Grandes Navegações e Desc. do Brasil

g.pessoa
Quiz by , created about 5 years ago

Quiz on Grandes Navegações e Desc. do Brasil, created by g.pessoa on 03/14/2014.

861
29
0
g.pessoa
Created by g.pessoa about 5 years ago
Quinhentismo
Isadora Borges
Grandes Navegações e Período Pré-Colonial (1490 - 1540)
Isadora Borges
BRASIL COLÔNIA
nanni.simioli
Resumo global da matéria de Biologia e Geologia (10.º e 11.º anos)
miminoma
Sociology- Key Concepts
Becky Walker
Geografia - Mapa do Brasil
GoConqr suporte .
Geografia do Brasil
kelly.etehil
Brasil: Primeiro Reinado e Período Regencial
Professor Junior
Crise da República e a ruptura de 1930
jacson luft
República Velha
Vitor Gomes

Question 1

Question
(Uff 2000 1ª fase). A Carta de Pero Vaz de Caminha, escrita em 1500, é considerada como um dos documentos fundadores da Terra Brasilis e reflete, em seu texto, valores gerais da cultura renascentista, dentre os quais destaca-se:
Answer
  • (A) a visão do índio como pertencente ao universo não religioso, tendo em conta sua antropofagia;
  • (B) a informação sobre os preconceitos desenvolvidos pelo renascimento no que tange à impossibilidade de se formar nos trópicos uma civilização católica e moderna;
  • (C) a identificação do Novo Mundo como uma área de insucesso devido à elevada temperatura que nada deixaria produzir;
  • (D) a observação da natureza e do homem do Novo Mundo como resultado da experiência da nova visão de homem, característica do século XV;
  • (E) a consideração da natureza e do homem como inferiores ao que foi projetado por Deus na Gênese.

Question 2

Question
(Puc-Rio 2005 1ª fase) A aventura da colonização empreendida pela Coroa de Portugal, nas terras da América, entre os séculos XVI e XVIII, expressou-se na constituição de diversas regiões coloniais. Sobre essas regiões coloniais, estão corretas as seguintes afirmativas COM EXCEÇÃO DE:
Answer
  • (A) No vale do Rio Amazonas, a partir do século XVII, ordens missionárias exploraram as "drogas do sertão", utilizando o trabalho de indígenas locais.
  • (B) No vale do Rio São Francisco, a partir do final do século XVI, ocorreu a expansão de fazendas de criação de gado, voltadas para o abastecimento dos engenhos de açúcar do litoral.
  • (C) Na Capitania de São Vicente, em especial por iniciativa dos habitantes da vila de São Paulo, organizaramse expedições bandeirantes que, no decorrer do século XVII, abasteceram propriedades locais com a mão-deobra escrava dos índios apresados.
  • (D) Nas Minas, durante o século XVIII, a extração do ouro e de diamantes, empreendida por aventureiros e homens livres e pobres, propiciou o surgimento de cidades, onde o enriquecimento fácil estimulava a mobilidade social.
  • (E) No litoral de Pernambuco, durante a segunda metade do século XVI, a lavoura de cana e a produção de açúcar expandiram-se rapidamente, o que foi acompanhado pela gradual substituição do uso da mão-de-obra escrava do nativo americano pelo negro africano.

Question 3

Question
(Uff 2003 1ª fase) Segundo o historiador Sérgio Buarque de Holanda, vários aspectos estabeleceram a diferença entre a colonização portuguesa – dos “semeadores” – e a colonização espanhola – dos “ladrilhadores”. Identifique a opção que revela uma diferença observada no tocante à construção das cidades no Novo Mundo.
Answer
  • (A) As formas distintas de construção das cidades no Novo Mundo derivaram do modo como a Espanha concebeu a idéia renascentista de homem, o que fez seus navegadores, ao contrário dos portugueses, considerarem os indígenas americanos como seus pares.
  • (B) As cidades portuguesas na Costa da América tornaram-se feitorias por um acordo de não concorrência firmado entre Espanha e Portugal, expresso no Tratado de Tordesilhas, pelo qual a Espanha ficou encarregada das áreas de mineração.
  • (C) As experiências comerciais na Ásia e na África acentuaram o papel da circulação nas práticas mercantilistas de Portugal; por isso, as cidades portuguesas da América eram feitorias, diferentemente das espanholas que combinavam comércio e produção.
  • (D) As cidades portuguesas na América – feitorias – constituíram-se centros comerciais por influência direta do modelo de Veneza e Florença. As cidades espanholas, por outro lado, tiveram como modelo a experiência urbana manufatureira francesa.
  • (E) As cidades portuguesas especializaram-se em organizar a entrada de produtos agrícolas no território colonizado, enquanto as espanholas atuaram como núcleos mercantis voltados para a criação de mercados consumidores de produtos manufaturados da metrópole.

Question 4

Question
Uerj 2000 1ª fase. Navegar é preciso, viver não é preciso. Este era o lema dos antigos navegadores, pois embarcar nos navios da rota das Índias ou do Brasil, entre os séculos XV e XVI, era realmente uma aventura. Uma das explicações para o pioneirismo português nessa aventura marítima é:
Answer
  • (A) o espírito de Cruzada, resultante da presença de uma burguesia mercantil à procura de terras
  • (B) o processo de reconquista do território português, em decorrência da Guerra dos Cem Anos contra a França
  • (C) a constituição da primeira monarquia absolutista dos tempos modernos, em virtude da aliança entre a nobreza e a Coroa portuguesas
  • (D) a integração do país ao circuito do grande comércio europeu, com a criação de novas rotas entre as cidades italianas e o norte da Europa

Question 5

Question
(Uerj 2000 1ª fase). “(...)Eram pardos, todos nus, sem coisa alguma que cobrisse suas vergonhas. Nas mãos traziam arcos com suas setas. (...) Eles não lavram, nem criam. Não há aqui boi nem vaca, nem cabra, nem ovelha, nem galinha, nem qualquer outra alimária, que costumada seja ao viver dos homens. Nem comem senão desse inhame, que aqui há muito, e dessa semente de frutos, que a terra e as árvores de si lançam (...).” (CORTESÃO, Jaime. A Carta de Pero Vaz de Caminha. Rio de Janeiro: Livros de Portugal, 1943.) No Brasil, durante o período colonial, as mudanças transcorridas na organização política, econômica e social dos indígenas estão relacionadas com:
Answer
  • (A) o rompimento de sua unidade política, levando ao fracionamento das federações tribais
  • (B) a expropriação das terras, provocando a interiorização de muitas comunidades nativas
  • (C) a imposição gradativa do trabalho sedentário, levando a sua utilização como mão-de-obra assalariada
  • (D) o seu largo emprego em trabalhos compulsórios na pecuária e na mineração, provocando a sedentarização das comunidades do litoral