Febre

Victória Costa
Mind Map by Victória Costa, updated more than 1 year ago
Victória Costa
Created by Victória Costa over 3 years ago
4
0

Description

Mind Map on Febre, created by Victória Costa on 03/29/2017.

Resource summary

Febre
1 Definição
1.1 Diferente de Hipertermia
1.2 Sinal clínico caracterizado pelo aumento da temperatura corporal
1.3 Situação em que o centro termorregulador (área pré-óptica do hipotálamo anterior) busca ativamente uma temp. superior à normal
2 Semiologia da febre
2.1 Início - súbito ou gradual
2.2 Instensidade - obedece temp. axilar
2.2.1 Leve ou febrícula: ≤ 37,5C
2.2.2 Moderada: > 35,5 ≤ 38,5C
2.2.3 Alta ou elevada: > 38,5C
2.3 Duração
2.3.1 prolongada + de 10 dias
2.3.1.1 alerta p/ tuberculose, septicemia, linfomas, etc.
2.4 Modo de evolução
2.4.1 Febre contínua
2.4.1.1 temp. > normal variando em até 1C
2.4.2 Febre remitente
2.4.2.1 variações diárias de até 2C, sem períodos de apirexia
2.4.3 Febre intermitente
2.4.3.1 alternam-se períodos piréticos com apiréticos, uma ou + vezes por dia
2.4.4 Febre recorrente
2.4.4.1 alternância entre alguns dias de febre com períodos de apirexia.
2.5 Término
2.5.1 "em crise" (febre desaparece subitamente)
2.5.2 "em lise" (desaparece lentamente)
3 Patogênese
3.1 Pirógenos exógenos - agentes infecciosos/tóxicos
3.1.1 Pirógenos endógenos - citocinas como IL-6, TNF-a
3.1.1.1 Estimulam o hipotálamo a produzir prostaglandina E2
3.1.1.1.1 Ponto estabilizador da temp. é elevado
3.1.1.1.1.1 Ativados mecanismos de geração e conservação de calor
4 Quadro clínico
4.1 Febre com sinais de localização
4.1.1 Predomina etiologia viral
4.1.1.1 Curta duração
4.1.1.2 Autolimitado
4.2 Febre recente, sem localização
4.2.1 Predomina etiologia viral
4.2.2 3-5% tem bacteremia oculta
4.2.2.1 Atenção aos sinais de alerta da febre
4.3 Febre de origem indeterminada
4.3.1 Def. em pediatria é variável
4.3.1.1 Para lactentes
4.3.1.1.1 Febre alta oscilando 8 dias
4.3.1.2 Para adolescentes
4.3.1.2.1 Febre alta oscilando 3 semanas
4.3.2 Principal causa é infecciosa
5 Tratamento
5.1 Medidas gerais
5.1.1 Roupas leves
5.1.2 Locais arejados
5.1.3 Muito líquido
5.1.4 Menos esforço físico
5.2 Antitérmicos
5.2.1 Dipirona
5.2.2 Aspirina
5.2.3 Paracetamol
5.2.4 Ibuprofeno (outros AINEs)
5.3 Uso alternado ou combinado de antitérmicos
5.3.1 Não há evidências de que é + eficiente
5.3.2 Possibilidade de interação medicamentosa com outros fármacos
5.3.3 É indicada a não utilização
6 Sinais de alerta
6.1 Febre alta persistente, calafrios, tremores
6.2 Alterações do humor e do apetite
6.3 Choro inconsolável
6.4 Fácies de sofrimento
6.5 Sonolência, irritabilidade alternando com letargia
6.6 Lesões de pele (petéquias, púrpuras, erupções)
6.7 Pele pálida, cianótica
6.8 Vômitos frequentes
6.9 Abaulamento da fontanela
6.10 Dificuldade respiratória
6.11 Distensão abdominal
6.12 Disúria
6.13 Convulsões
6.14 Febre com duração superior a 72h
7 Temperatura corporal normal
7.1 Influenciada por vários fatores
7.1.1 Ritmo circadiano
7.1.1.1 Varia até 1,1C
7.1.2 Idade
7.1.2.1 Recém nascidos e > 6 meses estão sujeitos a amplas variações respondendo a diferentes estímulos
Show full summary Hide full summary

Similar

FEBRE
Tiago Vaz
Semiologia Medica I
Jeferson Da Silva
Convulsão Febril
Tamiris Moura
tuberculose
Ana Vasconcelos
Antipiréticos
Beatriz Leandro
caso clinico
Hellen Brito
GCSE History – Social Impact of the Nazi State in 1945
Ben C