verbos - introdução

Juliane Antoniel
Flashcards by Juliane Antoniel, updated more than 1 year ago
Juliane Antoniel
Created by Juliane Antoniel almost 6 years ago
10
1

Description

Flashcards on verbos - introdução, created by Juliane Antoniel on 06/18/2015.

Resource summary

Question Answer
FORMAS NOMINAIS DO VERBO As formas nominais do verbo nada mais são do que as várias maneiras que eles podem terminar. Bem, você vai entender melhor a partir de agora: O Infinitivo Quando o verbo termina em AR, ER, IR ou OR nós dizemos que ele está no infinitivo, que é uma forma nominal. Além disso, outra coisa que você precisa saber é: quando um verbo terminar em AR ele será considerado um verbo de 1ª conjugação, quando ele terminar em ER ele será considerado de 2ª conjugação e quando ele terminar em IR ele será considerado de 3ª conjugação.
MERGULHAR Verbo no infinitivo pertencente à 1ª conjugação (pois terminam em AR) BATER Verbo no infinitivo pertencente à 2ª conjugação (pois termina em ER) CAIR Verbo no infinitivo pertencente à 3ª conjugação (pois termina em IR) Observação: O verbo "pôr" e seus derivados (compor, impor, supor, repor, etc..) pertencem à 2ª conjugação, pois a sua forma original é "poer" (termina em ER). Portanto, apesar de eles terminarem em OR, esses verbos pertencem à 2ª conjugação (verbos terminados em ER). PÔR Caso especial: verbo no infinitivo pertencente à 2ª conjugação (terminados em "er").
O Gerúndio ele ocorre quando o verbo termina em ANDO, ENDO ou INDO. MERGULHANDO Verbo no gerúndio (termina em "ando") BATENDO Verbo no gerúndio (termina em "endo") CAINDO Verbo no gerúndio (termina em "indo") REPONDO Verbo no gerúndio (termina em "ondo")
O Particípio Além do infinitivo e do gerúndio, outra forma nominal do verbo é o particípio. O particípio acontece quando o verbo termina em ADO ou IDO (e também "ada" e "ida"). MERGULHADO Verbo no particípio BATIDO Verbo no particípio CAÍDO Verbo no particípio
Porém, existem alguns verbos que possuem mais de um particípio: um regular e outro irregular. Exemplos: entregar ("entregado" ou "entregue"), acender ("acendido" ou "aceso"), salvar ("salvado" ou "salvo"), matar ("matado" ou "morto"). Os verbos que possuem mais de um particípio são chamados de verbos abundantes. No caso do verbo "pôr", o particípio de seus derivados termina em OSTO (posto, composto, reposto).
Acabamos de ver que um verbo pode se flexionar (variar, mudar) de acordo com as suas formas nominais (infinitivo, gerúndio e particípio), como por exemplo: salvar (infinitivo - 1ª conjugação), salvando (gerúndio), salvado (particípio regular) e salvo (particípio irregular).
O verbo pode ser flexionado de acordo com o tempo. A ação pode já ter ocorrido (passado), pode estar ocorrendo agora (presente) ou vai ocorrer ainda (futuro). Para ficar mais chique, a gente chama o passado de pretérito. Logo, os verbos podem ser flexionados no pretérito, no presente e no futuro. O pretérito se divide em: pretérito imperfeito, pretérito perfeito e pretérito mais que perfeito. O futuro se divide em: futuro do pretérito, futuro do presente e futuro do presente composto.
A Pessoa Alguém precisa cantar, vender, partir, comprar, fugir de baratas voadoras e etc... Portanto, precisamos de alguém para fazer os verbos funcionarem. Esse alguém é a pessoa do discurso. No singular, temos: 1ª Pessoa do Singular: EU 2ª Pessoa do Singular: TU 3ª Pessoa do Singular: ELE (ou ELA)
Se elas forem para o plural, teremos: 1ª Pessoa do Plural: Nós 2ª Pessoa do Plural: Vós 3ª Pessoa do Plural: ELES (ou ELAS) Essas pessoas são os pronomes, outra classe de palavras diferente dos verbos.
O Número Como você acabou de ver na explicação anterior, as pessoas do discurso podem estar no singular (eu, tu, ele) ou no plural (nós, vós, eles). Isso significa que, além de ter pessoa o verbo também tem número (singular ou plural). O Modo Além das formas nominais, do tempo, da pessoa e do número, os verbos mudam de acordo com o modo em que eles são expressos. Eles podem ser expressos no modo indicativo, subjuntivo (sem certeza, com dúvida) ou imperativo (ordem).
Modo Indicativo - com certeza "Você canta bem." Modo Subjuntivo - sem certeza "Talvez você cante bem."
Modo Imperativo - ordem ou pedido Canta! Agora! - Indicativo Canta - Subjuntivo talvez cante - Imperativo Canta Agora!
Verbos regulares: seguem um padrão ao serem conjugados Ex: eu canto, tu cantas, ele canta... Verbos irregulares: possuem conjugações diferentes Ex: eu caibo , eu meço...
Verbos abundantes: verbos que possuem mais de um particípio Ex: verbo "imprimir": podemos dizer "imprimido" ou "impresso" abundante (de beleza rsrs) imprimido, impresso (impressionada haha)
Verbos defectivos: ao contrário dos verbos abundantes, eles não possuem determinadas conjugações. Ex: verbo colorir: não existe "eu coloro". Eu coloro não existe, mas eu vou colorir sua foto.
Show full summary Hide full summary

Similar

Prueba de Aptitud Académica - Lenguaje
Teresa Nadal
Spanish Subjunctive
MrAbels
An Inspector Calls: Eric Birling
Rattan Bhorjee
PSBD TEST # 3_1_1
yog thapa
MP. RUPTURA PREMATURA DE MEMBRANAS
GINA DANIELA TABLA GERENA
La Reproducción en los Seres Humanos
Rebecca Doria
COMUNICACIÓN Y LENGUAJE
LUIS ALEJANDRO GOMEZ VARGAS
LOS IMPUESTOS
Maria Paula Cardona Aux
ENTRE GUERRAS
Elizabeth Ortega
MACROECONOMIA
Einar Steven Ortega
RESOLUCIÓN DE CONFLICTOS
José Reyes