A Cognição Linguística

Fábio Marçal
Mind Map by , created almost 6 years ago

Linguística Gerativa Mind Map on A Cognição Linguística, created by Fábio Marçal on 12/29/2013.

101
0
0
Tags
Fábio Marçal
Created by Fábio Marçal almost 6 years ago
GCSE English Literature: Of Mice and Men
mia.rigby
A Level: English language and literature techniques = Lexis
Jessica 'JessieB
A-level Psychology Revision
philip.ellis
Creating Mind Maps with GoConqr
Andrea Leyden
Linking Rossetti and A Doll's House
Mrs Peacock
Conceitos fundamentais
Fábio Marçal
Conceitos fundamentais - Notas
Fábio Marçal
Conceitos fundamentais
Danilo Barros
Conceitos fundamentais
Miriam Santos
Geometry Theorems
PatrickNoonan
A Cognição Linguística
1 Perguntas iniciais
1.1 O que é, afinal, essa capacidade humana para a linguagem?
1.2 O que acontece com a criança no período em que ela está adquirindo a língua de seu ambiente?
1.3 Por que aprender língua estrangeira é tão diferente de aprender uma língua-mãe?
1.4 Como é que o cérebro humano faz emergir nossas capacidades linguísticas normais?
2 A linguagem como fenômeno cognitivo
2.1 Complexidade cognitiva da interação verbal entre interlocutores
2.1.1 Como os humanos fazem isso? De que maneira essa sequência de codificação e decodificação de formas linguísticas ocorre? Onde ela acontece?
2.2 Conhecimento tácito
2.3 Como somos capazes disso? De que maneira nossas mentes tornam-se aptas a estruturar nossos pensamentos em sequências de sons ou sinais?
2.3.1 A Faculdade da Linguagem é a disposição biológica que todos os indivíduos humanos saudáveis possuem para adquirir uma língua e para produir e compreender palavras, frases e discursos.
2.3.1.1 O porquê e o como da linguagem na mente humana são os objetos de pesquisa da linguística enquanto uma das ciências cognitivas.
3 A Linguística como ciência cognitiva
3.1 Especificidade da Linguística como ciência cognitiva
3.1.1 Descrever e explicar a natureza, a origem e o uso da linguagem humana
3.1.1.1 1) Em que consiste o conhecimento linguístico existente na mente das pessoas? 2) Como esse conhecimento é adquirido pela criança já nos primeiros anos de vida? 3) Como esse conhecimento é posto em uso, em situação real, pelos indivíduos? 4) Como esse conhecimento é produzido pelo cérebro humano?
3.1.1.1.1 Teoria linguística
3.1.1.1.1.1 Ocupa-se da questão 1
3.1.1.1.1.2 Busca formular uma teoria que explicite a natureza do conhecimento linguístico inscrito na mente dos seres humanos
3.1.1.1.1.3 O linguista deve elaborar uma hipótese abstrata a respeito de como a linguagem deve funcionar na mente humana
3.1.1.1.1.4 Há diversos modelos que procuram articular respostas para a nossa questão 1
3.1.1.1.1.4.1 O modelo mais influente nas ciências cognitivas é o gerativismo (linguística gerativa, gramática gerativa, teoria gerativa, gramática gerativo-transformacional)
3.1.1.1.1.4.1.1 Anos 50 - Noam Chomsky - MIT - Livro: Estruturas Sintáticas 1957 - oposição ao behaviorismo (1959: resenha sobre o livro Comportamento Verbal de B.F. Skinner) caráter criativo da linguagem - programa minimalista
3.1.1.1.1.4.1.1.1 linguística passou não mais a apenas descrever as estruturas linguísticas, mas a buscar explicações para como a mente humana era capaz de adquirir e proce3ssar essas estruturas
3.1.1.1.2 Psicolinguística
3.1.1.1.2.1 Respostas para as questões 2 e 3
3.1.1.1.2.2 Ciência empírica cujo objetivo é investigar a aquisição de uma língua natural pelas crianças e como os indivíduos adultos produzem e compreendem palavras, frases e discursos no tempo real da comunicação cotidiana
3.1.1.1.2.2.1 Métodos e técnicas experimentais da psicologia cognitiva
3.1.1.1.2.2.2 Foco nas funções cognitivas visíveis no comportamento humano
3.1.1.1.2.3 Mente
3.1.1.1.3 Neurolinguística
3.1.1.1.3.1 Foco no cérebro, seus neurônios e suas sinapses - sistemas físicos, químicos e biológicos que dão origem à mente
3.1.1.1.3.2 Ciência empírica que tenta compreender os mecanismos cerebrais que dão origem à linguagem humana
3.1.1.1.3.3 Cérebro
3.1.1.1.3.4 Ocupa-se da questão 4
4 Três realidades no estudo da linguagem
4.1 Os objetos particulares com que se ocupa cada uma das três disciplinas constituem a REALIDADE específica do seu domínio de investigação.
4.1.1 Psicolinguística
4.1.1.1 Realidade psicológica
4.1.1.1.1 Abordagem cognitiva forte
4.1.1.1.1.1 COMO mental
4.1.2 Teoria linguística
4.1.2.1 Realidade teórica ou epistemológica
4.1.2.1.1 Abordagem cognitiva moderada
4.1.2.1.1.1 QUÊ abstrato
4.1.3 Neurolinguística
4.1.3.1 Realidade neurológica
4.1.3.1.1 Abordagem cognitiva fortíssima
4.1.3.1.1.1 ONDE
4.2 Integração entre as três realidades
4.2.1 Teoria linguística
4.2.1.1 Formula modelos abstratos que representem o conhecimento linguístico existente na mente.
4.2.1.1.1 Os estudos da teoria linguística serão articulados às descobertas sobre a realidade psicológica e neurológica da linguagem.
4.2.2 Psicolinguística
4.2.2.1 Verifica de que maneira tais modelos articulam-se ou não com a realidade concreta do que se passa na mente
4.2.2.1.1 Orientam os linguistas teóricos em sua busca por um modelo cientificamente preciso, que represente de maneira correta o conhecimento linguístico humano.
4.2.3 Neurolinguística
4.2.3.1 Verifica de que maneira tais modelos articulam-se ou não com a realidade concreta do que se passa no cérebro
4.2.3.1.1 Orientam os linguistas teóricos em sua busca por um modelo cientificamente preciso, que represente de maneira correta o conhecimento linguístico humano.