pensamento crítico da sociedade
2.2.3 A educação legitima as diferenças sociais e marginaliza, ao invés de tencionar a luta contra a ideologia das classes dominantes, e dos direitos dos seres humanos: o conhecimento.
2.2.4 A Teoria da Curvatura da Vara pode ser a forma de a Educação criar sua revolução para a quebra desse sistema, uma vez que se quebra a neutralidade da Educação, passando a ser considerada parte ativa neste processo de transformação
3 Última parte do livro
3.1 Retifica a relação Educação X Sociedade
3.2 Responsabilidade dos professores em transformar cada indivíduo
3.2.1 Compreendendo melhor o mundo e seus acontecimentos, seu papel dentro do sistema e seus deveres e direitos para a construção de um país melhor
Show full summary Hide full summary

Similar

A INTEGRAÇÃO DAS TDIC À PEDAGOGIA: UMA CONCEPÇÃO DE WEB CURRÍCULO
Malton Fuckner
5 Passos para Aprendizagem de Sucesso
GoConqr suporte .
TICs na Matemática
Erika Lopes
TICs na Educação
Erika Lopes
Behaviorismo - Skinner
Suliane Makelry
PROTAGONISMO DO ALUNO
Alessandra S.
LIMITES E POSSIBILIDADES DAS TICS NA EDUCAÇÃO
Diego Bahls
13 motivos para usar a Tecnologia na Educação
André Matias
Games e jogos educativos.
Míria Santanna
Ensino de Lógica de Programação para Crianças
dlantunes
TUTORIA EM EaD
Wirlanda Josino