50 Expressões Idiomáticas Portuguesas!

Geovana Vilaverde
Flashcards by Geovana Vilaverde, updated 3 months ago
1
0
0

Description

50 Expressões Idiomáticas Portuguesas!

Resource summary

Question Answer
"Meter o Rossio na Betesga"; um sítio é muito pequeno para o número de objectos ou pessoas que se quer pôr lá dentro
"Torcer o nariz"; Esta vem geralmente acompanhada pelo gesto que sugere. Significa que não se concorda com uma ideia ou que já se sabe à partida que não se estará muito aberto a ela.
"No tempo da outra senhora"; / "No tempo da Maria Cachucha"; Ambas designam coisas que são muito antigas, tão antigas que já não se pode precisar exactamente quando foram feitas ou sucederam. Outra expressão semelhante que também se pode utilizar é "Mais velho que a Sé de Braga", (Com o início da sua construção no século XI).
"Diz o roto ao nú! "; Baseada num conto de crianças, expressa a pouca moralidade do acusador respectivamente ao acusado.
"Chover a potes"; situação está mesmo muito crítica.
"Nunca mais é Sábado"; Esta é para pessoas impacientes! Geralmente aplica-se quando algo está a levar muito tempo até suceder ou quando se está enfastiado e se quer que o tempo passe um pouco mais rápido.
"Tirar o cavalinho da chuva"; Aplica-se quando uma pessoa já está entusiasmada com uma ideia que tem e positiva em relação à resposta de uma terceira pessoa mas essa está completamente em desacordo.
"Ficar a ver navios"; Quando se espera muito por uma coisa, mas depois algo acontece e a missão fracassa.
"É a banha da cobra"; Visa dizer que é uma aldrabice, um engano.
"Coisas do arco da velha! "; usa-se quando uma situação relatada não faz sentido nenhum e demonstra alguma falta de noção por parte de quem a praticou. Também se pode utilizar para enfatizar uma situação rocambolesca e pouco justificada, ou algo fantástico e espantoso.
"À grande e à francesa"; Quando se quer fazer as coisas em grande, com muita pompa e circunstância, costuma-se aplicar esta expressão.
"Está daqui! " a comida está muito boa e saborosa.
"À sombra da bananeira"; que a pessoa é mesmo muito preguiçosa e não tem vontade de trabalhar,
"Nasceste com o rabo virado para a lua"; Supostamente as pessoas que nasceram com o rabo virado para a lua são pessoas sortudas, que mesmo sendo desorganizadas, pouco trabalhadoras ou afins, têm sempre sorte na vida. É quase utilizada para descrever uma situação injusta de favorecimento divino!
"Bater o dente"; ou estar com muito, muito medo ou estar com muito, muito frio
"Dar com o nariz na porta"; Usa-se quando uma loja ou um serviço está quase para fechar ou por acaso a pessoa não se lembra que este se encontra fechado.
"Quem anda à chuva, molha-se! "; todas as acções têm consequências
"Chegar a roupa ao pêlo"; Outra muito "portuguesa", quando se ameaça alguém de "se lhe chegar a roupa ao pêlo", ameaça-se de violência física subtilmente.
"Caçar no ar"; sonhadoras e pouco realistas
"Fazer um negócio da China"; quando um negócio parece bom demais para ser verdade, de tão vantajoso ou rentável
"Rés-vés Campo de Ourique! "; situações que não aconteceram por pouco, ressalvando a sorte que alguém tem.
"Ferver em pouca água"; uma pessoa irritadiça, que não tem muita paciência e que não aceita situações desfavoráveis.
"Muitos anos a virar frangos"; se é muito bom numa determinada actividade por a fazer há anos (ou há muito tempo).
"Chegar a pimenta ao nariz"; o momento em que alguém se começa a enervar ou irritar por algum motivo ou com alguém.
"Línguas de perguntador"; se alguém demonstra grande impaciência em relação à refeição. Implica que o cozinheiro irá servir a língua de quem pergunta pela comida.
"Não chegar aos calcanhares"; segundo o seu juízo, não estamos ao mesmo nível
Perdido por cem, perdido por mil"; Esta expressão é usada frequentemente por quem muito se desculpa.
"Meter a pata na poça"; está a fazer asneira
"Partir o côco a rir"; ri tanto que perde o controlo de tanto rir.
"Está para nascer um burro"; quando alguém diz que irá fazer algo fora do normal, e não é fácil acreditar que tal irá mesmo suceder.
Show full summary Hide full summary

Suggestions

Direito Constitucional focado (INSS 2016) - Direitos e Garantias Fundamentais e Administração Pública
Thiago Amério
ADMINISTRAÇÃO - OS CLÁSSICOS
Nathalino Pachêco
Abordagens de Gestão
sa.sousa
T1 - ADMINISTRAÇÃO E O ADMINISTRADOR
Dayene Campos
FlashCards para apresentação da disciplina
Jizabely Atanasio
Direito - Direito Constitucional e Estado
Natanael Lima
A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL EM UMA EMPRESA DE COMUNICAÇÃO: UM ESTUDO À LUZ DA APRENDIZAGEM INFORMAL
eduarda Fernandes
Contextualização da disciplina - Desafios Contemporâneos - Hospitalidade
Sanielle Oliveira
Contextualização aula 1 - Desafios Contemporâneos - Direito
Sanielle Oliveira
Contextualização aula 2 - Desafios Contemporâneos Gestão
Sanielle Oliveira
Tecnologia e Administração
Erika Lots
TGA - Teoria Clássica
Natanael Lima
Apresentação da aula 02 - Gestão
Ana Roberta Andrade
Como administrar o seu próprio negócio
Luana Simões
APRESENTAÇÃO DA AULA 01 EMPREENDEDORISMO
Jizabely Atanasio
TEORIAS SOBRE LIDERANÇA
Fernando Luiz
Contextualização aula 3 - Desafios Contemporâneos Gestão
Sanielle Oliveira
Conceito de Gestão Produtiva
Ana Cristina Ush
Apresentação da aula 03 - Gestão
Ana Roberta Andrade
TGA - Escola de Relações Humanas
Natanael Lima