GINÁSTICA

Leonardo Posser
Mind Map by Leonardo Posser , updated more than 1 year ago
Leonardo Posser
Created by Leonardo Posser about 5 years ago
24
1

Description

Trabalho Ginastica

Resource summary

GINÁSTICA
1 Faz parte da fundamentação da Educação Física. Durante a formação acadêmica, ela é de suma importância para a atuação do educador físico.
1.1 GINÁSTICA
1.1.1 FORMAÇÃO DO EDUCADOR FÍSICO
1.1.1.1 Na Antiguidade nota-se a existência do ‘educador de Ginástica’ ou ‘educador físico’. Não era apenas pelo exemplo e pela prática que se ensinavam as Ginásticas nesse período, aqueles que ensinavam Ginásticas deveriam ter uma abrangente sabedoria filosófica sobre corpo e mente. A formação do educador contemporâneo era tão ampliada quanto à dos paidotribés gregos. Para elucidar a questão do educador ginástico contemporâneo, adota as obras dos franceses Amoros e Demeny – biólogo que realizou estudos sobre a formação do Educador Físico.
1.1.1.1.1 Amoros, acreditava que para se ensinar Ginásticas, era de grande importância ter “formação no campo da Filosofia” e refletir sobre a “educação dos sentidos” realizando um “refinamento do espírito”, em que os “saberes sensíveis” seriam o alicerce da formação. A partir destes, é que se poderia
1.1.1.1.2 Demeny, destaca que, “quem ensinava Ginástica deveria reunir os conhecimentos do sábio, bem como aqueles do prático para, então, adaptá-los ao conhecimento do homem”. Demeny denominava o educador
1.1.1.1.3 Deste modo, é possível observar que as Ginásticas passam de uma atividade meramente prática, para uma atividade que requer formação técnica, teórica e intelectual em que, aquele que as ministrava deveria ter o mínimo de conhecimento para ensiná-las. No Brasil a maneira como se dá o desenvolvimento da formação de profissionais capacitados para o trabalho com as Ginásticas não é muito diferente do que acontece no restante do mundo.
1.1.2 A inclusão das Ginásticas nas Escolas
1.1.2.1 Adolph Spiess – nome importante da Ginástica alemã – preocupa-se com a Ginástica nas escolas. Spiess propõe que um período do dia seja dedicado ao exercício físico, porém, sua sistematização de Ginásticas é mecânica e funcional, e mesmo assim é implantada nas escolas alemãs por volta de 1820. Foi a Dinamarca, em 1801, o primeiro país a incluir as Ginásticas nas escolas, influenciada pelas idéias de Franz Netchegal, que em 1928, consegue que o ensino das Ginásticas na escola seja obrigatório. Após a derrota na guerra franco-prussiana de 1870-71, as autoridades atribuíram à degeneração física e moral a culpa pela derrota nacional. Com isso, o Método idealizado por Amoros é implantado em todas as escolas da França, sendo sua prática obrigatória para os escolares de ambos os sexos. Seguindo a mesma orientação de diversos países, os quais passam a ter a prática de Ginásticas como atividade obrigatória em seus currículos escolares.
1.1.2.1.1 Em meados do século XVIII, as Ginásticas foram inseridas no Brasil, visando a preparação física dos soldados da Corte e, o primeiro sistema de Ginásticas a ser implantado no país oficialmente foi o alemão, na primeira metade do século XIX. O Método Alemão, por volta de 1860, é consagrado como o método oficial do exército brasileiro e, em 1870 o Ministro do Império determina a tradução e publicação do Novo Guia para o ensino de Ginástica nas Escolas Públicas da Prússia. Porém a consolidação das Ginásticas na escola se dá a partir de Rui Barbosa, com a reforma de 1882, quando institui o Método Sueco na educação. Com a reforma, houve recomendação para que a Ginástica fosse obrigatória, para ambos os sexos, e que fosse oferecida para as Escolas Normais.Em 1920 passa a ganhar espaço na escola o Método Francês, que a partir de 1930. O Método Francês passa a ser obrigatório nas escolas brasileiras até por volta de 1960.
