NBR 15849: Aterros sanitários de pequeno porte

sobreirar
Mind Map by , created over 5 years ago

Mind Map on NBR 15849: Aterros sanitários de pequeno porte, created by sobreirar on 02/16/2014.

926
0
0
Tags No tags specified
sobreirar
Created by sobreirar over 5 years ago
Physics Review!
Nicholas Weiss
Japanese Hiragana
pangcaberte
Psychopathology
Laura Louise
LINEA DEL TIEMPO DE LA EVOLUCION DEL MICROSCOPIO
valentina brizio
GENERAL PRACTICE-1
Luis Felipe Chávez Choque
Work, Energy & Power: Quiz
alex.examtime9373
Flashcards de Inglês - Vocabulário Intermédio
miminoma
Of Mice and Men - Themes
Hafsa A
Unit 1: Business Studies GCSE
Libby Rose
Organic Chemistry
Megan Tarbuck
NBR 15849: Aterros sanitários de pequeno porte
1 6. Condições gerais para elaboração e apresentação do projeto
1.1 6.1 - O projeto de um aterro deve apresentar informações sob formas de desenhos técnicos, memorial descritivo, memorial técnico de dimensionamento, planos de operação, de monitoramento e de fechamento da instalacão com nível de detalhes
1.1.1 6.1.1 - O projeto deve ser elaborado por profissional habilitado no conselho profissional, numero do registro e indicação da ART
1.1.2 6.1.2 - Os projetos devem ser constituído de memorial descritivo, memorial técnico, projeto gráfico
1.2 6.2 - Critérios de projeto e operacão
1.2.1 6.2.1 - Os projetos devem contemplar preferencialmente a técnica de operação de valas com separação entre as bordas superiores das valas de no mínimo 1,0 m; profundidade de escavação das valas deve ser limitada ao máximo de 3,0 m; recomenda-se a largura da vala na superfície não ultrapasse 5 m; o dimensionamento da vala deve permitir a disposição dos resíduos por um peródo de 30 dias; sistema de drenagem superficial; a declividade da vala dever de no mínimo de 7%;
1.2.2 6.2.2 - Para aterros em trincheiras: a escavação deve estar estabilidade dos taludes ao níve do freático; sistema de drenagem superficial; a impermeabilização complementar deve ser em 3 camadas de no mínimo 0,60 m do solo local; declividade transversal e longitudinal de 2%; drenagem do fundo comdimensão mínima de 0,10 m; declividade final de no mínimo 7% na menor dimensão e camada mínima de 1,0 m; deve ser realizada a drenagem dos gasescom espaámento máximo de 30 m
1.2.3 6.2.3 - Para aterro em encosta: a conformação dos taludes deve ser definida por estudo de estabilidade; a altura da camda de até 5m, deve ser implementado o sistema de drenagem superficial por meio de drenos escavados no solo; a impermeabilização complementar deve ser executadoem 3 camadas de no mínimo 0,60 m; a drenagem do fundo pode ser realizada com material rochoso de 0,10 m com dreno capaz de drenar uma carga hidráulica líquidos e reter particulas finas e a carga hidraulica não ultrapasse 0,30 m; sempre que necessário deve ser previsto sistema de drenagem intermediária; o espalhamento dos resíduos em camadas de 0,30m; declividade final de no mínimo 7% na menor dimensão sendo a cobertura para o fechamento de camada mínima de 1,0 m
1.3 6.3 - O memorial descritivo deve conter informações sobre o responsável técnico, resíduos a serem dispostos, do local destinado a implantação do aterro, sobre as jazidas de solos, sobre o aterro projetado, descrição do método construtivo, descrição dos procedimentos do plano de monitoramento, controle operacional, encerramento do aterro, registro da operação e monitoramento, cronograma das diversas etapas
1.3.1 6.3.1 - Deve ser apresentada a ART
1.3.2 6.3.2 - Devem ser fornecidas informações de composição gravimetrica dos resíduos, estmativa de quantidade mensal, origem dos resíduos e estimativa da massa específica dos resíduos a serem dispostos
1.3.3 6.3.3 - Para o local de implantação deve ser apresentado um levantamento planialtimétricoem escal não inferior a 1:5000, caracterização topográfica de escala não inferior a 1:1000, investigação geológica e geotécnica, deve ser feita a caracterização das condições climatológicas como preciptação, temperaturas, umidade relativa do ar, evapotranspiração e ventos predominantes; caracterização da área e da circunvizinhança, sobre as jazidas de solo; informações sobre o aterro omo instalações e plano de monitoramento, camada impermeabilizante, sistema de manejo de lixiviados, sistema de drenagem e tratamento de gases, soluçoes adotadas para o acesso ao aterro, isolamento do aterro, sistema de drenagem superficial, sistema de cobertura, localização dos poços de monitoramento que devem ser 1 à montante e 3 à jusante; planilhas detalhadas de especificação quantificação e custo;; descrição do método construtivo do aterro, descrição do plano de monitoramento (lixiviado, águas superficiais
1.4 6.4 - O memorial ténico deve conter a descrição detalhada das premissas conceituais, metodologicas e memorial de cálculo
1.5 6.5 - configuração topográfica, etapa e sequência construtiva, configuração final, cortes transversais e longitudinais, acessos, portões e cercas vivas; sistemas de proteção ambiental e localização dos poços de monitoramento
2 4. Diretrizes para localização
2.1 O local utilizado para implantação de aterros deve minimizar o potencial de impaco ambiental e sanitário, minimizar os custos, maximizar a aceitação pela população, estar de acordo com a legislação ambiental
2.1.1 4.1 - Para avaliação da área devem ser observados os tipos de consistência e granulometria do solo; respeitar uma distância de 200 m de qualquer coleção hídrica; proximidade do freático, ocorrência de inundações; locais com declividade superior a 1% e inferior a 30%; distância limite de área de 500 m de nucleos populacionais; vida útildo aterro deve ser superior a 15 anos
3 5. Sistemas de proteção ambiental
3.1 5.1 - Deve-se realizar o monitoramento do poço de águas subterrâneas a montante e jusante do empreendimento; prever medidas de proteção das águas superficiais;
3.2 5.2 - É obrigatório o manejo de águas pluviais mediante implantação de sistemas capazes de comportar chuvas com períodos de recorrência equivalentes a vida útil do aterro
3.3 5.3 - Adotar sistema de impermeabilização complementar por meio de compactação; adotar soluções de drenagem, reservação e tratamento dos lixiviados e adotar sistemas de drenagem dos gases
4 7. Condições para operação
4.1 7.1 - É indispensável a a implantação dos sistemas de proteção ambiental de camada impermeabilizante, sistema de drenagem e tratamento de lixiviados, drenagem de gases, águas pluviais e poços de monitoramento no inicio das operações
4.2 7.2 - O responsável pelo aterro deve fornecer treinamento de pelo menos inspeção, controle, permisssão de acessoe orientação a lançamento de resíduos, procedimentos de operação e manutenção, situação de emergência, drenagem de áuas pluviais e poços de monitoramento
4.3 7.3 - Deve-se impedir a entrada de resíduos de comosição inadequada
4.4 7.4 - Os resíduos devem ser descarregados e espalhados na frente de operaçòes sendo compactado quandonecessário
4.5 7.5 - Devem ser implementados os procedimentos de monitoramento e controle do aterro, conforme especificação de projeto
4.6 7.6 - Deve ser mantido durante toda vida útil do aterro e pós-encerramento um registro sistemático de operaçãoe procedimentos de controle com o minimo de informações especificadas em 6.3.10

Media attachments