A Revolução Industrial

Tania Lacerda
Quiz by Tania Lacerda, updated more than 1 year ago
Tania Lacerda
Created by Tania Lacerda about 4 years ago
934
25

Description

Fim da Idade Média História Geral Quiz on A Revolução Industrial, created by Tania Lacerda on 11/21/2015.
Tags

Resource summary

Question 1

Question
A Revolução Industrial no século XVIII trouxe enormes transformações nos meios de produção e no cenário urbano europeu. O pioneirismo inglês no processo de industrialização somente alimentou a força econômica que a Inglaterra exercia no mundo.
Answer
  • True
  • False

Question 2

Question
A ascensão industrial substituiu as manufaturas e a produção artesanal e acentuou o aumento da produção de mercadorias e a crescente busca por mercados consumidores. Como consequência, em relação ao meio ambiente temos que:
Answer
  • as paisagens urbanas foram se transformando radicalmente: uma rápida urbanização com planejamento foi fator recorrente durante a industrialização.
  • as paisagens urbanas foram se transformando radicalmente: uma rápida urbanização sem planejamento foi fator recorrente durante a industrialização.

Question 3

Question
No século XIX, com a 2ª Fase da Revolução Industrial, as novas tecnologias aplicadas às indústrias, às comunicações e aos transportes integraram cada vez mais as distantes e distintas partes do mundo, ocorrendo a chamada “compressão espaço-tempo”. Explique.
Answer
  • Com a invenção da internet, o mundo já caminhava para a globalização.
  • Com a invenção do telefone, do trem a vapor e do automóvel, o deslocamento e a comunicação passaram a ser realizados de forma mais rápida.

Question 4

Question
Desde a segunda metade do século XX até os dias atuais, testemunhamos a revolução tecnológica empreendida pela produção e o fácil acesso às mais desenvolvidas tecnologias. Com um clique instantâneo, os indivíduos se comunicam a milhares de quilômetros de distância. Exemplos dessas tecnologias são os computadores e suas ferramentas (e-mail, bate-papo, chats, páginas de relacionamentos pessoais, dentre outros). Nos dias atuais, o entendimento que tivemos da “compressão espaço-tempo” ampliou-se com o desenvolvimento tecnológico. Em poucas horas, uma pessoa se desloca entre qualquer parte do Brasil por meio do avião; nas cidades, enormes distâncias são percorridas desde a implantação dos serviços de metrô; e as cartas (antigas correspondências) foram substituídas pelo e-mail (mensagem instantânea), que não demora vários dias para chegar, como nos casos das cartas convencionais. Assim, durante a 2ª Fase da Revolução Industrial, com a ascensão de novas tecnologias (produção do aço, do automóvel, da energia elétrica), as indústrias substituíram a mão de obra humana pela mecanizada. A partir de então, o número de trabalhadores desempregados aumentou significativamente, ocorrendo, também, a redução salarial. Em decorrência desses fatores, de 1870 a 1900 ocorreu a primeira crise do sistema capitalista, a chamada Grande Depressão.
Answer
  • True
  • False

Question 5

Question
As consequências da Grande Depressão levaram à quebra e à falência de milhares de pequenas e médias empresas, que foram incorporadas por grandes empresas, formando, assim, as grandes indústrias ou os monopólios. A ascensão da classe trabalhadora (quase não existiam direitos trabalhistas nesse período) ficou estagnada durante esse processo, levando ao retraimento do mercado, pela redução da capacidade consumidora dos trabalhadores.
Answer
  • True
  • False

