Sistema Terra-Lua

João Ramalho
Flashcards by João Ramalho, updated more than 1 year ago
João Ramalho
Created by João Ramalho over 5 years ago
49
2

Description

10º Ano e 11º Ano Biologia e Geologia Flashcards on Sistema Terra-Lua, created by João Ramalho on 11/16/2015.

Resource summary

Question Answer
SISTEMA TERRA-LUA LUA • É um planeta telúrico de pequenas dimensões e por isso tem baixa força gravítica. • A baixa força gravítica resulta na ausência de atmosfera e de hidrosfera • A lua é o único satélite da Terra.
ATMOSFERA • A reduzida massa e a fraca gravidade são insuficientes para atrair ou reter uma atmosfera. • A ausência de atmosfera e de hidrosfera implica inexistência de agentes erosivos (vento/água). • Esta caraterística da Lua permite-lhe manter as mesmas características desde a sua origem (ou desde que se tornou num satélite geologicamente inativo.
TEMPERATURA • As temperaturas à superfície possuem uma grande amplitude térmica (130ºC dia e -200ºC noite) • A enorme amplitude térmica verificada é responsável pelos fenómenos de fratura e desagregação (termoclastia) que os materiais à superfície estão sujeitos.
INTERAÇÃO TERRA-LUA • É responsável pelo efeito das marés. Estas por sua vez conduzem a um afastamento da Lua relativamente à Terra cerca de 3,8 cm/ano. • A força da gravidade da Lua sobre a Terra leva a uma diminuição da velocidade da rotação da Terra (dia aumenta 0,0018 segundos por século). • A rotação da Lua está sincronizada com a sua translação.
INTERAÇÃO TERRA-LUA • A ligação gravitacional entre a Lua e a Terra é tão forte, que estes dois planetas são considerados, por alguns cientistas, como um planeta duplo. • Esta ligação faz com que o centro de gravidade da Lua esteja 2 km afastado do seu centro geométrico, no sentido da Terra.
ORIGEM DA LUA Teoria do impacto (teoria atualmente mais aceite) • Colisão entre a Terra e um planeta tipo Marte. • As massas são ejetadas e afastam-se – Fragmentação. • Parte dessa massa acreciona-se originando a Lua e outra parte volta à Terra.
ORIGEM DA LUA Teoria do impacto (teoria atualmente mais aceite) Continuação • Da colisão, resultou a expulsão de pedaços de rocha fundida e a desintegração do planeta. • Estes fragmentos amontoados num mesmo corpo teriam ficado capturados no campo gravitacional da Terra.
CARACTERÍSTICAS DA LUA • É um planeta secundário sem agentes de geodinâmica externa e interna e, por isso, está geologicamente morto. • A superfície lunar apresenta numerosas crateras de impacto, tornando-a muito irregular.
SUPERFÍCIE LUNAR A superfície da Lua é formada por: • “continentes”, de cores claras e acidentados; • “mares”, de cores mais escuras e planas.
MARES LUNARES • Superfície plana • Cor escura • Constituída por basalto • Ocupam cerca de 1/3 da superfície lunar • Refletem 7% da luz solar. • Predominam na face visível ocupando grandes extensões. • A sua formação relaciona-se com impactos meteoríticos. • Apresentam mascons
MASCONS • Regiões rochosas de massa muito densa, localizadas nos mares lunares; • Detetadas por anomalias gravimétricas; • Admite-se que os mascons estejam relacionados com a ascensão de lava basáltica, de elevada densidade, proveniente do manto lunar, que preencheu depressões originadas pelos impactos de corpos celestes.
CONTINENTES LUNARES • São escarpados. • Rochas claras - anortositos – essencialmente formados por feldspatos. • Ocupam cerca de 2/3 da superfície lunar. • Refletem 18% da luz solar. • Predominam na face oculta. • Apresentam maior número de cratera de impacto.
ROCHAS LUNARES BASALTO (Mares lunares)
ROCHAS LUNARES ANORTOSITO (Continentes lunares)
CRATERAS DE IMPACTO • São depressões que apresentam forma circular e diâmetro variável; • O rebordo das crateras é sobrelevado e no centro surgem formações cónicas resultantes das ondas de descompressão que se originam após os impactos. • Nem todas as crateras foram ocupadas por magmas, apresentando-se muitas delas preenchidas por um material que foi fundido e fragmentado.
REGÓLITO LUNAR • Materiais pulverulentos, resultantes do arrefecimento de rocha fundida após o impacto meteorítico, soltos e de cor acinzentada, juntamente com esférulas vitrificadas.
Bom estudo
Show full summary Hide full summary

Similar

Biosfera
joana_pinto_202
INCOMPLETO - Biologia e Geologia - Geologia 11º ano, parte IV - Ensino Secundário Português
Heres Oliveira
As moléculas orgânicas e inorgânicas
Heres Oliveira
Biologia e Geologia - Geologia 10º ano, parte I - Ensino Secundário Português
Heres Oliveira
Biologia e Geologia - Geologia 10º ano, parte I - Ensino Secundário Português
Gonçalo Ribeiro Vieira
Evolução biológica
joana_pinto_202
Evolução biológica
Mariana Macedo
Geologia 10ºANO
catarinacusca
G11-As Rochas
Carolina Silva
Biologia e Geologia - Geologia 10º ano, parte I - Ensino Secundário Português
Ana Nunes
Biologia e Geologia - Geologia 10º ano, parte I - Ensino Secundário Português
edianeth chiena