AVALIAÇÃO FÍSICO-FUNCIONAL DO PACIENTE AMPUTADO

Description

Mind Map on AVALIAÇÃO FÍSICO-FUNCIONAL DO PACIENTE AMPUTADO, created by Giulia Hellen M. M. on 03/14/2021.
Giulia Hellen M. M.
Mind Map by Giulia Hellen M. M., updated more than 1 year ago
Giulia Hellen M. M.
Created by Giulia Hellen M. M. over 3 years ago
1
0

Resource summary

AVALIAÇÃO FÍSICO-FUNCIONAL DO PACIENTE AMPUTADO
  1. Anamnese
    1. Queixa Principal; HDA; HDP, Contexto sócio-econômico; Etiologia da Amputação (Vascular, Neuropatia, Traumáticas, Tumorais, Infecciosas, Iatrogênicas); Nível da Amputação.
    2. Exame Físico
      1. Inspeção
        1. Apresentação do paciente (cadeiras de rodas, muletas, andador, saltitando, marcha com prótese, marcha sem prótese.); Integridade da pele e coloração; Graduação da dor; Presença ou não de lesões; Cicatrização.
        2. Palpação
          1. Pulsos arteriais; Temperatura; Sensibilidade; Edema (Sinal de Cacifo); Coxim terminal; Perimetria; Palpação muscular ;Presença de deformidades no coto; Presença de espículas ósseas, neuromas; Descarga de peso; Presença de membro e dor fantasmas.
          2. Avaliação cardiorrespiratória
            1. Amplitude de Movimento (Goniômetro e END FEEL)
              1. Força Muscular (Escala MRC)
                1. Postura e Equilíbrio (Biofotogrametria)
                  1. Questionários: FMA (Medida Funcional para Amputados; PEQ (Prosthesis Evaluation Questionaire); Escala Modificada de Barthel.
                  2. Objetivo
                    1. Conhecer melhor o paciente; Analisar principais disfunções cinéticas; Traçar plano e objetivos de tratamento; Prognóstico e Reabilitação.
                    2. Identificação: Dados pessoais, Data que sofreu a amputação.
                      1. Reabilitação
                        1. Pós-amputação
                          1. Orientar o paciente; Analgesia; Observar a cicatrização; Prevenção de deformidades.
                          2. Pós-protetização
                            1. Orientar quanto aos cuidados do coto e colocação da prótese adequadamente; Treinar a marcha (quando for o caso), equilíbrio e adaptação à prótese; Corrigir postura e alinhamento da prótese; Trabalhar a independência funcional do paciente.
                            2. Pré-protetização
                              1. Acolher o paciente; Desenvolver habilidades e realizar atividades sem a prótese; Conseguir equilíbrio muscular e ortostático, mobilidade p/ melhorar suas AVDs; Modelar e maturar o coto (Enfaixamento); Recuperar a função muscular prévia.
                            Show full summary Hide full summary

                            Similar

                            Project Management Integration
                            craigmag
                            Key Paintings
                            Julia Lee
                            Tsarist Russia 1861 - 1918
                            emilyyoung212
                            Chemistry Equations / Maths
                            Georgia B
                            CARDIOVASCULAR SYSTEM
                            offintowonderland
                            Animal Farm Chapter Overview
                            10jgorman
                            Nutrition
                            manu_maus
                            AS Psychology Unit 1 - Memory
                            Asterisked
                            Germany 1918-39
                            Cam Burke
                            Macbeth Essay Notes
                            Mel M
                            CELLS REVISION
                            ILHAM HASSAN