Regulamento Interno e dos Serviços Gerais - RISG

Description

Instrução Geral Flashcards on Regulamento Interno e dos Serviços Gerais - RISG, created by Ruan Nunes Vicente on 03/03/2019.
Ruan Nunes Vicente
Flashcards by Ruan Nunes Vicente, updated more than 1 year ago
Ruan Nunes Vicente
Created by Ruan Nunes Vicente almost 4 years ago
10
0

Resource summary

Question Answer
Conceito de COMANDO É a função do grau hierárquico, da qualificação e das habilitações, constituindo uma prerrogativa IMPESSOAL com atribuições e deveres
Onde e Como o CMT U exercer sua ação de comando? Em todos os setores da unidade, usando-a com a iniciativa necessária e sob sua inteira responsabilidade
Quais as Principais Características da Ação de Comando? POCACFA Planejar, Orientar, Coordenar, Acompanhar, Controlar, Fiscalizar e Apurar
superintender todas as atividades e serviços da unidade, facilitando, contudo, o LIVRE EXERCÍCIO das funções de seus SUBORDINADOS, para que desenvolvem o espírito de iniciativa, indispensável na paz, e sintam a responsabilidade decorrente CMT U
esforçar-se para que os seus subordinados façam do cumprimento do dever militar um verdadeiro culto CMT U
exigir dos subordinados que pautem sua conduta civil pelas normas da mais severa moral, orientando-os e compelindo-os a satisfazerem compromissos morais e pecuniários, inclusive assistência à família, e punindo-os disciplinarmente quando mostrarem se recalcitrantes CMT U
imprimir a todos os seus atos, COMO EXEMPLO, a máxima CORREÇÃO, PONTUALIDADE e JUSTIÇA CMT U
velar para que os OFICIAIS sob seu comando SIRVAM DE EXEMPLO aos subordinados CMT U
zelar para que seus comandados observem fielmente todas as disposições regulamentares CMT U
zelar para que exista ENTRE COMANDADOS COESÃO E HARMONIA a fim de facilitar o máximo rendimento e a indispensável uniformidade nas atividades de comando, instrução e administração CMT U
procurar CONHECER OS COMANDADOS, observando capacidades FÍSICAS, INTELECTUAIS e DE TRABALHO, como suas VIRTUDES e DEFEITOS, p/ formar juízo próprio e p/ prestar as informações regulamentes e outras que forem necessárias CMT U
providenciar para que a UNIDADE esteja SEMPRE EM CONDIÇÕES de ser empregada CMT U
determinar, em observância aos preceitos da MEDICINA PREVENTIVA CMT U
Determinar que os oficiais e praças se submetam às VACINAÇÕES PREVENTIVAS contra moléstias contagiosas e, quando for o caso, a exames complementares, sempre após avaliação médica CMT U
Os médicos da OM desenvolvam, sob supervisão do S3 (P3), rigorosa CAMPANHA CONTRA o uso de substâncias que causem DEPENDÊNCIA QUÍMICA e de prevenção das DTS's, com o auxílio moral do capelão militar CMT U
organizar o HORÁRIO da unidades CMT U
TRANSCREVER, a seu juízo, em BI, as RECOMPENSAS concedidas pelos comandos subordinados CMT U
prestar HONRAS FÚNEBRES aos seus subordinados quando a elas fizerem jus, obedecendo às prescrições do R-2 (RCONT) CMT U
ATENDER às PONDERAÇÕES JUSTAS de seus subordinados, quando feitas em termos adequados e desde que sejam de sua competência CMT U
CONCEDER DISPENSA do serviço aos militares, nas condições estabelecidas na legislação vigente CMT U
CONCEDER aos militares, nas condições estabelecidas na legislação, os períodos de TRÂNSITO a que têm direito CMT U
publicar em BI da unidade, notas referentes a atos e fatos relativos aos seus comandados e que devam constar de suas folhas de alterações CMT U
CONCEDER FÉRIAS aos seus subordinados, de acordo com as normas estabelecidas neste regulamento CMT U
CONCEDER aos seus comandados, dentro do limite de sua competência, as RECOMPENSAS de que tratam o E-1 (estatudo) e o RDE CMT U
CONCEDER LICENÇAS de acordo com as instruções e normas específicas em vigor CMT U
