07. Eng de Software: Processo Evolucionário: Modelo: Concorrente

Jamil Yahuza Felippe
Mind Map by , created over 5 years ago

Tecnologia da Informação e Comunicação Engenharia de Software Mind Map on 07. Eng de Software: Processo Evolucionário: Modelo: Concorrente, created by Jamil Yahuza Felippe on 06/02/2014.

95
2
0
Jamil Yahuza Felippe
Created by Jamil Yahuza Felippe over 5 years ago
Requisitos
carlinhosarena
Aula Um Engenharia de Software III
Artur R
Modelagem de Software
FARLEY DE OLIVEIRA RANGEL
CHEMISTRY C1 2
x_clairey_x
Forces and their effects
kate.siena
Engenharia de Software
Gabriel Alexandre
Quiz - Processo de Software
Adriana Gomes Alves
Áreas de Conhecimento X Grupos de Processos
Rodrigo Ferreira
Quiz - Processos tradicionais
Adriana Gomes Alves
07. Eng de Software: Processo Evolucionário: Modelo: Concorrente
1 Pressman (2010), o modelo de desenvolvimento concorrente, também chamado de engenharia concorrente, pode ser representado, esquematicamente, como uma série de atividades de arcabouço, ações e tarefas da engenharia de software e seus estados associados.
1.1 Um exemplo do uso desse modelo pode ver visto na Figura, que traz a atividade “modelagem” do modelo Espiral, espelhada no modelo concorrente.
1.1.1 No modelo concorrente, uma atividade pode estar em qualquer um dos estados apresentados na Figura, definindo uma série de eventos que vão disparar transições de um estado para outro, para cada uma das atividades, ações ou tarefas da engenharia de software.
2 Prática
2.1 Durante os estágios da etapa de projeto, descobre-se uma inconsistência no modelo de análise. Isso geraria o evento “correção no modelo de análise”, que, por sua vez, implicaria na passagem da atividade de análise do estado “pronto” para o estado “aguardando modificações”.
2.2 O software moderno é caracterizado por modificações contínuas, prazos muito curtos e por uma necessidade premente de satisfazer o usuário ou cliente. Os modelos evolucionários de processo foram criados com o objetivo de resolver esses problemas; contudo, também têm suas fragilidades. Uma delas é que a prototipagem pode trazer problemas para o planejamento do projeto, em função do número impreciso de ciclos necessários para se concluir o produto. Outra dificuldade se refere ao foco dado à flexibilidade e extensibilidade, em vez da alta qualidade. Se o foco for centrado na qualidade, o projeto pode resultar em atraso, o que pode comprometer a competitividade do empreendimento.
3 Principais características:
3.1 Todas as atividades ocorrem em paralelo, mas estão em diferentes estados.
3.2 O modelo define uma série de eventos que vão disparar transições de estado a estado, para cada uma das atividades.
3.3 Em vez de usar uma sequência como o modelo em cascata, ele define uma rede de atividades.
3.4 Eventos gerados dentro de certa atividade — ou em algum outro lugar da rede de atividades — disparam transições entre estados de uma atividade.
3.5 Pode ser aplicado a todo tipo de desenvolvimento de software e fornece uma visão exata de como está o estado do projeto.
3.6 Em vários projetos pode existir uma simultaneidade (concorrência) entre as várias atividades de desenvolvimento e de gestão de projetos.
3.7 É representado como uma série de grandes atividades técnicas, tarefas e seus estados associados (fornece um panorama preciso do estado atual do projeto).

Media attachments