Aptidão Fisica

Aline Gerth
Mind Map by Aline Gerth, updated more than 1 year ago
Aline Gerth
Created by Aline Gerth over 4 years ago
68
0

Description

resumo dos teste de aptidão fisica
Tags

Resource summary

Aptidão Fisica
1 Saúde
1.1 Resistência Cardiorespiratoria
1.1.1 VO2 Máx
1.1.1.1 Bicicleta Ergométrica BALKE
1.1.1.1.1 Cuidados iniciais
1.1.1.1.1.1 Calibrar a bicicleta Conferir a tensão da correia Ajustar a altura do assento Regular o metrônomo Fazer aquecimento e alongamento Aferir a FC e PA antes e durante a execução
1.1.1.1.1.1.1 Pré-teste
1.1.1.1.1.1.1.1 Proceder a identificação do indivíduo. Submetê-lo a anamnese. Explicar sucintamente todos os procedimentos do exame Anotar a freqüência cardíaca e pressão arterial de repouso. Colocar o monitor de freqüência cardíaca.
1.1.1.1.1.1.2 O teste propriamente dito
1.1.1.1.1.1.2.1 Iniciar no ergômetro com a fase de aquecimento Ficar atento aos sinais e sintomas do indivíduo. Monitorar e anotar a FC a cada minuto ou no final de cada estágio. Monitorar e anotar a PA a cada minuto ou no final de cada estágio. Interromper o exame no esforço máximo, sintoma limitante ou quando se fizer necessário. Não parar de imediato, fazendo sempre de maneira lenta e gradual; aconselha-se reduzir para o 1o. estágio e permanecer por 1 minuto. Depois reduzir novamente 50% dessa carga por mais 1 minuto, parando em seguida.
1.1.1.1.1.1.3 Etapa de recuperação
1.1.1.1.1.1.3.1 Observar o indivíduo por 6 a 12 minutos Coloca-lo deitado ou sentado em posição confortável. Monitorar continuamente a FC e PA durante todo o período. Anotar a FC e PA nos minutos 1,2,3,4,6 e eventualmente mais. Encerrar o exame quando tiver obtido as condições hemodinâmicas basais do indivíduo.
1.1.1.1.2 Iniciando de zero Watts 2 minutos cada estágio NÃO condicionados carga de 25 watts(CONDICIONADOS carga de 50 watts) Encerra quando atingir a FC alvo.
1.1.1.2 Esteira Ellestad
1.1.1.2.1 Ideal para pessoas de idade Inclinação leve e com uma mudança apenas (10 para 15) Velocidade ente 1,7 a 8,0 mph Duração dos estágios entre 2 e 3 minutos VO²max (kg.min)-¹= 4,46 + (3,933 X tempo)
1.1.2 Corrida 12 min (Cooper)
1.1.2.1 O testado deve correr ou caminhar, se não puder correr, em pista demarcada, a maior distância possível em 12 minutos . Os valores da distância são anotados
1.1.3 Banco de Balker
1.1.3.1 A técnica utiliza, inicialmente, banco de 12 cm de altura, para homens, e 8 cm para mulheres e pacientes . Durante o teste, o banco deve ser aumentado 4 cm a cada 2 min., até que se tenha 52 cm de altura. O ritmo deve ser de 30 passadas/min, considerando como carga final a última completada pelo testado. A altura é expressa em cm.
1.1.4 Caminhada
1.2 Aptdão Músculo esquelética
1.2.1 Força Muscular
1.2.2 Resistencia Muscular
1.2.3 Flexibilidade
1.2.3.1 Métodos de avaliação
1.2.3.1.1 Diretos -Goniômetros -Flexômetros
1.2.3.1.1.1 Flexiteste
1.2.3.1.1.1.1 Avaliação passiva máxima de vinte movimentos articulares: tornozelo, quadril, tronco, punho, cotovelo e ombro. Cada movimento medido numa escala comparativa com mapas pré determinados com valores de 0 a 4.
1.2.3.1.2 Indiretos -Sentar e alcançar -Extensão de tronco e pescoço
1.2.3.1.2.1 Banco de Wells
1.2.3.1.2.1.1 Como Faz: o avaliado deverá sentar-se sobre o assoalho ou colchonete com as pernas plenamente estendidas e plantas dos pés contra a caixa usada para a realização do teste. O aluno deverá inclinar-se lentamente e projetar-se para frente até onde for possível, deslizando os dedos ao longo da régua. A distância total alcançada representa o escore final, sendo que serão realizados 3 tentativas de alcance. Precauções: o avaliador colocado perto da fita métrica controla que os joelhos não sejam flexionados; que seja feita uma expiração enquanto é realizada a flexão e que o avaliado consiga sustentar esta posição por pelo menos 2 segundos.
1.3 Composição Corporal
1.3.1 Estatura
1.3.1.1 Variações