1.1.2.1.1.1 Dessa maneira, a partir de um amplo desenvolvimento tecnológico e de mudanças epistemológicas no campo Educação Física, as Ginásticas passam a ser uma sub-área da Educação Física, sendo divididas em campos distintos de atuação
2 HISTORIA
2.1 Ao analisar as Ginásticas no tempo, notou-se que seu passado foi se modificando de acordo com as necessidades de cada momento histórico, e de cada nação. Segundo Fiorin, a Ginástica, sendo entendida como sinônimo de atividades físicas em geral vai ganhando roupagens diferentes de acordo com as épocas, culturas e interesses distintos. As Ginásticas, surgem na Antigüidade, em que estudiosos gregos criaram o termo Gymnus: nu (tratando-se da prática de atividades com o corpo desnudo).
2.1.1 Período – Greco-Romano
2.1.1.1 Em Atenas tinha-se o ideal do culto ao corpo, sendo a prática de exercícios físicos altamente valorizada como educação corporal.
2.1.1.2 Espartanos e romanos praticavam exercícios físicos para a preparação de soldados para guerrear. As Ginásticas também serviam de preparo para as atividades esportivas do período – luta de gladiadores e cavaleiros.
2.1.2 No século XVIII, surgem os primeiros Métodos Ginásticos, com princípios da cultura da Grécia antiga, que enaltecia a saúde, a força e a beleza. Estes Métodos se difundiu por toda a Europa, dotada de um sentimento nacionalista como forma de causar melhorias físicas aos jovens que enfrentariam as guerras da época, bem como melhorias étnico-raciais à nação Física pelo mundo. Durante todo o séc. XIX e início do séc. XX, a ginástica (que compreendia exercícios militares, jogos, dança, esgrima, equitação e canto) era o conteúdo de ensino da Educação Física escolar.É inegável, portanto, a contribuição das Ginásticas para o desenvolvimento histórico da Educação Física escolar. Assim, pensar nas Ginásticas leva à necessidade de refletir a respeito de quem as ministrava e de que maneira acontecia a formação destas pessoas.
2.1.2.1 Campos de Atuação da Ginástica
2.1.2.1.1 Ginásticas de Condicionamento Físico – fazem parte todas as Ginásticas que procuram adquirir ou manter a condição física do indivíduo. Ginástica Localizada, Musculação, Step, Ritmos, etc.
2.1.2.1.1.1 Ginásticas de Competição – são todas aquelas que possuem códigos e regras, onde o objetivo a ser alcançado é a vitória.
2.1.2.1.1.2 Ginásticas Fisioterápicas – utilizam o exercício físico para prevenção e tratamento de doenças, e também auxilia na recuperação de lesões. São as mais utilizadas: a RPG (Reeducação Postural Global), que se baliza na postura correta do corpo como forma de exercício.
2.1.2.1.1.2.1 Ginásticas de Conscientização Corporal – reúnem as novas propostas de abordagem do corpo, também conhecidas como Técnicas Alternativas ou Ginásticas Suaves. Estes tipos de Ginásticas, pelo menos grande parte, tiveram sua origem na busca da solução de problemas físicos posturais.
2.1.2.1.1.2.1.1 Ginásticas de Demonstração – a principal característica deste tipo de Ginástica é o fato de não ser competitiva, se preocupando mais com a interação social entre os indivíduos.
Show full summary Hide full summary

Similar

Elementos constitutivos da ginastica
Deyglis Barbosa
Ginástica artística - Terceiro Semestre
Light Instaant!!
trabalho de ginástica 1
Wagner Raquel
plano de estudo
Tania Maria Santos
SAÚDE
albloro
trabalho de ginástica 1
Angela MOLINARI
All the Countries of the World and their Capital Cities
PatrickNoonan
AS Media Studies Terminology
Mourad
Checking out me History by John Agard
Eleanor Simmonds
1PR101 1.test - Doplňující otázky
Nikola Truong