CAP. 3 O PRODUTO DA CADEIA DE SUPRIMENTO/CS

fabiana-maria_2
Mind Map by fabiana-maria_2, updated more than 1 year ago
fabiana-maria_2
Created by fabiana-maria_2 about 6 years ago
152
1

Description

O produto da cadeia de suprimento e caracteristica da logistica

Resource summary

CAP. 3 O PRODUTO DA CADEIA DE SUPRIMENTO/CS
  1. O produto da cadeia de suprimentos/ logística é um conjunto de características que o profissional de logística tem condições de adaptar aos seus objetivos
    1. O centro do foco no projeto do sistema logístico é o produto, porque é ele o objetivo do fluxo da cadeia de suprimentos, e em sua forma econômica o gerador das receitas da empresa
      1. NATUREZA DO PRODUTOLOGISTICO/CS
        1. Na definição de Juran, um produto é o fruto, ou resultado, de qualquer atividade ou processo
          1. O produto é composto por...
            1. O produto é composto por uma parte física e outra intangível, que juntas, completam a oferta total de produtos de uma empresa
              1. A parte física da oferta de produtos é composta de características como peso, volume e forma, além de aspectos de desempenho e durabilidade
                1. A parte intangível pode ser o suporte pós-vendas, a reputação da empresa e a comunicação destinada a proporcionar informação correta e atualizada
              2. CLASSIFICAÇÃO DO PRODUTO
                1. Classificações amplas de produtos são valiosas para sugerir estratégia logística e, em muitos casos, para entender por que os produtos são fornecidos e distribuídos em determinadas modalidades e maneiras
                  1. Uma classificação tradicional é aquela que divide produtos e serviços em:
                    1. produtos de consumo
                      1. São aqueles dirigidos especificamente aos usuários finais
                        1. Produtos de conveniência:
                          1. São os bens e serviços adquiridos rotineiramente, com frequência e sem grandes comparações – serviços bancários, cigarros e inúmeros produtos alimentícios
                            1. Dependem de uma ampla distribuição de inúmeros pontos de venda, e os custos de distribuição são quase sempre altos e acabam se justificando pelo potencial de vendas que uma distribuição cada vez mais ampla e de maior alcance proporciona
                            2. Produtos de concorrência
                              1. São aqueles cujo consumidor se dispõe a pesquisar e comparar antes de comprar – automóveis, móveis, residências, planos de saúde
                          2. produtos industriais
                            1. São aqueles dirigidos para indivíduos ou organizações que deles fazem uso na elaboração de outros bens ou serviços
                              1. fazem parte do produto final (matérias-primas e componentes); aqueles que são usados no processo de fabricação (instalações e equipamentos); e os artigos que não entram diretamente no processo (serviços de negócio e suprimentos
                    2. CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS
                      1. lançamento
                        1. Vendas não estão em nível elevado Aceitação do produto ainda não é generalizada Distribuição física cautelosa Estoques restritos Número pequeno de locais Disponibilidade limitada do produto
                        2. crescimento
                          1. Se o produto é bem aceito pelo mercado, as vendas tendem a crescer rapidamente
                          2. maturação
                            1. Aumento das vendas lento ou estabilizado num nível de pico O volume da produção não está mais sujeito a mudanças rápidas, e assim pode ser acomodado, quase sempre, aos padrões de distribuição dos produtos existentes O produto tem sua distribuição mais ampla
                            2. declinio
                              1. Um dia o volume de vendas diminui para a maioria dos produtos como resultado de avanços tecnológicos, da concorrência ou do esgotamento do interesse dos clientes
                            3. CURVA 80-20
                              1. O problema logístico das empresas é a soma dos problemas de cada um dos seus produtos A linha de artigos de uma empresa típica é composta por produtos variados em diferentes estágios Isso cria um fenômeno de produto conhecido como a curva 80-20, um conceito especialmente valioso em termos de planejamento logístico seus respectivos ciclos de vida, e com diferentes graus de sucesso em matéria de vendas . Isso cria um fenômeno de produto conhecido como a curva 80-20, um conceito especialmente valioso em termos de planejamento logístico
                              2. CARACTERISTICA DO PRODUTO
                                1. As características de um produto que mais influem sobre a estratégia logística são os seus atributos naturais:
                                  1. PESO
                                    1. VOLUME
                                      1. VALOR
                                        1. PERECIBILIDADE
                                          1. INFLAMBILIDADE
                                            1. SUBSTITUIBILDADE
                                              1. Sempre que os clientes de uma empresa vêem pouca ou nenhuma diferença entre os produtos por ela oferecidos e os provedores concorrentes, diz-se que os produtos são altamente substituíveis. A substituibilidade pode ser vista em termos de perda de vendas para o fornecedor e o profissional de logística normalmente enfrenta a questão da perda de vendas lançando mão de opções de transporte e/ou de armazenagem
                                            2. QUOCIENTE PESO VOLUME
                                              1. O quociente peso-volume do produto é uma mensuração especialmente significativa, à medida que os custos de transporte e armazenagem estão a ele diretamente relacionados Produtos densos, isto é, que têm alto quociente peso-volume, mostram uma boa utilização do equipamento de transporte e instalações de armazenagem, com ambos os custos tendendo a ser baixos .
                                                1. Para produtos de baixa densidade o volume de capacidade do equipamento de transporte é totalmente utilizado antes que se atinja o limite de peso transportável Os custos de manuseio e de espaço, baseados no peso, tendem a ser elevados em relação ao preço de venda dos produtos
                                              2. QUOCIENTE VALOR PESO
                                                1. Produtos com baixos quocientes valor-peso têm custos baixos de armazenagem e custos elevados de movimentação percentual dos preços de venda
                                                  1. Baixo valor do produto significa baixo custo de armazenagem, uma vez que o custo de movimentação de estoque é o fator dominante dos custos de armazenagem
                                                    1. Quando o valor do produto é baixo, os custos de transporte representam alta proporção do preço de vendas
                                                      1. Produtos com alto quociente valor-peso mostram um padrão oposto, com custo alto de armazenagem e menor custo de transporte
                                                        1. Se o produto apresenta um alto quociente valor-peso, minimizar o estoque disponível é uma reação comum
                                              3. CARACTERISTICA DE RISCO
                                                1. perecibilidade
