O BARROCO

siulatip
Mind Map by siulatip, updated 12 months ago
siulatip
Created by siulatip over 4 years ago
415
23

Description

A arte e a mentalidade barrocas

Resource summary

O BARROCO
1 NA ARTE
1.1 Pintura
1.1.1 Utilização de cores intensas , vibrantes e contrastantes
1.1.2 Jogos de luz/sombra e claro/escuro
1.1.3 Ilusão de movimento
1.1.4 Composições assimétricas
1.1.5 Principais pintores
1.1.5.1 Rembrandt
1.1.5.2 Caravaggio
1.1.5.3 Velásquez
1.1.5.4 Rubens
1.1.5.5 Vermeer
1.1.6 Naturezas mortas
1.1.7 Intensidade psicológica
1.1.8 Dramatismo
1.2 Escultura
1.2.1 Dramatismo
1.2.2 Ilusão de movimento
1.2.3 Composições assimétricas
1.2.4 Exuberância
1.2.5 Principal escultor
1.2.5.1 Bernini
1.2.6 Sensualidade das formas
1.2.7 Torsão dos gestos
1.2.8 Vestes ondulantes
1.3 Arquitetura
1.3.1 Fachadas e interiores com linhas curvas e contracurvas
1.3.2 Irregularidade das formas
1.3.3 Assimetria nos volumes dos edifícios
1.3.4 Ornamentação opulenta e exuberante no interior dos edifícios
1.3.4.1 Talha dourada
1.3.4.2 Baixos-relevos
1.3.4.3 Azulejos
1.3.4.4 Mármores
1.3.4.5 Pinturas nos tetos e nas paredes
1.3.5 Igrejas e conventos
1.3.5.1 Refletiam a grandeza e o poder da Igreja Católica
1.3.5.2 Atraiam os fiéis ao culto católico e aumentavam a sua devoção (de acordo com as disposições do Concílio de Trento)
1.3.6 Palácios
1.3.6.1 Transmitiam uma imagem de riqueza e magnificência dos seus proprietários
1.3.6.2 Afirmavam o poder, a grandeza e autoridade dos monarcas absolutos
1.3.7 Complexos planos circulares ou em elipse (Igrejas)
1.3.8 Principais arquitetos
1.3.8.1 Bernini
1.3.8.2 Borromini
1.3.9 Teatralidade e grandiosidade das construções
1.3.10 Decoração abundante/ ausência de espaços vazios
2 NA MÚSICA
2.1 Exuberância
2.2 Ritmos enérgicos
2.3 Melodias muito ornamentadas
2.4 Contrastes
2.4.1 Timbres instrumentais
2.4.2 Sonoridades fortes e suaves
2.5 Imitação de sons da natureza
2.6 Géneros musicais
2.6.1 Música Instrumental
2.6.1.1 Suite
2.6.1.2 Concerto
2.6.1.3 Sonata
2.6.2 Música vocal
2.6.2.1 Ópera
2.6.2.2 Missa
2.7 Instrumentos mais utilizados
2.7.1 Cravo
2.7.2 Orgão
2.8 Principais compositores
2.8.1 Monteverdi
2.8.2 Bach
2.8.3 Vivaldi
2.8.4 Handel
2.8.5 Carlos Seixas
3 COMO INSTRUMENTO DO ABSOLUTISMO
3.1 Palácios usados para a encenação do poder
3.1.1 Para transmitir uma imagem de grandeza e esplendor da Corte Régia
3.1.2 Para despertar a admiração dos monarcas estrangeiros
3.1.3 Para demonstrar a riqueza e o poder do Rei Absoluto
3.2 Recurso a cerimoniais aparatosos e festas sumptuosas
3.2.1 Para fazer brilhar (como um "Sol") a figura do Rei Absoluto
3.2.2 Para suscitar a veneração dos súbditos em relação ao monarca
3.2.3 Para transmitir uma imagem de poder e magnificência reais
4 COMO INSTRUMENTO DA CONTRARREFORMA
4.1 "A Igreja deve introduzir cerimónias, luzes , ornamentos para despertar o espírito dos fiéis (...)" Decreto do Concílio de Trento, 1545-63
4.2 Para transmitir uma imagem de poder, opulência e prestígio da Igreja Católica
4.3 Para combater o Protestantismo
4.4 Para atrair fiéis ao culto, exaltar a sua fé e acentuar o seu misticismo
Show full summary Hide full summary

Similar

História da Arte
GoConqr suporte .
História da Arte - Barroco
Bruno Torrezan
Barroco
Lucas de Sales
RENASCIMENTO
Janaina Torres
Escolas Literárias
Lucas Souza
Identifique as Pinturas do Renascimento
Gustavo Bueno
ARTE BARROCA
suzana paula souza
LITERATURA BRASILEIRA
Flavia Martini S
História da Arte
Fabiana Bakun
Era Moderna
Ykaro Hariel
Arte - Brasil Colônia
Andressa Campos