lançar, de próprio punho, o seu juízo a respeito dos militares da unidade, não só em fichas de avaliação como em qualquer documento análogo, exigidos pelos órgãos competentes CMT U
providenciar para que seja sempre passado o “ATESTADO DE ORIGEM”, nos casos de ferimento ou doenças adquirias por militares da unidade, em ato de serviço ou na instrução, de acordo com as prescrições em vigor CMT U
despachar ou informar, nos prazos, os requerim., partes, consultas, queixas, pedidos de reconsid., etc, de seus subord., mandando arquv.. os q ñ estejam redigidos c/ propriedade ou q ñ se fundamentem, public. em BI as razões e punindo os seus autores, se for o caso CMT U
NOMEAR ou designar COMISSÕES ou equipes que se tornem necessárias ao bom andamento do serviço, sejam estabelecidas em legislação ou impostas pelo escalão superior CMT U
corresponder -se diretamente com as autoridades civis ou militares, quando o assunto não exigir a intervenção da autoridade superior, ressalvadas as restrições regulamentares CMT U
participar, imediatamente, à autoridade superior, fatos de natureza grave ocorridos na unidade, solicitando-lhe intervenção, se não estiver em suas atribuições providenciar a respeito CMT U
incluir na unidade os oficiais, as praças e os servidores civis nela classificados ou para ela transferidos; e CMT U
incluir na unidade os voluntários e os conscritos a ela incorporados, designando-lhes as SU em que irão servir CMT U
reincluir as praças desertoras que se apresentarem ou forem capturadas, se julgadas aptas em inspeção de saúde CMT U
distribuir, pelas SU e serviços, os oficias temporários convocados para estágio e classificados na unidade CMT U
realizar as movimentações no âmbito das unidades, segundo a legislação em vigor e a melhor conveniência do serviço CMT U
evitar que sejam empregadas no serviço das repartições ou dependências internas outras praças que excedam às respectivas lotações previstas CMT U
excluir da unidade os militares que se enquadrarem em qualquer um dos motivos de exclusão do serviço ativo relacionados no E-1 CMT U
excluir da unidade os militares que deixarem de pertencer à mesma por motivo de movimentação CMT U
excluir da unidade os militares que forem promovidos, quando houver incompatibilidade entre o novo posto ou a nova graduação e o cargo que exerciam CMT U
LICENCIAR E EXCLUIR AS PRAÇAS nos limites de sua competência, em conformidade com o E-1, a lei do serviço militar e o RDE CMT U
LICENCIAR as PRAÇAS do serviço ativo e INCLUÍ-LAS NA RESERVA, de conformidade com as normas em vigor, observadas, conforme o caso, as disposições seguintes (...) CMT U
pedir providências à autoridade superior se, decorridos dois meses do encaminhamento de processo de reforma, não houver sido solucionado CMT U
remeter às autoridades competentes, na época oportuna, os mapas, as relações, as fichas e outros documentos que forem exigidos pelos regulamentos e por outras disposições em vigor CMT U
facilitar às autoridades competentes os exames, as verificações, as inspeções e as fiscalizações, quando determinado por autoridade superior ou em cumprimento a dispositivos regulamentares CMT U
assegurar que o material e o equipamento distribuídos à unidade estejam nas melhores condições possíveis de uso e sejam apropriadamente utilizados, manutenidos, guardados ou estocados e controlados CMT U
DESIGNAR OFICIAIS, PRAÇAS e SERVIDORES CIVIS PARA CARGOS da unidade, de acordo com as prescrições em vigor, com o QO CMT U
DAR suas ORDENS E INSTRUÇÕES, sempre que possível, POR INTERMÉDIO DO SCMT U, devendo aqueles que as receberem diretamente dar ciências ao SCMT, na primeira oportunidade CMT U