1.3.1.1.1 Posição do corpo, Hora do dia, Fase do crescimento
1.3.1.2 Instrumento de medida
1.3.1.2.1 Antropômetro: Toesa, Fita métrica, Atropômetro de parede
1.3.1.3 É a distância em linha reta entre dois planos, planta dos pés e ponto mais alto da cabeça, estando o indivíduo em pé e com a cabeça orientada segundo o plano de Frankfurt.
1.3.2 Altura tronco-encefálica
1.3.2.1 É a distância entre o ponto mais alto da cabeça e um plano que passe pelos ísquios, estando o indivíduo sentado.
1.3.3 Peso
1.3.3.1 É a resultante das forças exercidas pela gravidade sobre a massa corporal.
1.3.3.1.1 Variações
1.3.3.1.1.1 Hora do dia, Crescimento, Prática esportiva
1.3.3.1.2 Balança Digital ou analógica.
1.3.3.2 Tec. Subcutâneo, gordura e Agua(17%),Músculos(50%) Esqueleto, vísceras, SN e pele(33%)
1.3.4 Perimetros
1.3.4.1 soma de todos os lados
1.3.4.2 Técnica
1.3.4.2.1 Determinar o ponto de medida, Utilizar fita flexível não distensível, Colocar a fita de tal modo que não sobre ou que deprima o tecido, Estar o local de medida sem vestimentas, Manter-se em pé e relaxado
1.3.5 Dobras Cutâneas
1.3.5.1 camada dupla de pele e gordura subcutânea
1.3.5.1.1 Triciptal
1.3.5.1.1.1 É medida na face posterior do braço, paralelamente ao eixo longitudinal, no ponto que compreende a metade da distância entre a borda súpero-lateral do acrômio e o olécrano.
1.3.5.1.2 Subescapular
1.3.5.1.2.1 A medida é executada obliquamente em relação ao eixo longitudinal, seguindo a orientação dos arcos costais, sendo localizada a dois centímetros abaixo do ângulo inferior da escápula.
1.3.5.1.3 Axilar
1.3.5.1.3.1 É localizada no ponto de intersecção entre a linha axilar média e uma linha imaginária transversal na altura do apêndice xifóide do esterno. A medida é realizada obliquamente ao eixo longitudinal, com o braço do avaliado deslocado para trás, a fim de facilitar a obtenção da medida.
1.3.5.1.4 Supra-iliaca
1.3.5.1.4.1 É obtida obliquamente em relação ao eixo longitudinal, na metade da distância entre o último arco costal e a crista ilíaca, sobre a linha axilar medial. É necessário que o avaliado afaste o braço para trás para permitir a execução da medida.
1.3.5.1.5 Coxa
1.3.5.1.5.1 É medida paralelamente ao eixo longitudinal, sobre o músculo reto femural a um terço da distância do ligamento inguinal e a borda superior da patela, segundo proposta por Guedes (1985) e na metade desta distância segundo Pollock & Wilmore (1993). Para facilitar o pinçamento desta dobra o avaliado deverá deslocar o membro inferior direito à frente, com uma semi-flexão do joelho, e manter o peso do corpo no membro inferior esquerdo.
1.3.5.1.6 Abdominal
1.3.5.1.6.1 É media aproximadamente a dois centímetros à direita da cicatriz umbilical, paralelamente ao eixo longitudinal.
2 Habilidade
2.1 Agilidade
2.1.1 Shutlle run
2.1.1.1 Avaliação da agilidade neuromotora e da velocidade, 02 tacos de madeira e espaço livre de obstáculos.  A linha de saída e os tacos deverão estar equidistantes 9,14 m,Os tacos estarão numa distância de 30 cm entre eles e 10 cm atrás da linha
2.1.1.1.1 Procedimento
2.1.1.1.1.1 O candidato (a) coloca-se atrás do local da largada, com o pé o mais próximo possível da linha de saída. Ao comando de voz do avaliador, o candidato inicia o teste com o acionamento concomitante do cronômetro, corre à máxima velocidade até os tacos colocados após a linha demarcatória, pega um deles e retorna ao ponto de onde partiu, depositando esse taco atrás da linha de partida.,vai buscar o segundo taco, procedendo da mesma forma. O cronômetro é parado quando o candidato deposita o último taco no solo e ultrapassa com pelo menos um dos pés a linha final. Ao pegar ou deixar o taco, o candidato terá que cumprir uma regra básica do teste, ou seja, transpor pelo menos um dos pés as linhas que limitam o espaço demarcado. O taco não deve ser jogado, mas sim, depositado ao solo, não podendo ficar sobre as linhas demarcatórias
