Cimento

Description

Mapa mental sobre o aglomerante cimento
Júlia Baia
Mind Map by Júlia Baia, updated more than 1 year ago
Júlia Baia
Created by Júlia Baia about 2 years ago
34
0

Resource summary

Cimento
  1. Definição
    1. O cimento é um dos materiais mais utilizadas na construção civil. Ele é um aglomerante obtido a partir do cozimento de calcários naturais ou artificiais. Esse material, também, pode ser definido como um aglomerante ativo e hidráulico, pois com adição de água inicia-se uma reação química transformando o cimento numa massa que cristaliza, endurece e fornece alta resistência mecânica à compressão com o tempo.
      1. O principalmente componente do cimento é o clínquer, uma mistura de calcário, argila e minério de ferro. Esta mistura, passa primeiro por um forno rotativo com temperaturas em torno de 1.450°C. Em seguida, a mistura é resfriada de forma abrupta e moída para formar o clínquer. Os outros compostos que fazem parte do cimento são o gesso, escória de alto forno, pozalana, fíler, entre outros. Cada composto adiciona uma característica ao cimento, como: retardo da pega, resistência a sulfatos, impermeabilidade, maior resistência, e assim por diante.
    2. Histórico
      1. A palavra ‘cimento’ é originada do latim ‘caementu’, que designava espécie de pedra natural de rochedos e não esquadrejada. No Egito Antigo, um tipo de cimento fabricado através de uma mistura de gesso calcinado foi utilizado para erguer as imponentes Pirâmides, ligas com características semelhantes também foram empregadas no Panteão e no Coliseu, na Roma Antiga.
        1. Em 1756, o britânico John Smeaton deu um grande passo para o desenvolvimento do cimento, ao obter um produto de alta resistência por meio de calcinação de calcários moles e argilosos.
          1. Em 1818, o francês Louis Vicat obteve resultados semelhantes aos de Smeaton, através de mistura entre componentes argilosos e calcários, sendo considerado o inventor do cimento artificial.
            1. Em 1824, o inglês Joseph Aspdin obteve uma mistura de pó fino, ao queimar argila e pedras calcárias conjuntamente que, após secar, tornava-se tão sólida quanto às pedras e que, de quebra, não se dissolvia em água, patenteando-a no mesmo ano com o nome de cimento Portland – fazendo referência à cor e propriedades de durabilidade e solidez semelhantes às rochas da ilha britânica de Portland.
              1. A partir do final do século XIX, algumas tentativas de produção de cimento, de forma incipiente, começaram a ocorrer no Brasil, contudo, a maioria não tendo continuidade pela falta de condições em competir com as produções dos grandes centros estrangeiros, dificuldades que vão sendo atenuadas ao longo da década e, atualmente, é capaz de atender o mercado interno sem a necessidade de importações.
              2. Ensaios
                1. Finura: Ela influencia na relação do cimento com a água quanto mais fino o cimento mais rápido ele reage e maior será a resistência à compressão é determinada por meio de uma peneira com abertura de malha de 0,075 mm (peneira de n° 200). Utiliza-se uma amostra de cimento de 20 gramas, coloca-se esta sobre a peneira n° 200 e se inicia peneiramento mecanizado por um período de 3 minutos. O índice de finura é definido através de uma equação resultante desse processo.
                  1. Resistência a compressão: De acordo com a sua composição e finura são feitas as curvas de resistências x idades distintas que determinam seu emprego em determinados serviços. A resistência determinada pela ruptura de corpos de prova cilíndricos (50 mmx 100mm)com traços normalizados.
                    1. Tempo de pega: Determinará o tempo para aplicação da pasta argamassa e concreto com a plasticidade trabalho trabalhabilidade adequadas. Para poder caracterizar este enrijecimento progressivo da pasta com o tempo é necessário utilizar uma sonda que atue com uma pressão bem mais intensa sobre a pasta. Isto se consegue substituindo a sonda de Tetmajer por uma outra com uma área transversal muito menor: a agulha de Vicat. Esta agulha tem uma seção de 1mm2 e, como a massa da haste continua sendo a mesma, a pressão exercida, neste caso, sobre a pasta aumenta para 30 kgf/cm2.
                      1. Outros ensaios são a da pasta de consistência normal, pega e endurecimento, expansibilidade, calor de hidratação, perda ao fogo e resíduo solúvel e massa específica.
                2. Tipos de Cimento
                  1. 1. CIMENTO PORTLAND COMUM – CP I é o cimento mais simples, não há adições além do gesso que é utilizado para regularizar a pega, retardando-a.
                    1. 2. Cimento Portland Comum - CP I S: cimento comum com até 5% de adições, além do gesso.
                      1. • Adequado para construções de uso geral
                        1. • Não há exposição a sulfatos do solo ou águas subterrâneas
                          1. • Não há necessidade de desforma rápida
                            1. 3. Cimento Portland composto - CPII: composição intermediária entre o cimento Portland comum e o cimento Portland com adição de escória, fíler ou pozolana. Correspondem a 70% da produção industrial brasileira.
                              1. 4. Cimento Portland composto - CP II - Z
                                1. 5. Cimento Portland composto - CP II - E
                                  1. 6. Cimento Portland Composto – CP II - F
                                    1. 7. Cimento Portland de alto-forno - CP III
                                      1. 8. Cimento Portland Pozolânico – CP IV
                                        1. • Adição pozolana ao clínquer
                                          1. • Estabilidade no uso com agregados reativos e em ambientes de ataque ácido, em especial de ataque por sulfatos
                                            1. • Baixo calor de hidratação
                                              1. 9. Cimento Portland de alta resistência-CPV-ARI
                                                1. • Cimento tem propriedade de atingir altas resistências já nos primeiros dias após a aplicação, por conta de uma dosagem específica de calcário e argila na produção do clínquer.
                                                  1. • Moagem mais fina para que o cimento, ao reagir com água, adquira elevadas resistência com maior velocidade
                                                    1. • Atinge resistência maior que os outros cimentos depois de 28 dias.
                                                    2. • Pouco poroso
                                                      1. • Grandes volumes de concreto, água corrente
                                                      2. • Adição de escória granulada de alto-forno
                                                        1. • Alta resistência à expansão
                                                          1. • Menos poroso e mais durável
                                                            1. • Apresentam propriedades hidráulicas latentes
                                                              1. • Baixo calor de hidratação
                                                                1. • Usado em esgotos, barragens, pontes
                                                                  1. • Maior impermeabilidade e durabilidade
                                                                  2. • Cimento com adição de fíler
                                                                    1. • Obras simples, mas que exigem certa resistência
                                                                      1. • Argamassa, concreto simples etc.
                                                                        1. • Para aplicações em geral
                                                                        2. • Baixo calor de hidratação com aumento de resistência
                                                                          1. • Estruturas com desprendimento de calor moderadamente lento
                                                                            1. • Ataque por sulfatos
                                                                              1. • Com adição de escória
                                                                                1. • Composição intermediaria
                                                                                2. • Possibilita maior impermeabilidade e durabilidade com a adição de pozolana
                                                                                  1. • Composição intermediária
                                                                                    1. • Empregado em obras civis em geral, subterrâneas, marítimas e industriais.
                                                                                      1. • Com a adição de pozolana
                                                                                  2. • Alto custo e menos resistência
                                                                                    1. • Está quase ausente do mercado
                                                                                      1. • Possibilita mais tempo na aplicação
                                                                                      2. Especiais
                                                                                        1. 1. Cimento de Portland Resistente a sulfatos - CP XX RS • Resistem aos meios agressivos como esgotos, água do mar
                                                                                          1. 2. Cimento Portland de baixo calor de hidratação - CPXXBC • Taxas lentas de evolução de calor • Em concretagens de estruturas que consumem grandes volumes de concreto continuamente, o calor produzido pela hidratação do cimento pode causar o aparecimento de fissuras de origem térmica
                                                                                            1. 3. Cimento Portland branco- CPB XX • Obtido por meio de matérias primas com baixos teor de óxidos de ferro e manganês • Rejuntamento de pisos e azulejos • Fabricação de ladrilhos hidráulicos
                                                                                              1. 4. Cimento para poços petrolíferos • Constituído de clínquer e gesso para retardar o tempo de pega e, em sua fabricação, são tomadas precauções para garantir a plasticidades • Ambientes de elevadas pressões e temperaturas
                                                                                      3. Aplicações
                                                                                        1. O cimento é um dos materiais mais usados na sociedade atual presente na argamassa e nas variações do concreto , algumas das suas aplicações são: nas edificações, em peças pré-moldadas, barragens, estradas, pontes entre outras construções de grande porte que necessitam de resistência e praticidade.
                                                                                          1. A sua aplicação vai depender do seu tipo, para uso mais gerais e usuais se utiliza do CP I e o CP II, para áreas onde necessita de maior resistência e impecabilidade o indicado são o CP III e o CP IV, e por fim o CP V que é utilizado na realização de pré-moldados por oferecer a mais alta resistência.
                                                                                        2. Referências
                                                                                          1. Cimento.org O MUNDO DO CIMENTO. Tipos de Cimento. Disponível em: https://cimento.org/tipos-de-cimento-2/. Acesso em: 01 nov. 2020.
                                                                                            1. CIMENTECSP. Cimento Branco. Disponível em: http://www.cimentecsp.com.br/cimento-branco.php. Acesso em: 01 nov. 2020.
                                                                                              1. Cimento Holcim. Produtos. Disponível em: https://cimentoholcim.com.br/produtos/. Acesso em: 01 nov. 2020
                                                                                                1. AECWEB. Cimento CP V-ARI RS. Disponível em: https://www.aecweb.com.br/prod/e/cimento-cp-v-ari-rs_8478_6250. Acesso em: 01 nov. 2020.
                                                                                                Show full summary Hide full summary