receber de seu antecessor os documentos sigilosos controlados, de acordo com as normas vigentes sobre o assunto CMT U
encaminhar, ao EME (ESTADO MAIOR), pelos trâmites regulamentares, os processos relativos aos trabalhos de natureza científico-militar, apresentados por seus comandados, para fins de julgamento e publicação CMT U
participar, imediatamente, ao órgão competente, o local de residência declarado pelo militar desligado do estado efetivo, em virtude de reforma ou transferência para a reserva, tão logo seja transcrito em BI o respectivo ato oficial CMT U
encaminhar, ao órgão competente, os requerimentos nos quais os inativos e pensionistas vinculados à unidade, para fins de percepção de proventos, solicitem transferência para outros destinos CMT U
participar, ao órgão competente, o falecimento de inativos e pensionistas vinculados à unidade CTM U
fornecer, mediante requerimento do interessado e obedecida a legislação pertinente ao assunto, certidão do que constar nos arquivos da unidade CMT U
anular em BI, quando houver razões para isto, qualquer ato seu ou de seus subordinados, dentro do prazo de sessenta dias CMT U
providenciar a elaboração ou a atualização dos planos de segurança e defesa do aquartelamento, de combate a incêndios, de chamada e outros CMT U
conceder, de acordo com a legislação em vigor, permissão escrita às praças sob seu comando para portarem arma de fogo de defesa individual e de sua propriedade particular CMT U
orientar, de acordo c/ as normas vigentes, os procedimentos a serem adotados pela U, particularmente pelo pessoal de serviço, quanto ao recebimento de ordens judicias, inclusive as q ñ estejam dirigidas a sua OM ou ñ sejam de sua competência prestar informações ou esclarecimentos CMT U
orientar e coordenar o processo de arquivamento, análise, avaliação e seleção de documentos no âmbito da unidade CMT U
SCMT U é o PRINCIPAL AUXILIAR e SUBSTITUTO IMEDIATO do CMT U, seu intermediário na expedição de todas as ordens relativas à disciplina, à instrução e aos serviços gerais, cuja execução cumpre-lhe fiscalizar
chefe do EM/U e o responsável pela coordenação dos seus elementos? SCMT U
Nas SU isoladas, poderá acumular suas funções com outros encargos previstos no QO SCMT U
ENCAMINHAR ao CMT, com as informações necessárias, todos os DOCUMENTOS que dependam da decisão destes SCMT U
LEVAR AO CONHECIMENTO do CMT U, VERBALMENTE ou por escrito, depois de convenientemente apuradas, todas as OCORRÊNCIAS que não lhe caiba resolver SCMT U
DAR CONHECIMENTO ao CMT U das OCORRÊNCIAS e dos FATOS a respeito dos quais haja providenciado por iniciativa própria SCMT U
assinar documentos ou tomar PROVIDÊNCIAS DE CARÁTER URGENTE na ausência ou no impedimento ocasional do comandantes, dando-lhe conhecimento na primeira oportunidade SCMT U
ZELAR assiduamente pela CONDUTA civil e militar dos OFICIAIS e das PRAÇAS da unidade SCMT U
ESCALAR os OFICIAIS e a SU ou as Subunidades que fornecerão pessoal para os serviços gerais e extraordinários da unidade SCMT U
ASSINAR todos os DOCUMENTOS referentes à VIDA FUNCIONAL do CMT U SCMT U
AUTENTICAR todos os livros existentes na unidade, salvo os de atribuição do CMT U, dos serviços administrativos ou os relativos à instrução SCMT U
AUTENTICAR as cópias do BI, bem como as ordens e instruções do CMT U que importem em coordenação de assuntos referentes a mais de uma seção do EM e/ou SU SCMT U
exercer rigorosa SUPERVISÃO das normas de controle ao ARMAMENTO adotadas pela unidade, introduzindo as modificações para o constante aperfeiçoamento da verificação e do acompanhamento desse material bélico, além de realizar INSPEÇÕES inopinadas SCMT U
RECEBER, ao final do expediente, os MAPAS DIÁRIOS DE ARMAMENTO resultantes da revista diária, para efeito de autorização, por parte do CMT U do toque de “ordem” SCMT U
