PLATELMINTOS

andrielivipaan
Mind Map by , created about 6 years ago

Mind Map on PLATELMINTOS, created by andrielivipaan on 09/25/2013.

320
9
0
Tags No tags specified
andrielivipaan
Created by andrielivipaan about 6 years ago
Filo Cnidaria
Isabelle Christine Yai
Invertebrados
Laura Barbosa
Cnidário
Thiago Vale
A-level Maths: Key Differention Formulae
Andrea Leyden
Power and Conflict Poetry
Charlotte Woodward
REINO ANIMALIA (INVERTEBRADOS)
Matheus de Paula Castro
Simulado sobre o Reino Animal
Daniel Pereira
Artrópodes
Thiago Vale
Filo Porifera
Isabelle Christine Yai
Platelmintos
Thiago Vale
PLATELMINTOS
1 CARACTERÍSTICAS GERAIS:
1.1 São animais invertebrados que possuem simetria bilateral, presença de três folhetos embrionários e ausência de cavidade celomática (acelomados). Podem ser terrestres, habitando locais úmidos, ou aquáticos, de água doce e também salgada, existindo espécies parasitas.
2 CORPO:
2.1 Os platelmintos são animais que apresentam o corpo achatado e sua espessura, quase desprezível, proporciona uma grande superfície em relação ao volume, o que lhes traz vantagens. A forma achatada desses animais relaciona-se diretamente com a ausência dos sistemas: digestivo e excretor, digestivo e secretor,respiratório e circulatório, secretor e nervoso e excretor e circulatório.
3 FISIOLOGIA:
3.1 DIGESTÃO: Os sistema digestório dos platelmintos é incompleto, ou seja, a boca é a única abertura para o exterior, não possuindo ânus. A digestão pode ser intra ou extracelular. O intestino é bastante ramificado, o que facilita a distribuição do alimento digerido. O que não é utilizado na digestão é eliminado pela boca.
3.2 RESPIRAÇÃO: Não possuem sistema respiratório, e as trocas gasosas são feitas pela epiderme, por difusão. Este tipo de respiração recebe o nome de tegumentar ou cutânea e ocorre nas espécies de vida livre, pois as parasitas fazem respiração anaeróbia.
3.3 EXCREÇÃO: São os primeiros animais a apresentar sistema excretor. O protonefrídio, que é formado por vários túbulos excretores com células-flama. As células-flama são fundamentais neste sistema excretor. Apresentam vários flagelos que promovem a movimentação dos fluidos, fazendo com que eles sejam muito bem filtrados. Os resíduos caem em um sistema de ductos ou túbulos, que se abrem para o exterior através de estruturas chamadas nefridióporos, que são poros excretores. Estes poros situam-se na superfície dorsal do corpo, lateralmente.
3.4 SISTEMA NERVOSO: São os primeiros animais com um sistema nervoso central. Apresentam um processo chamado cefalização, ou seja, uma cabeça com estruturas nervosas e sensoriais. O sistema nervoso dos platelmintos é chamado ganglionar, formado por dois gânglios nervosos, que estão ligados a dois cordões nervosos ventrais e longitudinais, que são ligados por comissuras transversais e que percorrem toda a região ventral, até a parte posterior do verme.
4 REPRODUÇÃO:
4.1 Geralmente são hermafroditas (podendo ou não fazer a autofecundação) sendo que alguns se reproduzem por partenogênese. Nos tuberlários e trematódeos monogenéticos, o desenvolvimento é direto. Já nos digenéticos e cestóides é indireto. Os platelmintes de menor porte podem se dividir por fissão(também chamada de bipartição). As planárias sofrem fissão longitudinal, e cada metade se regenera e forma uma nova planária. Trata-se de uma forma de reprodução assexuada. Os platelmintes também podem realizar reprodução sexuada. Novamente como exemplo as planárias, elas se unem e trocam semens masculinos podendo assim fecundar.
5 CLASSES:
5.1 TUBELÁRIOS: São animais de vida livre, possuem cílios para locomoção e um aspecto foliáceo. Um exemplo de representante desta classe é a planária. São hermafroditas e fazem fecundação cruzada, a autofecundação é rara. Os dois indivíduos que estão acasalando ficam unidos pelos poros genitais. Evidenciando um desenvolvimento direto. As mesmas possuem grande poder de regeneração.
5.2 CESTÓDEOS: São endoparasitas de corpo alongado, representados pelas tênias. Não possuem cílios, o corpo é metamerizado e não possuem tubo digestivo, alimentando-se por difusão dos nutrientes pré-digeridos pelo hospedeiro. As tênias são solitárias e podem atingir até oiro metros de comprimento e são hermafroditas. Imagens: Teníase (ciclo) e Cisticercose (ciclo).
5.3 TREMATÓDEOS: São endo ou ectoparasitas. Possuem ventosas para fixação, uma na região oral, outra ventral. Possuem cutícula protetora na epiderme e não possuem cílios. São hermafroditas, mas o S. mansoni é dióico. A fêmea vive numa cavidade do macho chamada canal ginecóforo. Fazem fecundação cruzada e interna. Como representante hermafrodita temos a Fasciola hepatica, que parasita o fígado de carneiros e eventualmente o ser humano. Imagem de Esquistossomo (ciclo), um representante desta classe.
6 Nomes: Andriele Reser e Luiza Severo. Turma: 304.