                                                                                                Similar

                                                                                                6 ESTRATEGIAS AUDACIOSAS PARA SER UM PROFISSIONAL REQUISITADO NO MERCADO DA CONSTRUCAO CIVIL DE ARQUITETURA, ENGENHARIA E DESIGNER DE INTERIORES
                                                                                                Nataniel Neto
                                                                                                Arte do Renascimento Séc.XV - XVI
                                                                                                paulaqueiroz
                                                                                                Organização e Arquitetura de Computador
                                                                                                Rodrigo Gomes
                                                                                                ARQUITETURA E URBANISMO
                                                                                                pierooluz
                                                                                                FLUXOGRAMA R.P.A.
                                                                                                Dominiqui Alves
                                                                                                GERENCIAMENTO DE PROJETO E OBRA
                                                                                                Vitor Schmidt
                                                                                                A Arte Românica: arquitetura e pintura
                                                                                                Samara Monteiro
                                                                                                ARQUITETURA GREGA ANTIGA
                                                                                                André Basttos
                                                                                                Aula 1- Comunicação- Arquitetura, Design e Moda
                                                                                                Bárbara Bezerra
                                                                                                Arte Românica
                                                                                                Angélica Reis
                                                                                                PROPRIEDADES TÉRMICAS
                                                                                                Andiara Gomes Grijo