manter arquivados, sob sua responsabilidade, os mapas de que trata o inciso XI deste artigo, em pastas e locais apropriados e seguros; e SCMT U
FORNECER aos CIVIS que tenham ENCARGOS DIÁRIOS no quartel, um CARTÃO DE IDENTIDADE que lhes faculte o ingresso para suas atividades, cuja validade obedeça a critérios estabelecidos pela própria unidades SCMT U
AJUDANTE-SECRETÁRIO AUXILIAR IMEDIADO do CMT U
dirigir a ESCRITURAÇÃO referente à CORRESPONDÊNCIA, ao ARQUIVO e ao REGISTRO das alterações dos oficiais AJD-SEC
REDIGIR toda a CORRESPONDÊNCIA, cuja natureza assim o exigir AJD-SEC
SUBSCREVER CERTIDÕES e papéis análogos AJD-SEC
manter em dia o HISTÓRICO da unidades AJD-SEC
CONFERIR E AUTENTICAR AS CÓPIAS de documentos existente no ARQUIVO, mandadas extrair por autoridades competente AJD-SEC
manter, em dia e em ordem, o arquivo da documentação da unidades, de acordo com as normas em vigor AJD-SEC
responder pela carga do material distribuído ao gabinete do CMT U, do SCMT U e da SECRETARIA AJD-SEC
receber toda a correspondência externa destinada à unidade AJD-SEC
AJD-SEC entrega o que ao P2? Correspondência SIGILOSA
AJD-SEC manda protocolar a ostensiva e entrega... ao SCMT U
AJD-SEC faz distribui a particular comum pelas... SU
Correspondência registrada ou com valor AJD-SEC faz entregar PESSOALMENTE, mediante RECIBO, aos oficiais ou aos CMT SU (quando destinadas a praças)
FISCALIZAR pessoalmente a EXPEDIÇÃO da CORRESPONDÊNCIA, fazendo registrá-la no protocolo em que será passado o competente recibo AJU-SEC
ORGANIZAR a DOCUMENTAÇÃO referente aos processos de INSUBMISSÃO e DESERÇÃO; AJD-SEC
organizar e manter em dia o livro ou fichário de apresentação de oficiais na unidade, providenciando a devida publicação em BI AJD-SEC
Quando não houver cargo específico, a função do AJUDANTE-SECRETÁRIO será exercida cumulativamente pelo.... P1
O que é o BI? é o documento em que o CMT U publica todas as ordens, as ordens das autoridades superiores e os fatos que devam ser do conhecimento de toda a unidade;
O BI é dividido em quantas partes? E quais são elas? 1ª – serviços diários; (escala de serviço) 2ª – instrução; (instruções) 3ª – assuntos gerais e administrativos; e (concessões de férias) 4ª – justiça e disciplina (punições e elogios)
Qual é a frequência da publicação do BI? diariamente ou NÃO, conforme as necessidades e o vulto das matérias a divulgar.
Todos os assuntos são publicados no BI? Não! Os assuntos classificados como reservado serão publicados em BOLETIM RESERVADO, organizado pelo S2 (P2), de forma semelhante à do boletim ostensivo;
Há publicação do BI em Sábados, domingos e feriados? Nos sábados, domingos e feriados, havendo expediente na unidade, também poderá ser publicado o BI;
Contém A discriminação do serviço a ser executado pela unidade BI
Contém as ordens e decisões do CMT U, mesmo que já tenham sido executadas BI
Contém as determinações das autoridades superiores, mesmo que já cumpridas, com a citação do documento da referência BI
Contém as alterações ocorridas com o pessoal e o material da unidades BI
Contém as ordens e disposições gerais que interessam à unidade e referência sucinta a novo manuais de instrução, regulamentos ou instruções, com indicação do órgão oficial em que tiverem sido publicados BI
Contém referências a oficiais e praças falecidos que, pelo seu passado e conduta, mereçam ser apontados como exemplo BI
Contém a apreciação do CMT U ou da autoridade superior sobre a instrução da unidade e referência a documentos de instrução recebidos ou expedidos BI
Contém os fatos extraordinários que interessam à unidade BI
Contém os assuntos que devam ser publicados por força de regulamentos e outras disposições em vigor BI
