MEMÓRIA BRILHANTE Tony Buzan

Ricardo  GAldino
Mind Map by Ricardo GAldino, updated more than 1 year ago
Ricardo  GAldino
Created by Ricardo GAldino almost 5 years ago
1160
48

Description

Técnicas fáceis e eficazes para desenvolver sua capacidade de memorização
Tags

Resource summary

MEMÓRIA BRILHANTE Tony Buzan
1 1° Admirável Cérebro

Annotations:

  • Capítulo 1: Conceitos 
1.1 Cérebro

Annotations:

  • Os dois hemisférios do cérebro não operam de forma isolada, eles precisam trabalhar juntos para alcançar o máximo de eficiência.  Quanto mais você estimulá los simultaneamente, melhor será o resultado desse esforço conjunto para ajudá-lo a: Pensar Melhor. Lembrar-se +. Recordar-se mais profundamente.
1.1.1 Hemisfério Direito

Annotations:

  • O que se ocupa do ritmo, da imaginação, da fantasia, da cor, da dimensão, da noção espacial e da completude.  
1.1.2 Hemisfério Esquerdo

Annotations:

  • O que se ocupa da lógica, das palavras, das listas, dos números, da sequência, das linhas e da análise.
1.1.3 Lembrança

Annotations:

  • Pesquisas comprovam a importância que as primeiras e as últimas impressões tem para o cérebro.
1.1.3.1 Começo
1.1.3.2 Fim
1.1.3.3 Associações

Annotations:

  • É mais fácil nos lembramos de coisas associadas a idéias ou informações já armazenadas.
1.1.3.4 Extraordinário

Annotations:

  • É mais fácil nos lembramos de coisas extraordinárias, fora do normal, pois estimula a imaginação.
1.1.3.5 Sentidos

Annotations:

  • O cérebro costuma notar e registar o que se apresenta pelos sentidos: Paladar, olfato, tato, audição e visão.
1.1.3.6 Interesses Pessoais
1.1.3.7 Padrões e Sequências
1.1.3.8 Pensamento Positivo

Annotations:

  • Substitua qualquer pensamento negativo que eventualmente tenha,  por apreciações positivas, pois o cérebro selic 
1.2 Mnemônico

Annotations:

  • O cérebro também necessita de ajuda para resgatar fatos, imagens, fórmulas e outras informações dais quais precise se recordar com rapidez. Qualquer recurso que auxilie a memória é chamado de Mnemônico.
2 3° Os 12 Princípios Fundamentais da Memorização

Annotations:

  • Capítulo 3: Apresenta os princípios fundamentais da memorização, que o ajudarão a maximizar o poder do seu cérebro.
2.1 2° Associação

Annotations:

  • A maneira mais eficiente de se lembrar de alguma coisa é pensar nela com uma imagem associada-a a outra já conhecida.Por exemplo: quando pesamos na Banana podemos vinculá-la à cor amarela, ao seu formato, ao seu gosto, aos lugares onde podemos compra-la, onde guardamos, entre outros. As associações podem ser construídas por meio de números, símbolos, ordem e padrões.
2.2 1° Imaginação

Annotations:

  • Quanto mais você estimula sua imaginação, mais vai aprimorar sua capacidade de aprender. Sempre temos que recorrer a uma imagem maravilhosa, multicolorida e multissensorial que estimule a imaginação e os sentidos e que mantenha a memória viva.
2.3 3° Sentidos

Annotations:

  • Quanto mais você puder ver, ouvir, e sentir o gosto, o cheiro e a textura daquilo que está tentando reter na memória, mais reforçará sua habilidade de lembrar e de trazer á mente aquela informação.
2.4 5° Ritmo e Movimento

Annotations:

  • Quando se adiciona movimento a uma imagem, as chances de que o cérebro a memorize aumentam consideravelmente.  1°Faça com que as imagens se movam. 2°Configure-as em três dimensões. 3° Dê ritmo a elas.
2.5 7° Números

Annotations:

  • Os números exercem influências sobre a memória porque ordenam os pensamentos e ajudam a tornar as lembranças mais específicas.
2.6 4° Exagero

Annotations:

  • Quanto mais exageradas as imagens em tamanho, forma e som, mais facilidade você terá para se lembrar delas.
2.7 8° Símbolos

Annotations:

  • Os símbolos são uma forma compacta e codificada que nos permite usar a imaginação e o exagero para fixar a memória. Criar um símbolo para trazer à mente uma lembrança equivale a criar uma logomarca. Ele contém uma mensagem, está associada a ela e representa algo maior do que a imagem em si.
2.8 6° Cor

Annotations:

  • A cor desperta a memória e torna os fatos mais fáceis de memorizar. Sempre que possível, use cor quando estiver imaginando algo, nos seus desenhos e nas suas anotações. Isso aguçará o sentido da visão e estimulará o cérebro a absorver o que está sendo captado .
2.9 9° Ordem e Padrões

Annotations:

  • Ordenar os pensamentos e colocá-los em sequência pode ser um procedimento útil quando executado juntamente com outros, princípios da memorização. Podemos agrupar os Pensamentos, por cor, peso ou tamanho ou ordenar os itens por altura, idade ou localização.
2.10 10° Atração

Annotations:

  • Sabemos o que encanta os nossos olhos e o que sentimos quando somos atraídos por algo ou alguém. Sua mente terá mais facilidade de se lembrar de uma imagem agradável do que de outra, que não seja atrativa. Use a imaginação para criar imagens e associações positivas como parte da sua memória.
2.11 11° Humor

Annotations:

  • Quanto mais você rir, mais apreciará pensar naquilo que esta sendo guardado na memória e mais facilidade terá para se recordar. Utilize o humor, o absurdo e a sensação de divertimento para aprimorar sua memória.
2.12 12° Pensamento Positivo

Annotations:

  • Na maioria das vezes, é fácil e agradável nos lembrarmos de imagens e experiências positivas. Fatos e vínculos negativos tendem a ser bloqueados ou modificados pela mente. Pense Positivo e aumente o poder da sua imaginação e das suas associações.
3 4° Ative sua memória com Palavras-Chave e Imagens-Chave

Annotations:

  • Capítulo 4: Ativará sua memória, utilizando Palavras-chave, Imagens-chave e Números-chave
3.1 Palavra-Chave

Annotations:

  • Uma palavra-chave é um termo especial escolhido ou criado para ser uma referência única de algo importante de que desejamos lembrar. Porém, são mais eficientes quando transformadas em Imagens-Chave,  pois somente dessa forma conseguem ativar os dois lados do cérebro.
3.2 Número-Chave

Annotations:

  • Número-Chave são utilizados na sua maioria como Sistema Numérico Principal. São Transformados em palavras-chave antes de se tornarem Imagens-chave.
3.3 Imagem-Chave

Annotations:

  • Imagens-chave constituem a base da memória. Elas são combinações de palavras e imagens cuidadosamente construídas para estimular a imaginação e recriar associações familiares para trazer à mente lembranças armazenadas no fundo da memória. Quando eficaz, ativa os dois lados do cérebro e usa todos os sentidos.
3.4 Sistemas de Conexão por Narrativa

Annotations:

  • Embora seja o mais simples de todos os métodos, ele transforma as Palavras-Chave em Imagens-Chave e as vincula empregando uma abordagem do tipo "Narração de História". É ideal para memorização de listas, como as de compras, por exemplo.
3.4.1 3 Diretrizes de Utilização

Annotations:

  • Ha três diretrizes principais que você deve seguir para criar uma conexão por narrativa e lembre que quanto mais absurdo as conexões, maiores serão as chances de lembrar.
3.4.1.1 Simplicidade

Annotations:

  • Conte uma história descomplicada, sem detalhes.
3.4.1.2 Clareza

Annotations:

  • Forneça descrições claras e diretas.
3.4.1.3 Apenas 1 Ligação

Annotations:

  • Estabelecimento de apenas uma ligação da forma simples e objetiva. Vincule cada elemento a apenas um item. Lembre-se que você pode: 1° Juntar pedaços de coisas 2° Colar coisas 3° Colocar as coisas uma sobre as outras. 4° Colocar as coisas uma embaixo das outras. 5° Colocar as coisas uma dentro da outra. 6° Substituir uma coisa por outra. 7° Colocar as coisas em um só embrulho. 8° Fazer com  que as coisas conversem. 9° Fazer com que as coisas dancem . 10° Fazer com que as coisas compartilhem cor, aroma e ação.
3.5 Sistemas de Anexos