2.2 Potencia
2.2.1 Velocidade
2.2.1.1 50 metros
2.2.1.1.1 Idade: dos 6 aos 17 anos Sexo: ambos Equipamento: dois cronômetros e área superior a 50 metros e sem obstáculos. Dois testando de cada vez, iniciam na posição de pé, os comandos são pronto e vai.(o testador abaixa o braço quando fala vai para que os cronometristas disparem o cronômetro). Resultado é o tempo do percurso em décimos de segundos.
2.2.1.2 50 metros lançados
2.2.1.2.1 Equipamento: 2 cronômetros e espaço maior que 70 metros. Inicia a corrida 20 metros antes e ao passar pela marca inicial dos 50 metros o testador abaixa o braço e os cronometristas disparam o cronômetro que é travado ao passarem pela linha de chegada. É aconselhável que seja feito individualmente.
2.2.1.3 30 metros
2.2.1.3.1 Idade: de 7 anos até idade universitária. Sexo: satisfatório para ambos. Equipamento: área de 45 metros e dois cronômetros. Técnica de execução a mesma dos 50 metros.
2.2.1.4 6 segundos
2.2.1.4.1 Idade: segundo grau a universitária Sexo: ambos Equipamento: cronômetro, apito e espaço com mais de 75 metros. Demarcar cada metro a partir dos 34 metros até 60 metros. Técnica: Aquecimento prévio, inicia na posição em pé, comandos – pronto e vai; dispara o cronômetro que marca os 6 segundos, o segundo testador está na altura dos 45 metros e ao som do apito verifica onde o testando estava e faz a marca da distância percorrida. Resultado: a melhor marca de duas tentativas com intervalo de 5 minutos entre elas.
2.2.1.5 40 segundos (anaeróbio lático)
2.2.1.5.1 Objetivo: determinação indireta da capacidade de resistência anaeróbia lática. População: escolares e atletas. Sexo: ambos Equipamento: demarcação metro a metro a partir dos 150 metros de uma pista de atletismo; presença de 2 avaliadores; velocidade máxima no tempo de 40”
2.2.1.6 Teste de corrida de 400 e 600 metros
2.3 Equilibrio
2.3.1 Equilibrio do Flamingo
2.3.1.1 Material: uma trave de metal (50 cm de comprimento, 3 cm de largura e 4 cm de altura, 2 suportes de 15 cm de comprimento por 2cm de largura
2.3.1.1.1 Execução
2.3.1.1.1.1 O testando deve ficar em equilíbrio, durante o máximo de tempo, sobre a trave, utilizando o pé dominante. Flexiona a perna para traz e a segura com a mão, o outro braço irá auxiliar para manter o equilíbrio. O testador auxilia o testando a assumir a posição correta, sendo o início da marcação do tempo quando larga o braço do testador.
2.3.1.1.1.1.1 Pontuação
2.3.1.1.1.1.1.1 Perder o equilíbrio = soltar a mão da perna flexionada, tocar uma parte do corpo no chão para o cronômetro e volta a colocar na posição de teste. Resultado: número de tentativas necessárias para manter equilíbrio em 1 minuto. Observação: se o testando cair 5 vezes em 30 segundos para-se o teste. O resultado é zero que indica que o testando é incapaz de realizar o teste.
2.4 Coordenação
2.4.1 Teste de Burpee
2.4.1.1 Objetivo: medir a coordenação entre os movimentos de tronco e MMII e SS. Idade dos 10 anos em diante, ambos os sexos, Material: cronômetro
2.4.1.1.1 Direção: Iniciar em pé, agachar, lançar as pernas juntas para traz estando apoiado nos MMSS estendidos, retornar a posição grupada e levantar-se. Avaliação: número de execuções em 10 segundos.
2.5 Tempo de Reação
2.5.1 Teste de Nelson
2.5.1.1 Objetivo: medir o tempo de reação e a velocidade do movimento dos MMSS Aplicável para crianças pré escolares em diante e para ambos os sexos Fidedignidade: 0,75 (universitários)
2.5.1.1.1 Procedimento
2.5.1.1.1.1 Material: mesa, régua, timer Procedimento: pessoa sentada numa cadeira defronte a mesa que será marcada uma distância de 30,5cm. No meio dessa medida uma marca para soltar a régua. Apoio do timer para fazer a soltura da régua que terá seu ponto zero na borda marcada na posição medial da medida de 30,5cm. Indivíduo terá suas duas mãos alocadas nos pontos extremos da medida de 30,5cm e irá deslizar, o mais rápido possível as mãos e apreender a régua que foi solta. A leitura se dará acima do dedo indicador. Pontuação: são realizadas 20 medidas descartando as 5 melhores e as 5 piores e se faz a média.