Contém os assuntos que tenham sido transmitidos à unidade em caráter SIGILOSO ou qualquer referência a esses mesmos assuntos não contem no BI
Contém as ocorrências ou os assuntos não relacionados com o serviço do exército, salvo se tiverem dado lugar à expedição de alguma ordem ou estiverem ligado a comemoração de caráter cívico NÃO contem no BI
Cópias do BI serão extraídas tantas cópias, todas autenticadas pelo SCMT U, quantas forem necessárias à distribuição às SU, às dependências internas e à autoridade a que estiver a unidade imediatamente subordinada, observando-se, a respeito, as seguintes disposições;
os CMT SU incorporadas poderão anexar ao BI um aditamento, com as minúcias necessárias ao cumprimento das ordens nele contidas, acrescidas de suas próprias ordens relativas à instrução, aos serviços especiais e ao emprego do tempo no dia seguinte BI
o BI e o aditamento serão lidos à SU em formatura de todo o pessoal, ao toque respectivo; BI
o CMT U, em casos excepcionais, poderá reunir os oficiais para ouvirem, em sua presença, a leitura do BI BI
o BI deverá ser conhecido, no mesmo dia de sua publicação, por todos os oficiais e praças da unidade e o aditamento pelos da respectiva SU, para isso, será aposto o ciente, pelos oficias, na última pagina das cópias de sua SU ou dependência e as praças que por qualquer motivo hajam faltando à leitura do BI deverão se informar dos assuntos de seus interesses na primeira oportunidades BI
mesmo informatizados, os originais dos boletins e seus aditamentos, com a assinatura de próprio punho do comandante serão colecionados e periodicamente encadernados ou brochados em um volume com um índice de normas e outro por assuntos organizados pela 1ª seção, sendo guardados no arquivo da unidades BI
analogamente ao previsto no inciso VII deste artigo procederão as SU, relativamente às cópias dos boletins e aos respectivos aditamentos que lhes forem distribuídos. BI
Nas unidades em que os boletins são DISPONIBILIZADOS EM REDE, ou por outro meio de informática: I – O SCMT U autenticá-los-á eletronicamente; e II – NÃO É OBRIGATÓRIA A DISTRIBUIÇÃO DE CÓPIAS IMPRESSAS para as SU e dependências internas. BI
Normalmente, o BI estará pronto meia hora antes do fim do último tempo da instrução; para isso havendo acumula de matéria, a parte que não exija conhecimento imediato poderá constituir assunto do BI seguinte. O BI será distribuído antes do término do último tempo de instrução. BI
O que compreende o horário da vida diária da unidade? compreende serviços, instrução, expediente, rancho, etc, é estabelecido pelo CMT U, por período que poderão variar com as estações do ano, os interesses da instrução e de acordo com determinações superiores.
O horário da unidade será publica onde? O horário correspondente a cada período será publicado em BI, sempre que possível com antecedência de uma semana e serão igualmente publicadas, com a antecedência devida, quaisquer alterações nele introduzidas.
O que é o toque de alvorada? Em situação normal, o toque de alvorada, executado de acordo com o horário da unidade e por ordem do OF DIA, indica o despertar e o começo da atividade diária.
O que a guarda do alojamento faz na alvorada? Ao terminar o toque de alvorada, a guarda de cada alojamento providenciará para que todos os homens tenham deixado seus leitos.
Há exceções ao horário da alvorada? Nos dias em que não houver expedientes, as praças de folga poderão permanecer no leito até a hora fixada no horário da vida diária da unidade.
O que é o toque de silêncio? O toque de silêncio, executado de acordo com o horário da unidade e por ordem da OF DIA, indica o fim da atividade diária.
