Quiz Sobre Genética

Marerodrigues
Quiz by , created over 5 years ago

Questões do ENEM 2009. Fonte: http://biologiadiversa.blogspot.com.br

4276
87
1
Marerodrigues
Created by Marerodrigues over 5 years ago
LITERATURA: ROMANTISMO (INTRODUÇÃO)
GoConqr suporte .
Fórmulas de Física
GoConqr suporte .
Fisiologia Humana
Felipe Penha
Mind Maps with GoConqr
croconnor
Human Resource Management
A Donaghy
Glossário de Biologia
GoConqr suporte .
Plano de estudos ENEM - Parte 2 *Exatas/Biológicas
Alice Sousa
Plano de estudos ENEM - Parte 2 *Exatas/Biológicas
GoConqr suporte .
Como Estudar Matemática
GoConqr suporte .
Plano de estudos ENEM - Parte 2 *Exatas/Biológicas
sarahnjife

Question 1

Question
1) (ENEM 2011) Em 1999, a geneticista Emma Whitelaw desenvolveu um experimento no qual ratas prenhes foram submetidas a uma dieta rica em vitamina B12, ácido fólico e soja. Os filhotes dessas ratas, apesar de possuírem o gene para obesidade, não expressaram essa doença na fase adulta. A autora concluiu que a alimentação da mãe, durante a gestação, silenciou o gene da obesidade. Dez anos depois, as geneticistas Eva Jablonka e Gal Raz listaram 100 casos comprovados de traços adquiridos e transmitidos entre gerações de organismos, sustentando, assim, a epigenética, que estuda as mudanças na atividade dos genes que não envolvem alterações na sequência do DNA. <<A reabilitação do herege. Época, nº 610, 2010 (adaptado).>> Alguns cânceres esporádicos representam exemplos de alteração epigenética, pois são ocasionados por
Answer
  • aneuploidia do cromossomo sexual X.
  • poliploidia dos cromossomos autossômicos.
  • mutação em genes autossômicos com expressão dominante.
  • substituição no gene da cadeia beta da hemoglobina.
  • inativação de genes por meio de modificações das bases nitrogenadas.

Question 2

Question
2) (ENEM 2009) Mendel cruzou plantas puras de ervilha com flores vermelhas e plantas puras com flores brancas, e observou que todos os descendentes tinham flores vermelhas. Nesse caso, Mendel chamou a cor vermelha de dominante e a cor branca de recessiva. A explicação oferecida por ele para esses resultados era a de que as plantas de flores vermelhas da geração inicial (P) possuíam dois fatores dominantes iguais para essa característica (VV), e as plantas de flores brancas possuíam dois fatores recessivos iguais (vv). Todos os descendentes desse cruzamento, a primeira geração de filhos (F1), tinham um fator de cada progenitor e eram Vv, combinação que assegura a cor vermelha nas flores. Tomando-se um grupo de plantas cujas flores são vermelhas, como distinguir aquelas que são VV das que são Vv?
Answer
  • Cruzando-as entre si, é possível identificar as plantas que têm o fator v na sua composição pela análise de características exteriores dos gametas masculinos, os grãos de pólen.
  • Cruzando-as com plantas recessivas, de flores brancas. As plantas VV produzirão apenas descendentes de flores vermelhas, enquanto as plantas Vv podem produzir descendentes de flores brancas.
  • Cruzando-as com plantas de flores vermelhas da geração P. Os cruzamentos com plantas Vv produzirão descendentes de flores brancas.
  • Cruzando-as entre si, é possível que surjam plantas de flores brancas. As plantas Vv cruzadas com outras Vv produzirão apenas descendentes vermelhas, portanto as demais serão VV.
  • Cruzando-as com plantas recessivas e analisando as características do ambiente onde se dão os cruzamentos, é possível identificar aquelas que possuem apenas fatores V.

Question 3

Question
3) (ENEM 2009) Anemia Falciforme é uma das doenças hereditárias mais prevalentes no Brasil, sobretudo nas regiões que receberam maciços contingentes de escravos africanos. É uma alteração genética, caracterizada por um tipo de hemoglobina mutante designada por hemoglobina S. Indivíduos com essa doença apresentam eritrócitos com formato de foice, daí o seu nome. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro da mãe para produzir a hemoglobina S ela nasce com um par de genes SS e assim terá a Anemia Falciforme. Se receber de um dos pais o gene para hemoglobina S e do outro o gene para hemoglobina A ela não terá doença, apenas o Traço Falciforme (AS), e não precisará de tratamento especializado. Entretanto, deverá saber que se vier a ter filhos com uma pessoa que também herdou o traço, eles poderão desenvolver a doença. <<Disponível em: http://www.opas.org.br. Acesso em: 02 mai. 2009 (adaptado). >> Dois casais, ambos os membros heterozigotos do tipo AS para o gene da hemoglobina, querem ter um filho cada. Dado que um casal é composto por pessoas negras e o outro por pessoas brancas, a probabilidade de ambos os casais terem filhos (um para cada casal) com Anemia Falciforme é igual a
Answer
  • 5,05%.
  • 6,25%.
  • 10,25%.
  • 18,05%.
  • 25,00%.

Question 4

Question
4) (ENEM 2009) Em um experimento, preparou-se um conjunto de plantas por técnica de clonagem a partir de uma planta original que apresentava folhas verdes. Esse conjunto foi dividido em dois grupos, que foram tratados de maneira idêntica, com exceção das condições de iluminação, sendo um grupo exposto a ciclos de iluminação solar natural e outro mantido no escuro. Após alguns dias, observou-se que o grupo exposto à luz apresentava folhas verdes como a planta original e o grupo cultivado no escuro apresentava folhas amareladas. Ao final do experimento, os dois grupos de plantas apresentaram
Answer
  • os genótipos e os fenótipos idênticos.
  • os genótipos idênticos e os fenótipos diferentes.
  • diferenças nos genótipos e fenótipos.
  • o mesmo fenótipo e apenas dois genótipos diferentes.
  • o mesmo fenótipo e grande variedade de genótipos.

Question 5

Question
5) (ENEM 2008) Durante muito tempo, os cientistas acreditaram que variações anatômicas entre os animais fossem consequência de diferenças significativas entre seus genomas. Porém, os projetos de sequenciamento de genoma revelaram o contrário. Hoje, sabe-se que 99% do genoma de um camundongo é igual ao do homem, apesar das notáveis diferenças entre eles. Sabe-se também que os genes ocupam apenas cerca de 1,5% do DNA e que menos de 10% dos genes codificam proteínas que atuam na construção e na definição das formas do corpo. O restante, possivelmente, constitui DNA não-codificante. Como explicar, então, as diferenças fenotípicas entre as diversas espécies animais? A resposta pode estar na região não-codificante do DNA. <<S. B. Carroll et al. O jogo da evolução. In: "Scientific American Brasil", jun./2008 (com adaptações) >> A região não-codificante do DNA pode ser responsável pelas diferenças marcantes no fenótipo porque contém
Answer
  • as sequências de DNA que codificam proteínas responsáveis pela definição das formas do corpo.
  • uma enzima que sintetiza proteínas a partir da sequência de aminoácidos que formam o gene.
  • centenas de aminoácidos que compõem a maioria de nossas proteínas.
  • informações que, apesar de não serem traduzidas em sequências de aminoácidos, interferem no fenótipo.
  • os genes associados à formação de estruturas similares às de outras espécies.