2.5.2 Teste de Toque de uma mão Eurofit
2.5.2.1 Objetivo: medir velocidade dos MMSS Aplicável em crianças pré escolares em diante e para ambos os sexos
2.5.2.1.1 Procedimento
2.5.2.1.1.1 Material: Mesa ajustável à altura, dois discos de borracha com 20cm, um retângulo de 10X20cm e um cronômetro Execução: testando em pé e com eles ligeiramente afastados, estando a mesa na altura da região do umbigo. Coloca a mão não dominante no retangulo que está no ponto equidistante dos dois discos de borracha que estão separados por 80cm no seu ponto central. A mão dominante está apoiada no disco contra lateral. O indivíduo vai fazer 25 ciclos (toque no disco oposto e retornar) e esse tempo será cronometrado, O teste começa com o comando de “vai” e termina ao tocar 25 vezes completas no disco de partida. Pontuação: É feito duas execuções e anota-se o menor tempo. Observação: se o indivíduo não tocar no disco será acrescentado mais um ciclo. Recomenda-se dois avaliadores (um para contagem e verificação do movimento completo e outro para a cronometragem)
2.5.3 Salto vertical
2.5.3.1 Objetivo: medir a potência dos MMII Indicado para 9 anos e mais e ambos os sexos Fidedignidade: 0,93
2.5.3.1.1 Procedimento
2.5.3.1.1.1 Material: parede lisa de 3 mts de altura, demarcação de 2 em 2 cm e pó de giz Execução: Estando o indivíduo em pé, ao lado da parede demarcada, eleva o braço o mais alto possível e marca (estatura total). Faz-se um salto vertical com flexão dos MMII acompanhada ou não do balanço dos braços e marca o ponto em que atingiu com os dedos sujos com giz o ponto mais alto. Pontuação: são três tentativas e é anotado o melhor resultado. Nomograma de Lewis para determinação da potência.
2.5.4 Salto horizontal
2.5.4.1 Objetivo: medir a potência dos MMII Indicado para crianças de 6 anos até universitários Fidedignidade: 0,96
2.5.4.1.1 Procedimento
2.5.4.1.1.1 Material: superfície plana, fita adesiva, trena e esquadro (ou prancha) Execução: demarque o solo com uma linha inicial, sobre a qual será fixado o ponto zero da trena. Esta será esticada para frente sendo fixada com a fita adesiva a cada 10 cm aproximadamente. Testando ficará posicionado com os dois pés em paralelo separados um do outro de forma confortável. Fará um agachamento e com o auxilio da flexão dos braço irá se projetar em salto horizontal o mais distante possível. Pontuação: a medida se dará na parte do corpo mais próximo do ponto zero da trena. São realizadas três tentativas e se anota a que teve melhor resultado em centímetros.
2.6 Percepção Motora e Cinestésica
2.6.1 Execução
2.6.1.1 Objetivo: medir a habilidade de perceber a distância na realização de um salto Idade pré escolar em diante e para ambos os sexos Fidedignidade varia com o número de tentativas Objetividade: 0,99 (Wyatt, 1969) Material: trena, régua, viseira e giz
2.6.1.1.1 Procedimento: duas linhas com espaço não inferior à 61cm, indivíduo vendado salta por detraz de uma linha com objetivo de atingir a linha à frente com o calcanhar. São feitas 10 tentativas, permitindo que o testando olhe para onde aterrissou em cada tentativa. Resultado: somatória das distâncias do calcanhar mais distante da linha alvo nas 10 tentativas.
Show full summary Hide full summary

Similar

Avaliação de Alunos
Alessandra S.
Avaliação de Alunos em preparação para Vestibular e Enem
Alice Sousa
Prova para Estudos
felixtec
Gerenciamento de Risco
Natália Romão
Avaliação de aprendizagem em EaD
Tais Bressane
USO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM: perspetiva do processo ensino aprendizagem
Deyse Cristina Frizzo Sampaio
Avaliação Teórica - Sistemas Operacionais
niltonoliveira
Embriologia
Lucia Grande Conrado
Climas
tomaz.jm
Avaliação de Voleibol
fekhouri
Avaliação
Alexia Carpediem