OF DIA é .... , fora do expediente, o representante do CMT U
assegurar, durante o seu serviço, o exato cumprimento de ordens da unidade das disposições regulamentares relativas ao serviço diário. OF DIA
estar inteiramente familiarizado com os planos de segurança do aquartelamento, de combate a incêndio, de chamada e os sinais de alarmes correspondentes, para fins de execução ou treinamento OF DIA
receber o CMT U, à sua chegada ao início do expediente, a apresentar-se quando este entrar no quartel após o toque de ordem, e também ao SCMT U, assim que este chegue, só podendo retardar essas apresentações em consequência de trabalho urgente, no qual seja indispensável a sua presença, sendo que, neste caso, apresentar-se-á imediatamente após cessar o impedimento, declarando-lhes os motivos do retardo OF DIA
verificar, ao assumir o serviço, em companhia de seu antecessor, respeitadas as restrições do parágrafo único deste artigo e as constantes das NGA/U, se todas as dependências do quartel estão em ordem e assegurar-se da presença de todos os preços e detidos nos lugares onde devam permanecer, e, após estas providências, ambos apresentar-se-ão ao SCMT U OF DIA
conduzir, pessoalmente, após a rendição da parada, um exercício de manejo das armas (preconizado nas instruções de tiro) a ser realizado por toda guarda do quartel que está entrando de serviço, bem como a recomendação da fiel obediência às normas de segurança de uso de armamento, tudo como medida de prevenção de disparos acidentais, e o mesmo procedimento será adotado com o pessoal de reforço que assume o serviço ao final do expediente; OF DIA
participar ao SCMT U todas as ocorrências extraordinárias havidas depois do seu último encontro com essa autoridade, mencionando-as, ainda, na parte diária, e, se antes de fazê-lo ao SCMT U encontrar o CMT U, prestar-lhe-á as mesmas informações, sem que isso o dispense de fazê-lo ao SCMT U OF DIA
providenciar para que sejam executados, a tempo, os toques regulamentares, de modo que todas as formaturas ou demais atos que exijam toques se realizem no momento oportuno OF DIA
receber qualquer autoridade civil ou militar de categoria igual ou superior à do CMT U e acompanhá-la à presença deste ou do oficial de maior posto que se achar no quartel OF DIA
ter sob sua responsabilidade os objetos existentes nas dependências privativas do OF DIA e de oficiais presos; OF DIA
estar ciente da entrada, permanência e saída de quaisquer pessoas estranhas à unidade OF DIA
providenciar alojamento e alimentação das praças apresentadas à unidade depois de encerrado o expediente e fazê-las encostar à SU designada para tal OF DIA
assinar as baixas extraordinárias ocorridas depois do expediente, quando não se achar no quartel o CMT SU interessada ou seu substituto OF DIA
inspecionar, freqüentemente, respeitadas as restrições do parágrafo único deste artigo e as constantes das NGA/U, as dependências do quartel, verificando se estão sendo regularmente cumpridas as ordens em vigor e tomando as providências que não exijam a intervenção de autoridade superior; OF DIA
dar conhecimento imediato ao SCMT U, ou ao CMT U quando não possa fazê-lo ao primeiro, de todas as ocorrências que exigirem pronta intervenção do comando OF DIA
fazer recolher aos lugares competentes os presos e detidos e pô-los em liberdade, quando para isso esteja autorizado OF DIA
não consentir que praças presas conservem em seu poder objetos proibidos e outros com que possam danificar as prisões; OF DIA
conservar em seu poder, durante a noite e a partir das vinte e uma horas, as chaves das prisões e de todas as entradas do quartel, menos a do portão principal, que ficará com o CMT GD OF DIA
passar, ou fazer passar pelo ADJ, quando não possa fazê-lo pessoalmente, as revistas regulamentares, limitando-se a receber, do CMT SU, a relação das faltas, quando este desejar passar a revista à sua tropa, tudo fazendo constar da parte diária OF DIA
determinar às SU, na ausência dos respectivos CMT ou de autoridade superior da unidade, em casos extraordinários, a apresentação de praças para o serviço urgente não previsto nas ordens do comando OF DIA
providenciar, nas mesmas condições do inciso XIX deste artigo, a substituição de praças que não compareçam ao serviço, adoeçam ou se ausentem OF DIA
atender com presteza, na ausência do CMT U ou do SCMT U, às determinações de autoridade que tenha ação de comando sobre a unidade, empregando todos os meios para dar conhecimento de tais determinações àquelas autoridades, no mais curto prazo possível, e estas ordens serão sempre objeto de autenticação OF DIA
