Protocolo IPV4

Vinícius Weber
Mind Map by Vinícius Weber, updated more than 1 year ago
Vinícius Weber
Created by Vinícius Weber over 6 years ago
30
0

Description

Trabalho teste

Resource summary

Protocolo IPV4
  1. História
    1. A internet não foi criada para uso comercial que temos atualmente, foi de fato um projeto militar Americano conhecido como ARPANET que tinha por objetivo conectar vários nós tendo a forma parecida com uma teia de aranha, onde se um nó fosse desconectado não haveria problema com os demais. Com o crescimento da ARPANET nas Universidades Americanas, o principal tráfego de informações eram discussões sobre assuntos acadêmicos entre professores. Nessa época os criadores dessa rede não tinham consciência que esse projeto iria tomar gigantes proporções que hoje presenciamos. Devido ao alto crescimento da ARPANET, após cinco anos houve o surgimento do protocolo TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol) um protocolo que utilizamos até hoje, com um endereço de 32 bits e mais de 4,2 bilhões de combinações de endereços possíveis, que para época esse número era um exagero.
    2. Bits
      1. No IPV4, os endereço IP são compostos por 4 blocos de 8 bits (32 bits no total), que são representados através de números de 0 a 255, como "200.156.23.43" ou "64.245.32.11". As faixas de endereços começadas com "10", com "192.168" ou com de "172.16" até "172.31" são reservadas para uso em redes locais e por isso não são usados na internet. Os roteadores que compõe a grande rede são configurados para ignorar estes pacotes, de forma que as inúmeras redes locais que utilizam endereços na faixa "192.168.0.x" (por exemplo) podem conviver pacificamente.
      2. Camadas do modelo OSI e TCP-P
        1. Camada Física
          1. Este é o próprio meio físico da rede. Assim qualquer comunicação deverá passar forçosamente por este meio. Nesta camada estão incluídos todos os dispositivos físicos da rede; cabos, placas de rede, etc.
          2. Camada de Transporte
            1. Esta camada inclui o protocolo que transporta o serviço, ou seja, o TCP e/ou o UDP. Assim, esta camada é responsável pelos pacotes criados pelo IP da camada anterior. Esta camada oferece uma comunicação fiável entre os hosts de uma rede e tenta a todo o custo enviar os dados da forma mais clara e limpa possível. Caso algum pacote se perca na rede, por exemplo, é obrigação desta camada enviar um novo pedido a fim de ser reenvido novamente esse pacote. O protocolo TCP tem por obrigação fornecer uma forma de colocar esses pacotes na ordem correcta. Por isso o TCP associa a cada pacote a informação necessária para que, quando todos os pacotes chegem ao seu destino, possam ser novamente ordenados correctamente de acordo com essa mesma informação.
            2. Camada de Rede
              1. Esta camada é a responsável pelo encaminhamento dos pacotes entre os hosts, ou seja, tem por função encontrar o caminho mais curto e menos congestionado entre os computadores. Isto é conseguido pelo protocolo IP. Esta camada é ainda responsável pelo envio dos pacotes.
              2. Camada de Aplicação
                1. Nesta camada incluem-se as aplicações (os programas). Assim, quando é efectuado um pedido a fim de receber uma página HTML, o browser processa os pacotes que chegam e forma a página para que esta possa ser vista correctamente. Isto não ocorre somente com o destino, ou seja, para receber correctamente estes dados um outro programa teve que ser processado para que as informações chegassem correctamente.
                2. Camada Link:
                  1. onde estão tecnologias de rede (como Ethernet e 802.11) e os drivers que permitem que os dispositivos conectados se comuniquem;
                3. IP's Privados e Públicos
                  1. Dos mais de 4 bilhões de endereços disponíveis, três faixas são reservadas para redes privadas. Estas faixas não podem ser roteadas para fora da rede privada - não podem se comunicar diretamente com redes públicas. Dentro das classes A, B e C foram reservadas redes (normalizados pela RFC 1918 e também pelas RFCs 3330 e 3927) que são conhecidas como endereços de rede privados. A seguir são apresentadas as três faixas reservadas para redes privadas: 10.0.0.0 - 10.255.255.255 172.16.0.0 - 172.31.255.255 192.168.0.0 - 192.168.255.255
                    1. É o endereço anunciado e acessível publicamente. Você pode não ter um sistema autônomo (AS), mas sua operadora certamente tem, e por meio de um sistema autônomo, anunciará um bloco de endereços onde está contido seu endereço público.
                    2. Classes
                        1. Octeto
                          1. O endereço IP é uma sequência de números composta de 32 bits. Esse valor consiste em um conjunto de quatro sequências de 8 bits. Cada uma destas é separada por um ponto e recebe o nome de octeto ou simplesmente byte, já que um byte é formado por 8 bits. O número 172.31.110.10 é um exemplo. Repare que cada octeto é formado por números que podem ir de 0 a 255, não mais do que isso.
                          Show full summary Hide full summary

                          Similar

                          REDES DE COMPUTADORES
                          quirinodox
                          PROTOCOLO PARA A PRÁTICA DE HIGIENE DAS MÃOS EM SERVIÇOS DE SAÚDE
                          Hyago Connor
                          PROTOCOLO DE SEGURANÇA NA PRESCRIÇÃO, USO E ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS
                          Hyago Connor
                          Protocolo IPv4
                          mrdaungmt
                          Precedência
                          Lívia Kelmer
                          Cerimonial
                          Lívia Kelmer
                          Tabagismo
                          Gabriela Moreira
                          Atividade Avaliativa
                          FILIPE TADEU SALLES
                          Protocolo de Identificação do Paciente
                          Hyago Connor
                          Inquérito Policial
                          Thaly Assis