HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA

ANANDA LOUISE
Mind Map by ANANDA LOUISE, updated more than 1 year ago
9
0
0

Description

ATENÇÃO BÁSICA Mind Map on HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA, created by ANANDA LOUISE on 06/07/2017.

Resource summary

HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
1 Elevação sustentada dos níveis pressóricos de PAS ≥ 140 e/ou PAD ≥ 90 mmHg
2 FATORES DE RISCO
2.1 IDADE: há uma associação direta e linear entre envelhecimento e prevalência de HAS, relacionada ao: 1) aumento da expectativa de vida da população brasileira; 2) aumento na população de idosos ≥ 60 anos na última década.
2.2 SEXO E ETNIA: maior entre mulheres e pessoas de raça negra/cor preta.
2.3 EXCESSO DE PESO E OBESIDADE.
2.4 INGESTÃO DE SAL.
2.5 INGESTÃO DE ÁLCOOL.
2.6 FATORES SOCIOECONÔMICOS.
2.7 SEDENTARISMO.
3 DIAGNÓSTICO CLÍNICO
3.1 EFEITO DO JALECO BRACO: aumento da PA quando aferida pelo médico no consultório, em relação à PA domiciliar. O EAB é a diferença de pressão entre as medidas obtidas no consultório e fora dele, desde que essa diferença seja igual ou superior a 20 mmHg na PAS e/ou 10 mmHg na PAD. Essa situação não muda o diagnóstico.
3.1.1 HIPERTENSÃO DO JALECO BRANCO: um grande número de pessoas apresenta PA ≥ 140 x 90 apenas quando um médico ou profissional de saúde afere a sua pressão. Quando a PA é aferida em casa, por parentes ou amigos, ou quando os valores da PA são determinados pela M.A.P.A., quase todas as medidas encontram-se abaixo de 140 x 90.
3.1.2 HIPERTENSÃO MASCARADA: definida como a situação clínica caracterizada por valores normais de PA no consultório (< 140 x 90 mmHg), porém, com PA elevada pela MAPA durante o período de vigília.
3.2 HIPERTENSÃO SISTÓLICA ISOLADA: a hipertensão sistólica isolada, entidade típica do idoso, é definida como PA sistólica maior ou igual a 140 mmHg com PA diastólica menor que 90 mmHg.
3.2.1 PRÉ-HIPERTENSÃO: define um estado de maior risco para desenvolver hipertensão arterial no futuro. Pré-hipertensão (PH) é uma condição caracterizada por PA sistólica (PAS) entre 121 e 139 e/ou PA diastólica (PAD) entre 81 e 89 mmHg.
3.2.1.1 PSEUDO-HIPERTENSÃO: alguns idosos possuem artérias muito endurecidas (pela calcificação e arteriosclerose), que não colabam, mesmo com pressões acima da PA diastólica, e mantêm-se "abrindo e fechando", mesmo com pressões acima da PA sistólica. Assim, a aferição pela esfigmomanometria constatará um aumento falso da pressão arterial.
4 Na primeira consulta, a PA deve ser avaliada nos dois braços, considerando-se sempre a maior (geralmente é um pouco maior no braço direito) e, se o paciente for idoso, diabético ou estiver tomando uma nova droga anti-hipertensiva, é fundamental medir-se também a PA após 2 minutos de posição ortostática. Nestes pacientes, pode haver hipotensão postural (redução maior que 20 mmHg na PAS). A PA no membro inferior deve ser determinada em hipertensos com menos de 30 anos de idade (avaliar a possibilidade de coartação da aorta). Manguitos mais longos e largos são necessários em pacientes obesos para não haver superestimação da PA.
4.1 AFERIÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL
4.2 A PA fora do consultório pode ser obtida através da medição residencial da pressão arterial (MRPA), com protocolo específico, ou da MAPA de 24 horas. Ambas fornecem informações semelhantes da PA, porém só a MAPA avalia a PA durante o sono. Ambas, entretanto, estimam o risco CV.
Show full summary Hide full summary

Similar

Sistema Cardiovascular: Artérias, Veias e Capilares
Natália Abitbol
Anatomia: sistema esquelético I
Natália Abitbol
Anatomia Artérias
Filipe Brito
Regras NBRs
Maria Clara Oliveira
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
SIMULADO - Casos Clínicos
Rodrigo Gouvea
Anatomia membro inferior - Ossos, acidentes e movimentos
vitorstoco
AVALIAÇÃO TEÓRICA 13 DE MARÇO
Residencia CM HBDF
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
Vanessa Palauro
DOENÇA MENTAL E TRATAMENTO -Texto 16
eleuterapara
Escala de Coma de Glasgow
Vanessa Palauro