                                                  1. inflamabilidade
                                                    1. valor
                                                      1. tendência a explodir
                                                        1. facilidade de ser roubado
                                                          1. Quando qualquer produto mostra alto risco em um ou mais desses itens, é natural que se imponham determinadas restrições sobre o sistema de distribuição Em transporte, armazenagem ou embalagem, o tratamento especial representa aumento dos custos de distribuição
                                                          2. EBALAGEM DO PRODUTO
                                                            1. Facilitar a armazenagem e manuseio Promover melhor utilização do equipamento de transporte Dar proteção Promover a venda Alterar a densidade Facilitar o uso Proporcionar ao cliente valor de reutilização
                                                              1. A embalagem protetora é uma despesa adicional compensada por tarifas de transporte e armazenagem mais baixas, bem como menos e menores reclamações quanto a danos reembolsáveis
                                                            2. PRECIFICAÇÃO DO PRODUTO
                                                              1. A precificação é um complexo processo de decisão que envolve: teoria econômica, teoria de comportamento do comprador e teoria da concorrência. A discussão aqui se limita aos métodos de precificação que são geograficamente relacionados aos acordos de incentivos de preços derivados de custos logísticos
                                                                1. Precificação FOB
                                                                  1. Livre de despesas de transporte
                                                                    1. FOB fábrica: significa que o preço é cotado no local da fábrica e os clientes tomam posse dos bens nesse ponto e se responsabilizam pelo seu transporte a partir dali
                                                                      1. FOB destino: significa preço cotado na sede do cliente ou na área em que se situa. Também implica que o cliente toma posse dos bens no ponto designado, e os custos de transportes estão inclusos no preço. Espera-se que o fornecedor se responsabilize por todos os detalhes do despacho
                                                                      2. Precificação por Zona
                                                                        1. Preço único por área geográfica .A precificação por zona reduz a complexidade administrativa justamente pelo estabelecimento de um preço único numa ampla área geográfica
                                                                        2. Precificação Única ou Uniforme
                                                                          1. O máximo de simplificação em matéria de preços seria a possibilidade de um preço único para todos os clientes, independentemente de sua localização . Trata-se de um método de precificação já utilizado para itens de reembolso postal, remessas postais e livros
                                                                          2. Precificação por Ponto-Base
                                                                            1. A precificação pelo ponto-base é atraente quando : O produto tem alto custo de transporte em relação ao seu valor total : É escassa a preferência dos clientes quanto ao fornecedor do produto. São relativamente poucos os fornecedores e qualquer redução de preço leva a uma retaliação pelas empresas rivais
                                                                            2. Questões Legais
                                                                              1. Métodos de precificação únicos, por zona, equalização e pontos-base são inerentemente discriminatórios. eX. quando um preço único é cobrado em toda uma zona, os clientes mais próximos do ponto de partida de tais produtos absorvem uma parcela maior do que a que lhes caberia dos custos de transporte
                                                                          3. ARRANJO DE PRECIFICAÇÃO DO PRODUTO
                                                                            1. Desconto por Quantidade
                                                                              1. A teoria econômica ensina que quanto maior o número de produtos envolvidos numa única transação, menor será o custo unitário . O princípio é conhecido como economias de escala, em que os custos fixos repartidos por um número crescente de unidades reduzem os custos unitários. Essa idéia tem incentivado inúmeras empresas a utilizar a compra por volume como uma maneira de oferecer menores preços aos compradores e a aumentar as vendas dos fornecedores
                                                                              2. ACORDO
                                                                                1. De tempos em tempos, algumas empresas oferecem preços reduzidos durante um breve período e troca de encomendas de maior vulto dos seus clientes . O comprador precisa pesar o efeito de uma compra maior do que a costumeira em termos de quantidade, com seu preço reduzido, em relação aos custos logísticos comuns do transporte, manutenção e estocagem
                                                                                Show full summary Hide full summary

                                                                                Similar

                                                                                Logística Reversa
                                                                                jamile germana
                                                                                Introdução á Logística
                                                                                claudia tavares
                                                                                Logística Natura
                                                                                gabi_uto
                                                                                Logística Empresarial
                                                                                rodrigo esteves
                                                                                logistica
                                                                                karol moraes
                                                                                EXPEDIÇÃO
                                                                                Ayslan Giaparelli
                                                                                Madeira
                                                                                Maryana Seler
                                                                                Roteiro de Inspeção de Garantia
                                                                                Ronald Vittal
                                                                                Inteligência Emocional
                                                                                Andressa Almeida
                                                                                Logistica
                                                                                Lucas Dumangin