impedir, salvo motivo de instrução ou serviço normal, a saída de qualquer fração de tropa armada sem autorização prévia do comando da unidade, a menos que, por circunstâncias especiais, uma autoridade nas condições previstas no inciso XXI deste artigo o determine diretamente, procedendo, então, como está regulado naquele inciso OF DIA
impedir a saída de animais, viaturas ou outro material sem ordem de autoridade competente, salvo nos casos de instrução ou serviço normal, fazendo constar da parte diária as saídas extraordinárias, assim como o regresso, mencionando as horas OF DIA
permanecer no quartel durante as horas determinadas neste regulamento, sempre pronto e uniformizado para atender a qualquer eventualidade OF DIA
fazer registrar pelo ADJ e assinar, no respectivo livro de partes, todas as ocorrências havidas no serviço, inclusive saída ou entrada de tropa por motivo que não seja de instrução ou de serviço normal OF DIA
assistir a todas as refeições dos cabos e soldados, ficando responsável pela disciplina no refeitório OF DIA
nos dias em que não houver expediente, e na ausência do FISC ADM, do médico, do aprovisionador e do veterinário, examinar as rações preparadas, os víveres, a carne verde e a forragem; OF DIA
impedir a abertura de qualquer dependência fora das horas de expediente, sem ser pelo respectivo chefe ou mediante ordem escrita deste, com declaração do motivo OF DIA
transmitir ao CMT GD do quartel as ordens e instruções particulares do CMT U relativas ao serviço, acrescidas das instruções pormenorizadas que julgue oportunas, e fiscalizar, freqüentemente, a execução do serviço, verificando se estão sendo observadas as disposições regulamentares e cumpridas as ordens e instruções dadas OF DIA
assistir ao recebimento de todo o material que entre no quartel fora das horas de expediente e, a qualquer hora, a distribuição de víveres e forragem OF DIA
fiscalizar para que, logo após o término do expediente, todas as chaves das dependências do quartel (gabinetes, reservas, depósitos etc) estejam no claviculário da unidade, exigindo, em seguida, que a chave deste lhe seja entregue pelo seu ADJ OF DIA
só permitir a entrada de civil no quartel depois de inteirado de sua identidade, motivo de sua presença e do conhecimento da pessoa com quem deseja entender-se, mesmo assim, devidamente acompanhado, quando julgar essa medida necessária; e OF DIA
fiscalizar a limpeza das dependências do quartel a cargo do cabo da faxina. OF DIA
Quando não se acharem presentes os oficiais responsáveis por qualquer repartição ou dependência da unidade, o (...) como representante do CMT U, tem autoridade para intervir nesse local, sempre que se tornar necessária a repressão de irregularidades que afetem a ordem, a higiene e a disciplina; se, porém, achar-se presente o responsável direto ou o oficial seu substituto eventual, a intervenção do OF DIA somente efetivar-se-á quando solicitada. OF DIA
ministrará a instrução de que estiver encarregado em sua SU ou na unidade, quando esta não exija seu afastamento do quartel, cabendo-lhe avisar ao ADJ e ao CMT GD o local preciso em que a qualquer momento poderá ser encontrado. OF DIA
quando julgar necessário, o CMT U poderá mandar escalar oficiais auxiliares do (...), com atribuições prescritas de acordo com a situação particular que tiver aconselhado esta medida. OF DIA
Quando o serviço for o de FISC DIA, este terá todas as atribuições do OF DIA durante a sua permanência no quartel, passando-as ao auxiliar durante sua ausência, só se tornando responsável, daí em diante, pelos fatos para cuja solução for solicitado pelo auxiliar.
Quando nas funções de FISC DIA, o oficial poderá pernoitar em sua residência, devendo, entretanto, assistir à revista do recolher e à primeira refeição das praças no dia seguinte, salvo quando houver oficial preso ou detido ou ordem especial do CMT U, casos em que pernoitará no quartel.
Show full summary Hide full summary

Similar

Conceitos de Contabilidade
Alessandra S.
Conceitos de Contabilidade
Alessandra S.
Gerenciamento de Projetos - conceitos básicos
Luiz Fernando
Conceito de Marketing
Raquel Sargento
Glossário de Direito Empresarial
Daniella Paulino
Psicanálise
LucasEsmeraldo
Redes de Computadores
deisi.weg
Geografia C - Conceitos
Departamento 4 ESMA
Jornalismo e Publicidade:Novas Atribuições.
belmarbarerestos
Fotografia
Marcio A F Duarte
CONCEITOS DE CONSTITUIÇÃO
GoConqr suporte .