O que é filosofia? Público

  • E-mail
  • Compartilhar
  • Colaboradores
  • Fechar Curso

Um curso para quem está buscando o primeiro contato com a filosofia.

Etiquetas Sem etiquetas

Informação do Módulo

Um curso para ajudar os iniciantes a compreender o tipo de atividade que é a filosofia. Entendo-a como uma forma de pensar diferente e importante.
Olá! Seja bem vindo! Primeiro, gostaria de dizer que o objetivo aqui não é o de fornecer uma definição de filosofia, isso seria inapropriado como veremos em breve. Pretendemos apresentar um conjunto mínimo de elementos que se costuma aceitar como fundamentais para a atividade filosófica: o questionamento, o dialogar, a reflexão e o foco nos conceitos.  Nós vamos falar desses elementos aos poucos, mas para começar a ter uma noção, acompanhe a reflexão do filósofo Mário Sérgio Cortella:
Mostrar menos
QUAL É A DIFICULDADE DE DEFINIR A FILOSOFIA?  Sempre que nos interessamos por um curso buscamos uma explicação inicial. Esperamos que ela nos oriente na nossa trajetória, facilitando nosso entendimento. Infelizmente, no caso da filosofia isso não pode acontecer. Por, pelo menos, três motivos: primeiro, uma definição de filosofia ganha seu sentido como resultado de uma investigação filosófica, ou seja, precisamos acompanhar uma investigação filosófica para compreender seu conceito; segundo, dadas as diversas investigações filosóficas, teremos muitas definições de filosofia que não coincidirão; terceiro, é da atividade filosófica questionar e buscar soluções para as questões. Portanto, qualquer definição que se apresente terá ao menos três dificuldades: só faz sentido dentro de um pensamento filosófico, nunca servirá como resposta universal para todas as filosofias, nunca será inquestionável e definitiva.
Mostrar menos

Multimídia

O QUESTIONAR  A filosofia é um processo investigativo e por isso sempre começa com perguntas. Fazer perguntas é a atitude mais básica daqueles que são tomados pela curiosidade. Os filósofos são famosos por colocar perguntas importantes para as quais ninguém tem resposta; perguntas que deixam as pessoas sem saber o que dizer.   Como consequência disso, nunca haverá dogmas na filosofia. Um dogma é uma afirmação imposta, ou seja, que nós devemos acreditar sem questionar. Nas religiões é comum encontrarmos um conjunto de dogmas, eles são importantes na estrutura da religião, mas na filosofia nada é inquestionável.
Mostrar menos
O DIALOGAR  Nesse processo investigativo os filósofos trabalham com oposição de ideias. Percebem pontos de vistas diferentes e colocam esses pontos de vista um contra o outro. Querem verificar qual ideia resolve melhor uma questão. Podem ser pessoas diferentes apresentando suas ideias, mas também pode acontecer que o confronto de ideias aconteça nas nossas mentes, enquanto pensamos, enquanto avaliamos as coisas, por exemplo, se uma atitude é boa ou má.
Mostrar menos
A CRÍTICA E A REFLEXÃO  A filosofia é uma atividade de pensamento crítico e reflexivo. É pensamento crítico porque quando questiona as coisas está em busca de suas causas. Ser crítico é buscar o fundo, o fundamento, o sustentáculo daquilo que é informado. Se alguém te fala algo, a atitude crítica é a de querer saber os “porquês” daquilo que foi dito.  Essa busca dos “porquês” também pode acontecer internamente em cada um de nós, o que chamamos de reflexão. Por exemplo, imaginemos um rapaz chamado Andrei; ele sabe que odeia certo tipo de pessoa. Sempre acontece, pois aquelas pessoas são desprezíveis. Mas algo inesperado aconteceu, uma dessas pessoas foi legal com Andrei. Foi muito estranho! Andrei fez, então, no seu íntimo uma pergunta: por que eu odeio essa pessoa? Ela nunca me fez mal algum. A pergunta foi dele, para ele mesmo. Como se ele estivesse olhando para um espelho, tentando ver a si mesmo, tentando se conhecer melhor.
Mostrar menos
O FOCO NOS CONCEITOS  Enquanto cientistas querem que seus estudos sejam acompanhados da observação do mundo, para os filósofos isso não é um ponto que ajude, nem que atrapalhe. Os cientistas estão preocupados com os fenômenos, com os acontecimentos, enquanto os filósofos estão atentos aos conceitos que usamos para interpretar o que observamos.  Os conceitos são ideias gerais, pense neles como lentes para dar entendimento às coisas. Se entendemos, é porque usamos conceitos. A tarefa dos conceitos é explicar. Para cada explicação temos pelo menos um conceito. Se você trocar um conceito, você estará, ao mesmo tempo, trocando de explicação. O modo como entende as coisas muda com isso.  Voltemos ao exemplo acima. Ao observar certas pessoas o conceito que Andrei tinha sobre elas era de que elas eram desprezíveis. Ao refletir, Andrei questionou seu ódio e buscou sua fonte: havia um conceito em sua mente que o fazia pensar dessa forma. Agora, Andrei substituiu o antigo conceito, o pré-conceito, por outros.  No exemplo de Andrei o conceito foi aprendido no convívio de pessoas preconceituosas, mas a reflexão sobre esse conceito permitiu uma mudança de visão de mundo e de atitude.
Mostrar menos
DO SENSO COMUM AO ESPANTO  O senso comum o conhecimento adquirido por tradição, herdado dos antepassados, mas ele vai se modificando aos poucos, na medida em que a coletividade a que pertencemos passa por novas experiências. É um conjunto de ideias que nos permite interpretar a realidade, onde se incluem os valores que o grupo social usa para avaliar, julgar e, portanto, agir. Crescemos com um senso comum, mas conforme desenvolvemos nossa capacidade crítica, começamos a questionar alguns de seus conteúdos.  Filósofos antigos como Platão e Aristóteles perceberam que existe um sentimento bem característico desse questionar na filosofia: o espanto. Para saber mais sobre esse sentimento acesse os links abaixo:  http://apeiron.webnode.com/primeiro-ano/aristoteles-e-a-fonte-do-filosofar/   http://filosofarliberta.blogspot.com.br/2016/10/espanto-origem-do-filosofar.html
Mostrar menos
Estamos chegando ao fim de uma etapa de estudos. O próximo passo é revisar os conteúdos com os flashcards. São cartões que giram ao clicar neles. Leia cada um deles e confirme. Depois dos cartões haverá um último exercício de revisão. Bom estudo!
Mostrar menos

Quiz

Exercício para a dependência em filosofia do 1° ano.
Faça este exercício final. Depois procure seu professor para que ele oriente você sobre as próximas atividades.
Mostrar menos