Question 6

Question
Segundo o sociólogo alemão Ulrich Beck, “estamos convivendo com dois modelos de pleno emprego, os quais devem ser distinguidos com muito cuidado”, explica Beck, “um é o do Estado de Bem-Estar Social, modelo que previa, além do pleno emprego, seguridade social, plano de carreira para a classe média e estabilidade no emprego. O outro modelo é o que chamamos de emprego fácil ou flexível, que implica carga horária variável, atividades de meio turno e contratos temporários, nos quais as pessoas desempenham vários tipos de trabalho ao mesmo tempo” (GALISI FILHO apud CARDOSO, 2006, p. 20). A partir da análise do sociólogo alemão, Beck, podemos concluir que:
Answer
  • o primeiro modelo de emprego prevalecente nos tempos atuais (o modelo que garante estabilidade e seguridade social e um plano de carreira) é aplicado nos países desenvolvidos, onde o governo financia e investe grandes recursos na qualificação profissional dos trabalhadores, garantindo a estes melhores condições de emprego e de vida. Já o segundo modelo, que é o emprego fácil, com carga horária variável e contrato temporário, é o que prevalece no Brasil e nos demais países emergentes, onde o governo não destina grandes partes dos recursos para a formação e a qualificação profissional dos trabalhadores, restando a estes um subemprego e péssimas condições de vida.
  • o primeiro modelo de emprego prevalecente nos tempos atuais (o modelo que garante estabilidade e seguridade social e um plano de carreira) é aplicado nos países subdesenvolvidos, onde o governo financia e investe grandes recursos na qualificação profissional dos trabalhadores, garantindo a estes melhores condições de emprego e de vida. Já o segundo modelo, que é o emprego fácil, com carga horária variável e contrato temporário, é o que prevalece nos países desenvolvidos, onde o governo não destina grandes partes dos recursos para a formação e a qualificação profissional dos trabalhadores, restando a estes um subemprego e péssimas condições de vida.

Question 7

Question
Como podemos analisar o trabalhador antes e depois da Revolução Industrial?
Answer
  • A Revolução Industrial não afetou em nada a vida dos trabalhador daquela época, pois o que eles precisavam era dinheiro para sobreviver, logo, qualquer trabalho servia.
  • antes da Revolução Industrial, os trabalhadores exerciam suas funções de modo independente e atuavam nas mais variadas etapas que envolviam a produção de uma determinada riqueza. Nesse tipo de situação, os trabalhadores tinham plena consciência de quanto tempo, conhecimento e recursos envolviam a fabricação de um bem ou uma riqueza. Ao dominarem todas as etapas do processo de fabricação, reconheciam e determinavam o valor a ser pago pelas várias funções que desempenhavam. Ainda hoje, podemos ver que alguns artesãos e prestadores de serviço desfrutam dessa capacidade de reconhecimento. Assim que as indústrias passaram a dominar o processo de produção, notamos que a tecnologia empregada não só determinava a redução dos custos e a ampliação dos lucros da empresa. Cada vez que novas máquinas eram criadas, milhares de trabalhadores eram dispensados das fábricas e aqueles que permaneciam eram designados a realizar uma mesma ação cada vez mais específica do processo de produção. Vivenciando a rotina de uma função que poderia ser exercida por qualquer outra pessoa e percebendo a existência de vários desempregados interessados em exercer aquela mesma função, o operário concordava em receber um baixo salário pelo seu trabalho. Além disso, devemos destacar que esse operário não tinha mais ciência de todas as etapas que envolviam a riqueza que ele produzia. Na verdade, ele nem mesmo sabia quantificar quantas mercadorias ou qual o valor dos bens que produziu em uma jornada de trabalho.

Question 8

Question
Toda vez que falamos sobre as origens da Revolução Industrial, apontamos a Inglaterra como o país que inicialmente vivenciou as transformações que marcaram tal experiência histórica. Sob tal aspecto, concluímos que o pioneirismo inglês na Revolução Industrial não pode ser entendido como uma simples coincidência ou fruto da ação isolada de grandes estudiosos que modernizaram os ambientes fabris. Quais os motivos que levaram o pioneirismo inglês na Revolução Industrial?
Answer
  • no século XVII, a ascensão da burguesia naquele país foi combinada com o desenvolvimento de um processo revolucionário que limitou os poderes da autoridade real e ampliou a atuação do parlamento.
  • a economia inglesa experimentou um franco processo de expansão. Internamente, vemos que as riquezas do país (como os minérios e as terras) foram visivelmente exploradas para o crescimento das indústrias.
  • o avanço do espírito investigativo lançado pelo pensamento iluminista deve ser igualmente valorizado para o entendimento desta revolução.
Show full summary Hide full summary

Similar

Revolução Industrial século XVIIl e XIX
izabelamendeslop
Terceira Revolução industrial
lepereir1
Revolução industrial
Danilo Silva
Hebreus, Fenícios e Persas
Júlia Flores
Feudalismo
Malu Miralha
Primeira Guerra Mundial 1914-1918
Alessandra S.
Descobrimento do Brasil
Alessandra S.
Projeto Med 2015: História e Geografia
elisacoltro
Períodos da História do Brasil
GoConqr suporte .
História do Brasil - Período Colonial
alessandra
Mercantilismo
Professor Junior