Coagulação sanguínea e Fármacos anticoagulantes, fibrinolíticos e antiplaquetários

Karina Antonioll
Mind Map by , created over 5 years ago

Mind Map on Coagulação sanguínea e Fármacos anticoagulantes, fibrinolíticos e antiplaquetários, created by Karina Antonioll on 04/12/2014.

53
1
0
Tags No tags specified
Karina Antonioll
Created by Karina Antonioll over 5 years ago
PSBD TEST # 3
Suleman Shah
GRE Verbal Reasoning Vocabulary Flashcards 2
Sarah Egan
3.1 Keywords - Marketing
Mr_Lambert_Hungerhil
Meteorologia I
Adriana Forero
Specific Topic 7.3 Timber selection
T Andrews
10 Study Techniques
PatrickNoonan
AS-Level Chemistry: Unit 1:The Atom
Daena Targaryen
Biology 2b - Enzymes and Genetics
Evangeline Taylor
Business Studies Unit 1
kathrynchristie
Mapas mentales con ExamTime
julii.perci
Coagulação sanguínea e Fármacos anticoagulantes, fibrinolíticos e antiplaquetários
1 Mecanismo de controle
1.1 Sangue líquido no interior vascular, coagular quando exposto a superfícies subendoteliais em locais de lesão vascular
2 Hemostasia
2.1 Para de perder sangue em um vaso lesado. 1 - plaquetas aderem as macromoléculas da região subendotelial dos vasos lesados onde são ativadas. 2- plaquetas aderentes liberam substância que ativa plaquetas próximas. 3- plaquetas ativadas se agregam para formar o tampão hemostático primário. Lesão inicial expõe fator tecidual que começa o sistema de coagulação.
3 Anticoagulantes Parenterais
3.1 Heparina
3.1.1 Glicosaminoglicano dos grânulos secretores dos mastócitos. Extraído mucosa intestinal suína. USP: quantidade de heparina p/ impedir a coagulação de 1mL de plasma ovino citrato por 1 hora após adição de 0,2 mL de CaCl a 1%.
3.1.2 Derivados
3.1.2.1 Heparina: Fonte Biológica, Biodisponibilidade 30%, Meia vida 1h, N excreção renal, Completo efeito antídoto, <5% Trombocitopenia
3.1.2.2 HBPM: Fonte Biológica, Biodisponibidade 90%, Meia vida 4h, Excreção renal, Efeito antídoto parcial, <1% Trombocitopenia
3.1.2.3 Fondaparinux: Fonte Sintética, Biodisponibilidade 100%, Meia vida 17h, Exreção renal, Sem efeito antídoto, <1% Trombocitopenia
3.1.2.4 São catalisadores. Se unem a antitrombina e forma complexos covalentes entre antitrombina e proteases-alvo, se soltam do complexo. Catalisam outras moléculas antitrombina.
3.1.3 Mecanismo de ação
3.1.3.1 N anticoagulante. Ligam-se a antitrombina, acelera taxas que inibem proteases de coagulação. Antitrombina = substrato suicida das proteases
3.1.4 Em altas doses: pode interferir agregação plaquetária, aumentando Tempo de sangramento
3.1.5 Usos Clínicos: início trombose venosa e embolia pulmonar. Conjunto com antagonista Vit K.
3.1.6 Absorção e Farmacocinética
3.1.6.1 Via parenteral. Infusão intravenosa contínua, infusão intermitente a cada4-6h. Injeção Subcutânea: 8-12h, varia disponibilidade. Ação imediata via intravenosa.
3.1.6.2 Faixa terapêutica: 0,3 a 0,7 unidades /mL. Dose normal 35.000
3.1.7 Toxicidade e efeitos adversos: sangramento; efeito anticoagulante desaparece em poucas horas, em casos de hemorragia usar sulfato de protamina q liga-se a heparina; trombocitopenia.
3.2 Lepirudina: inibidor da trombina.
3.2.1 Desirudina
3.2.1.1 Bivalirudina
3.2.1.1.1 Argatrobana
3.2.1.1.1.1 Alfadrotrecogina
3.2.1.1.1.1.1 Forma da proteína C
4 Antitrombina
4.1 Forma recombinante da antitrombina humana produzida do leite de cabra geneticamente modificado. Pacientes com deficiência hereditária de antitrombina submetidos a procedimentos cirúrgicos.

Media attachments