Annotations:

  • É similar a um sistema de conexão, porém utiliza imagens-chave especiais às quais você pode adicionar qualquer coisa que deseja memorizar.  "Um Sistema de anexos pode ser comparado a um armário que contém  determinado número de cabides que, na verdade, nunca muda. O que se altera constantemente são as roupas penduradas neles"
3.5.1 Imagem Fixa

Annotations:

  • Pense em uma imagem única, forte e que explore a maioria dos Princípios da Memorização e desenhe para fixar.
3.5.2 Introduza o que deseja

Annotations:

  • Introduza a informação que desejar dentro ou sobre dessa imagem fixa. Ao se recordar da imagem elas funcionaram como âncoras, firmando a memória e facilitando o ato de recordação da informação anexada.
4 5° Cinco Sistemas-Chave de Memorização

Annotations:

  • Capítulo 5:  Neste capítulo você conhecerá cinco sistemas de memorização altamente eficiente que tem sido empregados com sucesso ao longo de gerações por pessoas de excelente memória.
4.1 3 ° Sistema Alfabético

Annotations:

  • Técnica:  1° Selecionar uma palavra chave que comece com SOM da letra da qual você quer se recordar. 2° Use uma palavra da qual você possa se lembrar sem dificuldade.3° Verifique se o conceito que a palavra representa é fácil de imaginar.4° Observe se a figura a que a palavra corresponde é simples de desenhar.5° Use uma palavra que comece com a letra em questão. "Abelha" (para letra a) ou tenha o mesmo som que a letra. Por exemplo, "Selo" (para a letra C)6° Evite palavras que comecem com a letra em questão, mas que não apresentam o mesmo som que ela. Ex: (No caso do C) não use os termos, "carro", "chilete", "creme".7° Transforme esse Palavra-chave em uma Imagem-Chave utilizando o máximo que conseguir dos Princípios da memorização. Essa figura se tornará um "cabide" no qual você vai pendurar (Criando Associações) as coisas das quais quiser lembrar.Exemplo: (L - ele)  Palavra - Chave: Elefante Imagem - Chave : Um Elefante Amarelo.Anexando: Carro" um elefante Amarelo sentado em cima do carro" 
4.1.1 Prática

Annotations:

  • Depois que você estiver satisfeito com a seleção de palavra e imagens. 1° Desenhe as ilustrações para que serviam de referência visual e para que se fixem na memória. 2° Desenhe as ilustrações numa folha de papal separadamente para que você possa revê-las na rodem que quiser (Sugestão: Em um dos lados da folha, coloque a letra; no outro, faça a figura correspondente.) 3° Para treinar visualize as imagens numa sequencia, depois na ordem inversa e, em seguida, de modo aleatório, para que você seja capaz de se lembrar delas sempre que quiser.  
4.2 4° Sala da Memória

Annotations:

  • Criado pelos Romanos esse método envolve os dois lados do cérebro porque combina ordem precisão com criatividade e beleza. É uma fusão do Sistema de Conexão com o Sistema de Anexos que nos permite colocar quantos itens desejarmos dentro da casa dos nossos sonhos. Todos os objetos e móveis são posicionados ali com muito cuidado e de forma precisa, no lugar ideal. Cada um deles mantém uma ligação com os elementos dos quais queremos nos lembrar.
4.2.1 Vantagens

Annotations:

  • 1° Você pode aplicar todos os Princípios da Memorização 2° Como é um ambiente imaginário, você tem liberdade de colocar nele qualquer objeto maravilhoso que deseje ou qualquer detalhe - como música, perfume, sabor textura que desperte seus sentidos. 3° Você começará a acreditar que possui alguns daqueles objetos, o que programará sua mente e sua memória para ajudá-lo a adquiri-los, caso os queire. 4° Esse é um recurso que requer ordem e precisão, por isso também estimula o lado esquerdo do cérebro
4.2.1.1 Prática

Annotations:

  • 1° Anote suas ideias sobre o formato e o modelo da sua sala, assim como os objetos que você quer colocar nela e a localização de cada um deles.  2° Depois faça um desenho ou uma planta da sala e insira o nome dos objetos e o local onde pretende posicioná-los. 3° Comece colocando 10 objetos em locais específicos. 4° Imagine-se dando algumas voltas pela sala enquanto usa o sistema de conexão para memorizar com precisão a ordem, a posição e a quantidade de itens. 5° Treine utilizando todos os sentidos para sentir cores, texturas, odores e sons dentro da sala. Essa será sua preparação mental e fixará a informação na memória. 6° Depois de se familiarizar com a localização e com tipo de cada objeto, você poderá usar cada um deles como "cabides" nos quais vai pendurar a lista de itens que quiser memorizar. 7° Quanto estiver dominando a técnica, aumente o número de itens na sua Sala da Memória 15, 20, 30. 8° Você pode adicionar quantos cômodos desejar e transformar a sala numa casa, num castelo, num palácio , num  palácio, num vilarejo ou numa galáxia - se quiser. 9° caso queira tente também desenhar os objetos, pois terá mais facilidade para fixar os itens que sua Sala contém e a localização de cada um deles.
4.3 5° Sistema Nome-Fisionomia

Annotations:

  • A diferença entre o Sistema-Fisionomia e os quatros anteriores é que já temos as Imagens-Chave à nossa frente. Assim para utilizar essa técnica, precisamos elaborar ativadores visuais criativos, de modo que cérebro possa transformá-los em Palavras-chave.
4.3.1 O Método Social

Annotations:

  • Para que o método social funcione, é necessário que você esteja verdadeiramente interessado nas pessoas que acabou de conhecer, que respeite elas pelo que são e que seja educado ao conversar com elas.
4.3.1.1 Prepare sua Mente

Annotations:

  • Se o fato de conhecer gente nova o deixa nervoso, lembre que você possui uma boa memória e que detém as técnicas para recordar de nomes com 100% de Clareza 
4.3.1.2 Olhe e Veja

Annotations:

  • Olhe seu interlocutor nos olhos e atente para qualquer traço fisionômico mercante que ele tenha - do topo da cabeça á ponta do queixo.
4.3.1.3 Ouça com Atenção

Annotations:

  • Ouvir com atenção o nome da pessoa a quem você está sendo apresentado é crucial no processo de grava-ló na memória. Parece óbvio, mas muitas vezes estamos preocupados com outras coisas que chegamos a ponto de se preocupar com a possibilidade de esquecer o nome daquela pessoa.
4.3.1.4 Repita Início

Annotations:

  • A repetição é um elemento importante no processo de memorização, por isso, talvez seja recomendável pedir que o nome da pessoa seja repetido. A maneira antiga de se apresentar alguém já faz isso naturalmente. Por exemplo "Ricardo Galdino, este é Paulo Santos. Paulo Santos, gostaria que você conhecesse Ricardo Galdino".
4.3.1.5 Pronuncie Nome

Annotations:

  • Assim que você ouvir o nome, é importante confirmá-lo (Em alguns caso, até para evitar erros de Pronúncia) quando se tratar de um sobrenome estrangeiro, é interessante perguntar qual é origem. Se for um sobrenome comum, procure encontrar associações com o primeiro nome até gravá-lo. Mencione o nome completo durante a conversa para que possa ouvi-lo
4.3.1.6 Soletre o Nome

Annotations:

  • Pergunte como se escreve o nome. Faça isso descontraidamente será uma oportunidade para você repeti-lo
4.3.1.7 História da Família

Annotations:

  • Como muitas pessoas conhecem a origem do seu próprio nome ou então a história da família, é fácil iniciar uma conversa sobre o genealogia. Esse bate-papo vai ajudar você a gravar na memória o nome do novo conhecido. 
4.3.1.8 Repita Durante

Annotations:

  • Manifestando interesse e educação durante uma conversa você terá oportunidade de repetir o nomes a toda hora. É uma forma mais íntima de interagir, além de ajudar a fixar o nome na memória.
4.3.1.9 Teste Durante

Annotations:

  • Mantenha-se atento às pessoas à sua volta, verificando regurlarmente se você ainda se lembra dos seus nomes e do que elas disseram.
4.3.1.10 Repita ao se Despedir

Annotations:

  • Como o cérebro registra "começos" e "fins" com mais facilidade do que "meios" é importante que repita o nome das pessoa que tiver conhecido.
4.3.1.11 Processo Inverso

Annotations:

  • Inverta o processo descrito anteriormente  auxiliando as pessoas a se recordarem de você. Repita seu nome, informe a origem dele e ofereça um cartão (se apropriado). Ajude-as a apresentá-lo a outros indivíduos lembrando-as de quem você é.
4.3.2 O Método Mnemônico

Annotations:

  • O Método composto por 5 princípios que trazem  à mente nomes e Fisionomias atravesse do uso de Imaginação e Associação.
4.3.2.1 Imaginação

Annotations:

  • 1° Forme uma imagem da mental do nome da pessoa. 2° Verifique se você consegue "ouvir" o som da nome. 3° Reconstrua mentalmente a fisionomia da pessoa como se fosse um cartunista 4° Exagere nos Traços fisionômicos.
4.3.2.2 Associação

Annotations:

  • Analise a fisionomia da pessoa e identifique algum detalhe nela que o faça se lembrar. por exemplo Seu novo vizinho é bacana e se chama Ângelo ou Severino. Observe a fisionomia dele mostra algo meigo, angelical, e faça a ligação com "Ângelo". Caso ela apresente um detalhe mais pesado, severo,associe a "Severino".
4.4 Sistemas Numéricos

Annotations:

  • Depois de aprender o Sistema de Formato Numérico o Sistema de Rima Numérica você não terá apenas dois sistemas específicos de 1 a 10, e sim dois sistemas que podem ser combinados para ajudar a memorizar uma sequência de até 20 itens. Use Sistema de Rima Numérica parar representar números de 1 a 10 e o Sistema de Formato Numérico para fazer a correspondência entre os algarismo de 11 a 20.
4.4.1 1° Sistema de Formato Numérico

Annotations:

  • É basicamente um Sistema de Anexos, ideal quando precisamos reter informações que ficarão armazenadas na mente por pouco tempo (Memória de curto prazo). Técnica: Associe cada número a um conjunto permanente de imagens da sua escolha para cada algarismo de 1 a 10. Cada imagem atua como um lembrete visual do número ao qual está associado. (Para fixar desenhe essa imagem.)
4.4.1.1 Prática

Annotations:

  • Conte de trás para a frente, de 10 a 1. Treine recordando os números de modo aleatório até memorizar completamente as associações de imagem. Depois que você tiver certeza de que consegue se recordar prontamente das imagens. Comece a anexar essas imagens a outras palavras e, em seguida, estabeleça conexões entre elas, criando associações imaginativas fora do comum, malucas, significativas e coloridas. Pag 52
4.4.2 2° Sistema de Rima Numérica

Annotations:

  • Difere do Sistema de Formato Numérico somente pelo fato de que emprega rimas, e não formas associadas, como ativadores de memória para os números de 1 a 10. Use a imaginação para formar imagens diferentes que resultem em rimas alternativas e fáceis de memorizar. Exemplo. 1 - Atum 2 - Arroz  3 - Reis 
4.4.2.1 Prática

Annotations:

  • Quando tiver terminando a tarefa, feche os olhos e reveja os números de 1 a 10 para se certificar de que memorizou cada  uma das associações de imagens e rimas. Depois conte de trás para frente e de modo aleatório até memorizar completamente. Quando mais rápido você conseguir realizar esses exercícios melhor será o funcionamento da sua memória. A prática constante é excelente para aprimorar a criatividade e a capacidade de associação.
4.5 Aperfeiçoamento das Técnicas

Annotations:

  • Para aprimorar as técnicas, não deixe de usar todos os Princípios da memorização. Verifique se todas as associações entre as palavras e imagens são fortes, positivas, simples, claras e eficientes. Pergunte-se 1° São interessantes? 2° Existe distância suficiente entre as associações? 3° Precisam de pitadas extras de exagero e de criatividade? 4° Necessitam de mais cor? 5° Requerem mais movimento?  6° A conexão entre elas está bem consistente? 7° Envolvem os sentidos o bastante? 8° São bem-humoradas o suficiente?
5 2° A Memória Brilhante

