Emprego de crase

margabds
Mind Map by margabds, updated more than 1 year ago
margabds
Created by margabds almost 6 years ago
83
2

Description

Concurso CEF (Português) Mind Map on Emprego de crase, created by margabds on 03/26/2014.
Tags

Resource summary

Emprego de crase
1 O que é?
1.1 Crase é a fusão
1.1.1 da preposição a
1.1.1.1 com o artigo a
1.1.1.2 ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos
1.1.1.2.1 aquele
1.1.1.2.2 aquela
1.1.1.2.3 aquilo.
2 o que é necessário que haja para que ela ocorra?
2.1 a) um termo regente que exija a preposição a;
2.2 b) um termo regido que seja modificado pelo artigo a ou por um dos pronomes demonstrativos de 3ª pessoa mencionados acima.
3 Importante!!!
3.1 Crase NÃO é o acento grave
3.1.1 ele serve para indicar que naquele a ocorre crase: junção de a + a.
4 Regra Geral
4.1 A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a
4.1.1 e o termo posterior admitir o artigo a ou as.
4.2 Vou a a praia.
4.2.1 = Vou à praia.
4.3 Para se certificar?
4.3.1 substitua o termo feminino por um masculino.
4.3.1.1 Se a combinação ao for necessária, a crase será indispensável
4.3.2 Ex.:
4.3.2.1 Vou à praia.
4.3.2.1.1 / Vou ao clube.
5 Emprego OBRIGATÓRIO do sinal de crase
5.1 Nos casos em que a regra geral puder ser aplicada.
5.1.1 Exemplo
5.1.1.1 Dirigiu-se à professora.
5.2 Nas locuções conjuntivas, adverbiais e prepositivas (formadas por a + palavra feminina).
5.2.1 Exemplos
5.2.1.1 À MEDIDA que passa o tempo, a violência aumenta.
5.2.1.2 O povo brasileiro vive À MERCÊ de políticos, muitas das vezes corruptos.
5.2.1.3 Gosto muito de sair À NOITE.
5.3 Na indicação do número de horas,
5.3.1 quando, ao trocar o número de horas pela palavra meio-dia
5.3.1.1 , obtivermos a expressão AO MEIO-DIA
5.3.2 Exemplo
5.3.2.1 Retornou às oito horas em ponto.
5.3.2.1.1 (Retornou ao meio-dia em ponto.)
5.4 Nas expressões
5.4.1 à moda de
5.4.2 à maneira de
5.4.2.1 mesmo quando essas estiverem implícitas.
5.4.3 Exemplo
5.4.3.1 Farei para o jantar uma bacalhoada (à moda de Portugal) à portuguesa.
6 Emprego FACULTATIVO do sinal de crase
6.1 Diante de pronomes adjetivos possessivos femininos.
6.1.1 Exemplo
6.1.1.1 Vou a sua casa. / Vou à sua casa. (Vou a seu apartamento/ ao seu apartamento).
6.1.2 Obs.:
6.1.2.1 se o pronome for substantivo possessivo, o sinal de crase será obrigatório.
6.1.2.2 Vou a sua festa e você irá à minha / Vou a (AO) seu baile e você irá AO meu.(AO) Artigo facultat. AO Artigo obrigatório
6.2 Diante de nomes próprios femininos.
6.2.1 Exemplo
6.2.1.1 Não me referia a Eliana. / Não me referia à Eliana.
6.2.1.2 (Não se refere a Roberto / ao Roberto).
6.3 Depois da preposição até.
6.3.1 Exemplo
6.3.1.1 Foi até a porta. / Foi até à porta.
6.3.1.2 (Foi até o portão / até ao portão).
7 Casos em que NUNCA ocorre crase
7.1 Diante de palavras masculinas.
7.1.1 Não pode ocorrer artigo a (feminino) antes de palavra masculina
7.1.1.1 se houver a, será preposição.
7.1.2 Ex.:
7.1.2.1 Saiu a CAVALO e sofreu uma queda
7.2 Diante de verbos.
7.2.1 Não há artigo antes de verbo, pois este se transformaria em substantivo;
7.2.1.1 se houver a, será preposição.
7.2.2 Ex.:
7.2.2.1 Ele está apto a concorrer ao cargo.
