CONCURSO DE PESSOAS (04)

Naluta  Oliveira
Mind Map by Naluta Oliveira, updated more than 1 year ago
Naluta  Oliveira
Created by Naluta Oliveira about 2 years ago
1
1

Description

Direito Penal Mind Map on CONCURSO DE PESSOAS (04), created by Naluta Oliveira on 06/21/2019.

Resource summary

CONCURSO DE PESSOAS (04)
  1. colaboração de dois ou mais agentes para a prática de infração penal
    1. cada um responde na medida de sua culpabilidade
      1. se a participação for de menor importância
        1. a pena pode ser diminuída de 1/6 a 1/3
        2. se a intenção do concorrente era participar de crime menos grave
          1. aplica-se a pena do crime pretendido
            1. aumentada até metade, na hipótese de o resultado mais grave ser previsível
          2. comunicam-se as circunstâncias e as condições de caráter pessoal, salvo quando elementares do crime
            1. ajuste, a determinação ou instigação e o auxílio não são puníveis, em regra, se o crime não chega a ser tentado
              1. teorias
                1. pluralista
                  1. cada pessoa responderia por um crime próprio
                  2. dualista
                    1. há um crime para os autores e outro para os partícipes
                    2. monista
                      1. todos respondem pelo mesmo crime
                        1. mas respondem na medida de sua culpabilidade
                          1. monista temperada ou mitigada
                            1. adotada pelo CP
                      2. eventual
                        1. o tipo penal não exige o concurso, mas pode ocorrer eventualmente
                        2. necessário
                          1. o tipo penal exige a prática por mais de uma pessoa
                            1. de condutas paralelas/unilateral
                              1. os agentes praticam conduta visando um resultado comum
                              2. de condutas convergentes/bilateral ou de encontro
                                1. os agentes praticam condutas que, juntas, produzem o resultado
                                2. condutas contrapostas
                                  1. os agentes praticam crimes um contra o outro
                                3. requisitos
                                  1. pluralidade de agentes
                                    1. a doutrina majoritária entende que os agentes devem ser culpáveis
                                      1. autoria mediata
                                        1. quando alguém usa outra pessoa, inimputável, sem discernimento, como instrumento para a prática de crime
                                          1. por erro do executor
                                            1. erro de tipo ou erro de proibição
                                              1. induzimento
                                            2. por coação do executor
                                              1. se for moral, o agente não é culpável
                                              2. inimputabilidade do agente
                                                1. o autor mediato usa um inimputável sem discernimento como instrumento
                                                2. afasta o concurso
                                                  1. é cabível nos crimes próprios se o autor mediato renuir as condições exigidas pelo tipo
                                                    1. servidor público que coage moralmente outra pessoa a furtar objetos da repartição
                                                      1. não há concurso entre coator e coagido!
                                                      2. se não reunir, pode ser a figura da autoria por determinação
                                                        1. não pode ser considerado autor por não ter as condições exigidas peço tipo
                                                          1. não é considerado partícipe, pois pressupõe um autor, e o autor imediato não é
                                                            1. não sendo autor nem partícipe, exerce sobre a conduta domínio EQUIPARADO à figura da autoria
                                                          2. nos crimes de mão própria não se admite a autoria mediata
                                                          3. concurso impróprio ou aparente
                                                            1. quando um dos agentes que cometeu o crime, por vontade livre, é inimputável
                                                          4. relevância causa da colaboração
                                                            1. deve ser relevante para contribuir com o resultado
                                                              1. deve ser prévia ou concomitante à execução
                                                                1. é concurso se posterior, mas combinada previamente
                                                                  1. desde que tenha ciência do intuito crimoso
                                                              2. vínculo subjetivo ou liame subj
                                                                1. a comunhão de vontades ou adesão de condutas combinada
                                                                  1. coautoria
                                                                  2. a colaboração causal, sem combinação, não caracteriza o concurso
                                                                    1. princípio da convergência
                                                                    2. colaboração sem o vínculo subjetito
                                                                      1. autoria colateral
                                                                    3. identidade de infração penal
                                                                      1. as condutas devem constituir algo juridicamente unitário
                                                                      2. existência de fato punível
                                                                        1. princípio da exterioridade
                                                                          1. o ato praticado deve pelo menos consistir em uma tentativa criminosa
                                                                            1. exige início dos atos executórios
                                                                              1. salvo quando os atos preparatórios são criminalizados
                                                                        Show full summary Hide full summary

                                                                        Similar

                                                                        Revisão de Direito Penal
                                                                        Alice Sousa
                                                                        Revisão de Direito Penal
                                                                        GoConqr suporte .
                                                                        Direito Penal
                                                                        ERICA FREIRE
                                                                        TIPOS - AÇÃO PENAL
                                                                        GoConqr suporte .
                                                                        Direito Penal - Concurso de Pessoas
                                                                        Rainã Ruela
                                                                        FUNÇÕES DA CRIMINOLOGIA.
                                                                        fcmc2
                                                                        Revisão de Direito Penal
                                                                        Samuel Alves
                                                                        Revisão de Direito Penal
                                                                        LUCAS CARVALHO
                                                                        Revisão de Direito Penal
                                                                        LUCAS CARVALHO
                                                                        Direito Penal - Escrevente TJ-SP
                                                                        Luiz Gustavo Muzzi Rodrigues