Literatura - Provas/Primeiro Bimestre

Giovana Figueiredo
Note by Giovana Figueiredo, updated more than 1 year ago
Giovana Figueiredo
Created by Giovana Figueiredo about 3 years ago
17
0

Description

.

Resource summary

Page 1

— Temas

Capítulo 5: A Linguagem do Trovadorismo   Capítulo 8: A Produção Literária Medieval   Auto da Barca do Inferno

— A Linguagem do Trovadorismo

Poesia   — Líricas:    - cantigas de amor: eu lírico masculino, sofrimento amoroso do trovador diante da mulher distante e idealizada    - cantigas de amigo: eu lírico feminino, amor natural e espontâneo, lamento da moça cujo namorado partiu   — Satíricas:    - de escárnio: crítica indireta, linguagem trabalhada, ironia    - de maldizer: crítica direta, linguagem agressiva, zombaria   Prosa   — Novelas de Cavalaria: aventuras fantásticas de cavaleiros e guerras sangrentas em nome de Deus ou de uma donzela   — Hogiografias: relatos da vida de santos   — Nobiliários: a árvore genealógica dos nobres, genealogia das famílias nobres   — Cronicões: grandes compilados de fatos históricos   Regras do Jogo do Amor Cortês:   — Submissão absolta à dama — Vassalagem humilde e paciente — Promessa de honrar e servir a dama com fidelidade — Prudência para não abalar a reputação da dama (o cavaleiro é proibido de falar sobre seus sentimentos diretamente) — A amada é a mais bela — Pela amada o trovador despreza todas as riquezas   Paralelismos nas Cantigas:   — Par de Estrofes: a repetição de duas estrofes quase iguais   — Leixa-pren: encadeamento de estrofes pares e ímpares com o conteúdo idêntico   Relações de Vassalagem: Homem de Outro Homem:    O homem que jura fidelidade ao outro homem se ajoelha em sua frente e, depois das palavras proferidas,  se beijam para selar o acordo.   A Sociedade Feudal:   Formado por 3 grupos: o clero e a nobreza, que eram os governantes, os que tinham poder, e os camponeses, que trabalhavam para as duas classes superiores em troca de salvação espiritual e proteção militar.   A Grande Quantidade de Terras que Pertenciam a Igreja:    Todos os nobres e reis doavam terras para Igreja em uma tentativa de obter a salvação, de ter o seu lugar garantido no céu.   O Amor Cortês:   Uma mensagem do trovador para a mulher amada e distante ou um monólogo do mesmo sobre seu estado de espírito apaixonado.   Como Eram Enxergadas as Mulheres na Sociedade Feudal?    Eram vistas como as únicas capazes de levar a família inteira a vergonha, consideradas o sexo frágil e por isso eram mais suscetíveis ao pecado.   Trovador, Segrel e Jogral:   — Trovador: cavaleiro (membro da nobreza ou do clero), compunha todas as obras que cantava, se apresentava para a corte   — Segrel: escudeiro (nobre da escala mais baixa, não tinha recursos para ser cavaleiro), se apresentava para as cortes ou para o exército real, compunha todas as obras que cantava   — Jogral: cantor de origem popular, apresentava a obra de outros, acompanhado de uma soldadeira —> mulher que se apresentava com o mesmo, dançando e cantando, e por isso tinha má reputação          

Page 2

— A Produção Literária Medieval

Formação da Língua e Literatura Portuguesa:   A língua foi formada na região de Galiza e Portugal e é conhecida como galego-português. As primeiras produções literárias foram registradas no século XII e ficou conhecida por Trovadorismo, divididas entre poesias e prosas.   Trovadorismo:   [página anterior, anjo]   Humanismo (Segunda Época Medieval):    — Poesia Palaciana:    - utiliza redondilhas (menor —> 5 sílabas/ maior —> 7 sílabas) e figuras de linguagem   - destinado a mulher corpórea e acessível ou a mulher idealizada inalcançável    — Prosa Historiográfica:    - cronicas que relatavam acontecimentos históricos de Portugal    - O principal cronista era Fernão Lopes, que foi o primeiro a mencionar o povo como personagens importantes   — Teatro (Vicentino):    - Gil Vicente: foi o primeiro a escrever peças não religiosas, começando a produzir peças para entretenimento; moralizantes ou revigadoras    - não tinha como objetivo atacar uma instituição, tinha como objetivo criticar a índole desonesta dos humanos    - farsa: sobre pessoas importantes e sua vida, indivíduos conhecidos e uso de nomes próprios;   - auto: temas tradicionais (mistérios, milagres, moralidade), abstrato e utilizava grupos sociais e não indivíduos;   Lei das 3 Unidades de Teatro Clássico:    transcorrer em um único lugar  ocorrer em um tempo limitado  apresentar sempre o mesmo tipo de ação

Show full summary Hide full summary

Similar

TROVADORISMO
Denise Teófilo
Literatura ocidental
Selma Porto
Características do Trovadorismo
gvitoriaaraujp12
Períodos literários brasileiros
GoConqr suporte .
Literatura Brasileira
Alessandra S.
Gêneros Literários
Larissa Borela
Literatura - Escolas Literárias
Amanda Destro
RESUMO DE LITERATURA (PARTE 1)
Ana Loss
LITERATURA: ROMANTISMO (INTRODUÇÃO)
jhonathannicolas
Quinhentismo
Isadora Borges
Mapa conceitual - Parnasianismo no Brasil
Letícia Freato