7.3 Diante de nome de cidade (topônimo) que repudie o artigo.
7.3.1 Ex:
7.3.1.1 Turistas vão frequentemente a Tiradentes.
7.3.2 DICAS
7.3.2.1 Descubra se o nome da cidade aceita artigo:
7.3.2.1.1 use o verbo “voltar”.
7.3.2.1.1.1 Se houver contração de preposição e artigo, existirá crase.
7.3.2.1.2 Vou a, volto da, crase há.
7.3.2.1.3 Vou a, volto de, crase por quê?
7.3.2.1.4 Ex.:
7.3.2.1.4.1 Fui à Espanha/ Voltei da Espanha. Fui a Tiradentes/ Voltei de Tiradentes.
7.3.2.1.5 Se o nome da cidade estiver determinado, a crase será obrigatória.
7.3.2.1.5.1 Ex.:
7.3.2.1.5.1.1 Fui à histórica Tiradentes. Fui à Roma dos Césares.
7.4 Em expressões formadas por palavras repetidas
7.4.1 (uma a uma, frente a frente, etc.)
7.4.2 Ex.:
7.4.2.1 Olhamo-nos cara a cara.
7.5 Quando o A estiver no singular, diante de uma palavra no plural.
7.5.1 Se houvesse artigo, ele estaria no plural, pois acompanharia a flexão do substantivo.
7.5.2 Ex.:
7.5.2.1 Como posso resistir a pessoas tão encantadoras? (Como posso resistir às pessoas…)
7.6 6) Diante do artigo indefinido uma.
7.6.1 Não pode haver um artigo definido (determinante) juntamente com um indefinido, que generaliza o substantivo.
7.6.2 Ex.:
7.6.2.1 Isto me levou a uma decisão drástica.
7.7 Diante da expressão Nossa Senhora e de nomes de santos
7.7.1 . Ex.:
7.7.1.1 Entregarei a Nossa Senhora da Conceição minha oferenda.
7.8 Diante da palavra terra
7.8.1 quando esta significar
7.8.1.1 “terra firme”
7.8.1.2 “tomada em oposição a mar ou ar”
7.8.2 Ex.:
7.8.2.1 Os pilotos já voltaram a terra.
7.9 Diante da palavra casa
7.9.1 (no sentido de “lar”; “moradia”)
7.9.1.1 quando esta não estiver determinada por adjunto adnominal.
7.9.2 EX.:
7.9.2.1 Não voltarei a casa esta semana.
7.9.3 Importante!!!
7.9.3.1 Caso a palavra casa venha determinada por adjunto adnominal, ocorrerá a crase.
7.9.3.2 Exemplo
7.9.3.2.1 Não voltarei à casa de meus pais esta semana.
7.10 Diante de pronomes que não admitem artigo
7.10.1 relativos
7.10.2 indefinidos
7.10.3 pessoais, de tratamento
7.10.4 demonstrativos (não iniciados
7.10.5 (não iniciados pela vogal a)
7.10.6 Ex.:
7.10.6.1 Dei a ela oportunidade de se redimir.
7.10.6.2 Solicito a V.Sª a confirmação do pedido.
7.10.6.3 Falei a várias pessoas sobre a reunião.
7.11 Diante de numerais cardinais
7.11.1 quando estes se referem a substantivos não determinados pelo artigo
7.11.2 Exemplo
7.11.2.1 Daqui a duas semanas retornarei ao trabalho.
8 Crase da preposição “a” com pronomes demonstrativos
8.1 Preposição a
8.1.1 +
8.1.1.1 pronomes demonstrativos
8.1.1.1.1 =
8.1.1.1.1.1 à
8.1.1.1.1.2 àquilo
8.1.1.1.1.3 àquele(s)
8.1.1.1.1.4 àquela(s)
8.2 Ex.:
8.2.1 Assistimos àquela peça teatral.
8.3 O A será pronome demonstrativo quando significar AQUELA.
Show full summary Hide full summary

Similar

Semântica
margabds
ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS
trackerian
SUBSTANTIVOS
Viviana Veloso
GRAMÁTICA da LÍNGUA PORTUGUESA
Viviana Veloso
Figuras de linguagem
Roberta Souza
Português para Vestibular
GoConqr suporte .
FONOLOGIA estudo dos sons
Viviana Veloso
Vestibular - Crase
GoConqr suporte .
Interpretação de Texto
GoConqr suporte .
Português concurso
Roberta Souza
ACENTUAÇÃO GRÁFICA
Viviana Veloso