Annotations:

  • Capítulo 2: Você aprenderá como buscar informações na memória.
5.1 Facilidade de Recordação
5.1.1 Começos
5.1.2 Fins
5.1.3 Associar Coisas

Annotations:

  • Aprendemos melhor quando as coisas estão associadas, ou conectadas, de alguma forma. Tente recordar a lista.       Lista           Associação Porta/Telhado:  Parte da Casa Chão/Andar:     Anda no chão Árvore/Flor:     Tipos de Plantas Sabonete/Amaciante: Itens de limpeza
5.1.4 Fazer repetição da forma correta

Annotations:

  • Toda informações nova é primeiramente armazenada na memória de curto prazo.  Transferi-la para memória de longo prazo requer treino e prática. Em média é necessário repetir a ação pelo menos 5 vezes.  1° - Logo após o aprendizado. 2° - Um dia após o aprendizado.  3° - Uma semana após o aprendizado. 4° - Um mês após o aprendizado. 5° - De 3 a seis meses após o aprendizado. Em cada uma desses momentos de recordação, você não estará apenas revendo as informações que aprendeu, também as estará agregando e associando ao conhecimento que já possui.
5.1.5 Tempo de memorização

Annotations:

  • Sabe-se que o período mais favorável para obter o máximo de termos de memorização e compreensão é de 20 a 60 minutos após o início do processo de aprendizado. 
5.1.6 Intervalos Curtos e Estrategicamente Espaçados

Annotations:

  • São fundamentais no processo de aprendizado e memorização. Eles facilitam e aprimoram a busca de informações na memória, porque dão tempo suficiente para absorver o que está sendo aprendido.  Quanto mais intervalos curtos e bem espaçados forem feitos, maior será o número de começos e fins e melhor será o funcionamento do nosso cérebro.  Intervalos curtos são essenciais para o relaxamento: Aliviam a tensão muscular e mental que se acumula ao longo de períodos de grande conscentração
5.2 Dificuldades de Recordação
5.2.1 Meios
5.2.2 Não fazer Associções

Annotations:

  • Tente se recordar da Lista: Porta                   Andar                  Telhado               árvore Amaciante Flor Sabonete chão 
5.2.3 Fazer repetição da forma incorreta

Annotations:

  • Não revisar o conteúdo e revisar muito tempo após aprendizado, diminuem extremamente a capacidade de recordação. Cerca de 98% após 2 mês
5.2.4 Tempo reduzido e excesso

Annotations:

  • Tentar aprender com tempos reduzidos de menos de 20 minutos. Quando o tempo é mais curto, o cérebro não consegue reter o que está sendo aprendido.  Excesso: é difícil manter total atenção e interesse por um período superior a 20 ou 50 minutos. Ultrapassando esse tempo teremos feito uma pausa, mudado o rumo e perdendo a conscentração.
5.2.5 Sem intervalos

Annotations:

  • Sem intervalos, a capacidade de recordação cai vertiginosamente. Fácil observar que quanto maior o período sem intervalos, maior vai ser o meio e como já sabido o cérebro só tem facilidade de se recordar dos começos e fins.
Show full summary Hide full summary

Similar

Memorização
GoConqr suporte .
Técnicas de Estudo para Melhorar sua Aprendizagem
GoConqr suporte .
Técnicas de Estudo Prof. Manoel Moraes
Luiz Fernando
Técnica Feynman
vivi sousa
8 Benefícios dos Mapas Mentais
Alessandra S.
O Segredo para uma Memória Ativa
Alice Sousa
Aprendendo Inteligência
Clarice Plack
TÉCNICAS DE ESTUDO
Rafael Fernando
Aprendendo a aprender: ferramentas mentais poderosas para ajudá-lo a dominar assuntos difíceis
Khalil Gibran
8 Técnicas de Como Estudar Online
Alessandra S.
Técnicas de Estudo para Melhorar sua Aprendizagem para Vestibular e Enem
Alice Sousa