Pré- Natal de Alto Risco

marcus vinicius de medeiros
Flashcards by marcus vinicius de medeiros, updated more than 1 year ago
marcus vinicius de medeiros
Created by marcus vinicius de medeiros over 1 year ago
2
0

Description

Saúde da Mulher Flashcards on Pré- Natal de Alto Risco , created by marcus vinicius de medeiros on 03/05/2019.
Tags

Resource summary

Question Answer
O que é hipertensão arterial sistêmica (HAS) na gestação? São níveis tensionais absolutos ≥ 140 mmHg de PAS e ≥ 90mmHg PAD em: ● em condições ideais ● medidas repetidas ● pelo menos 3 ocasiões
Como deve ser identificada PA diastólica? Pela fase V de Korotkoff
A ↑ 30 mmHg ou + na PAS e/ou de 15mmHg ou + na PAD, em relação aos níveis tensionais pré-gestacionais e/ou conhecidos até a 16ª semana de gestação ainda são usados como conceito HAS na gestação? Não. sendo utilizado como sinal de alerta e para agendamento de controles mais próximos
Como é classificada a HAS na gestação? Hipertensão Arterial Sistêmica Crônica, Hipertensão gestacional e Pré-eclâmpsia
Como é definida Hipertensão arterial sistêmica crônica? É definida por HAS registrada: ● ANTES da gestação ● no período que precede à 20ª S de GRAVIDEZ ● ou além de 12 s após o parto
Como é definida Hipertensão gestacional? Caracterizada por HAS detectada APÓS a 20ª S, SEM PROTEINÚRIA
Como se classifica Hipertensão gestacional? Como “transitória” (quando ocorre normalização após o parto) ou “crônica” (quando persistir a hipertensão)
Como é definida Pré-eclâmpsia? Aparecimento de HAS e PROTEINÚRIA (> 300 mg/24h) APÓS a 20ª SEMANA de gestação em mulheres previamente normotensas; ● É uma desordem multissistêmica, idiopática, específica da gravidez humana e do puerpério, relacionada a um distúrbio placentário que cursa com vasoconstricção aumentada e redução da perfusão.
Como é definida Pré-eclâmpsia superposta à HAS crônica? Definida pela ↑ aguda da PA, associada a proteinúria, trombocitopenia ou anormalidades da função hepática, em gestantes portadoras de HAS crônica com idade gestacional superior a 20 semanas;
Como é definida Eclâmpsia? Corresponde à pré-eclâmpsia complicada por CONVULSÕES que não podem ser atribuídas a outras causas.
Qual é o posicionamento da gestante para a medição da PA? ● Posição sentada ● pernas descruzadas ● pés apoiados no chão e o dorso recostado na cadeira e relaxado ● braço deve estar na altura do coração (no nível do ponto médio do esterno ou no 4º espaço intercostal), livre de roupas, apoiado ● palma da mão voltada para cima ● cotovelo ligeiramente fletido ●posição de decúbito lateral ESQUERDO ➔ PA medida no braço esquerdo ➔ em repouso ➔ PA gestante não deve diferir da posição sentada.
Edema ainda é usado como critérios diagnóstico de Pré-eclampsia? Não, embora frequentemente acompanhe o quadro clínico. A presença de edema ocorre em 80% das gestantes
Como é definida síndrome HELLP? É uma síndrome que acomete gestantes que, no terceiro trimestre de gravidez, apresentem sinais de pré-eclâmpsia e que evoluam com o surgimento da plaquetopenia
O que o acrônimo Hellp significa? H ➔ hemólise (hemolysis), ell ➔ aumento de enzimas hepáticas (elevatedliverenzimes) p ➔ plaquetopenia (lowplatelets).
A síndrome HELLP está relacionada a qual orgão? Ao vaso espasmo do fígado materno
Qual a sintomatologia da síndrome HELLP? É , em geral, pobre, podendo-se encontrar: mal-estar, cefaleia, perda de apetite vômitos, náuseas, epigastralgia ou dor no hipocôndrio direito
Como se dá a confirmação diagnóstica é laboratorial? ● Plaquetopenia grave (< 100.000 plaquetas/mm3); ● (+) de esquizócitos no sangue periférico; ● ↑ da desidrogenase láctica (DLH > 600U/l); ● bilirrubina total > 1,2 mg/dl; ●TGO> 70U/l (função hepática).
Qual o diagnóstico diferencial da Síndrome HELLP? Com esteatose hepática aguda da gravidez, púrpura trombocitopênica, hepatite viral, síndrome hemolítico-urêmica, glomerulonefrite, hiperêmese gravídica, úlcera péptica, pielonefrite, lúpus, uso de cocaína etc.
Qual a conduta em caso de síndrome HELLP? Devem ser encaminhadas para urgência obstétrica abordando: ● Controle da pressão arterial: Tratar a PAS ≥ 150 mmHg e manter a PAD entre 80-90 mmHg. - Prevenção das convulsões com sulfato de magnésio: Dose de ataque de 4-6g IV seguida de dose de manutenção de 1,5-4g/hora individualizada de acordo com a gestante. Monitorar reflexos patelares e débito urinário. A infusão deve ser continuada por 48 horas no puerpério.
Caso seja necessário reverter a ação do Sulfato de Magnésio (MgSO4), o que usar? Deve-se administrar o 1g (EV) de Gluconato de Cálcio
Show full summary Hide full summary

Similar

FISIOTERAPIA APLICADA À OBSTETRÍCIA
nayara rebouças
Saúde da mulher
Cristina Milan
Art.8: Desafios humanização do parto
fisio_denise
ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NO PRÉ PARTO: PROPOSTA DE PROTOCOLO E AVALIAÇÃO DA DOR
iraneide.alegria
Ginecologia
Gabriela Zanim
SAÚDE DA MULHER
Melissa Rosiane
CÂNCER CÉRVICO UTERINO
Carla Ornelas
ACA - ROSA MENDONÇA - AULA 1
Rosa Mendonça
Puerpério
Lara Lidia
Art.1 - FISIOTERAPIA NO PRÉ-PARTO
fisio_denise
Saúde da mulher
Kamilla Barroso