Hemorragia Digestiva Alta (HDA)

Description

Fonte: Mário López 5 edição
Ana Miranda
Flashcards by Ana Miranda, updated more than 1 year ago
Ana Miranda
Created by Ana Miranda over 1 year ago
11
0

Resource summary

Question Answer
CONCEITO HEMORRAGIA DIGESTIVA AALTA (HDA) QUALQUER HEMORRAGIA PROXIMAL OU SUPERIOR AO ÂNGULO DE TREITZ (ESÔFAGO - ESTÔMAGO - DUODENO)
O QUE É HEMATÊMESE VÔMITO DE SANGUE SANGUE VIVO > HEMORRAGIA RECENTE OU EM ATIVIDADE SANGUE EM BORRA DE CAFÉ > CONTATO COM HCl DO ESTÔMAGO/EVOLUÇÃO LONGA
MELENA FEZES NEGRAS (BORRA DE CAFÉ) Devido decomposição bacteriana na luz intestinal > pode permanecer após dias da interrupção da hemorragia
VOLUME DE SANGUE E HORAS NO TRATO INTESTINAL NECESSÁRIAS PARA ACONTECER MELENA >400ml DE SANGRAMENTO POR 8h NO TRATO GASTRINTESTINAL
HEMATOQUEZIA SANGUE VIVO PELO ÂNUS
EM QUAIS CONDIÇÕES OCORRE HEMATOQUEZIA NA HDA? SANGRAMENTO >1000ml + TRÂNSITO INTESTINAL RÁPIDO (<4h) obs: sempre diferenciar de HDBaixa e de sangramento colorretal
SANGRAMENTO OCULTO - DETECTADO NOS EX LABORATORIAIS - HEMORRAGIA INSUFICIENTE PARA ALTERAL COLORAÇÃO FECAL OBS: paciente pode ate ter anemia MAS NUNCA repercussão hemodinâmica aguda
PRINCIPAIS ETIOLOGIAS HDA .ÚLCERA PÉPTICA DUODENAL .LESÃO AGUDA MUCOSA GASTRODUODENAL .ÚLCERA GÁSTRICA VARIZES ESOFAGIANAS SÍND. MALLORY-WEISS ESOFAGITE CÂNCER GÁSTRICO
CAUSA MAIS COMUM DE HDA ÚLCERA PÉPTICA DUODENAL (40-50%)
AUMENTO DO RISCO DE HDA NA ÚLCERA PÉPTICA DUODENAL - 1º ANO DA DOENÇA - >50 ANOS - SEXO MASCULINO - TAMANHO + LOCAL ÚLCERA (PAREDE POSTERIOR BULBO DUODENAL) obs: HDA pode ser 1ª manifestação dessa doença!
ORIGENS DA HDA NA ÚLCERA PÉPTICA DUODENAL - EROSÃO GRANDE VASO - EXSUDAÇÃO TECIDO - DUODENITE EROSIVA
CLÍNICA COMUM NA DOENÇA PÉPTICA DUODENAL + HDA PODE TER HEMATÊMESE, MELENA, SANGUE OCULTO, HEMATOQUEZIA MASSSS MELENA ISOLADA É MAIS COMUM
CAUSAS PARA LESÃO AGUDA DA MUCOSA GASTRODUODENAL GASTRITE EROSIVA AGUDA + GASTRITE HEMORRÁGICA AGUDA + ÚLCERA GÁSTRICA AGUDA + ÚLCERA POR ESTRESSE + ÚLCERA DE CUSHING + U. DE CURLING + DUODENITE HEMORRÁGICA + DUODENITE EROSIVA AGUDA
FATORES DE RISCO PARA LESÃO AGUDA DA MUCOSA GASTRODUODENAL USO CRÔNICO DE AAS + ANTIINFLAMATÓRIO NÃO ESTERÓIDES INDISCRIMINADAMENTE (+ álcool + icterícia + insuficiência renal + queimadura ....)
CLÍNICA DA LESÃO AGUDA DA MUCOSA GASTRODUODENAL + HDA SANGRAMENTO SÚBITO PODE TER HEMATÊMESE E MELENA MAIORIA HDA É O 1º SINTOMA DESSA LESÃO
FATORES DE RISCO PARA HDA NA ÚLCERA GÁSTRICA IDOSOS + USO ANTIINFLAMATÓRIOS NÃO ESTERÓIDES + DOENÇA ÁCIDO PÉPTICA ANTERIOR (90%)
QUAL SANGRAMENTO É MAIS INTENSO? DA ÚLCERA DUODENAL OU GÁSTRICA? GÁSTRICA, DEVIDO EROSÃO DE ARTÉRIAS DE MAIOR CALIBRE
CLÍNICA COMUM NA ÚLCERA GÁSTRICA + HDA HEMATÊMESE ACOMPANHADA DE MELENA
CAUSA PARA VARIZES ESOFAGIANAS HIPERTENSÃO PORTAL! (pode ser causada por diversas doenças: esquistossomose, hepatite, cirrose, ICC, trombose, ...)
FATOR DE RISCO PARA HDA EM VARIZES ESOFAGIANAS QUANTO MAIS CALIBROSA A VARIZE MAIS CHANCE DE SANGRAMENTO
REGIÃO ENDÊMICA ESQUISTOSSOMOSE NORDESTES (50% DOS CASOS)
CAUSAS SÍND MALLORY WEISS ÁLCOOL + ACESSOS DE TOSSE + VOMITOS REPETIDOS + PARTO + EXERCÍCIO EXTENUANTE + ASMA + .... OBD: maior frequência em homens
TRATAMENTO SÍND MALLORY WEISS NÃO NECESSÁRIO, EM 90% É AUTOLIMITADA
CLÍNICA DA HDA NA ESOFAGITE NÃO É COMUM HDA NA ESOFAGITE, MAS PODE SER RECONHECIDO POR SANGUE OCULTO OU POR ANEMIA
CONDUTAS IMEDIATAS NA SUSPEITA DE HDA CONFIRMAR O SANGRAMENTO > ESTIMAR SUA INTENSIDADE > DETECTAR CAUSA
PARA CONFIRMAR HDA É PRECISOEXCLUIR O QUE? VOMITOS ESCUROS E FEZES ESCURAS POR CAUSAS ALIMENTARES + TRAUMATISMO OROFARINGIANOS + HEMORRAGIA NASAL RECENTE
A INTERVENÇÃO TERAPÊUTICA DEVE SER MAIS URGENTE NO SANGRAMENTO ATIVO OU INATIVO? ATIVO, SE NO MOMENTO DO EXAME OCORRER SANGRAMENTO O RISCO DE MORTALIDADE AUMENTA 2-3X
CLASSIFICAÇÃO DE INTENSIDADE DO SANGRAMENTO MACIÇO MANIFESTO OCULTO
CARACTERÍSTICAS DO SANGRAMENTO MACIÇO EVIDÊNCIA DE SANGRAMENTO (hematêmese, melena..) ALTERAÇÕES HEMODINÂMICAS (PA sistólica<110 + pulso>110 + hipotensão postural) SINAIS DE VASOCONSTRIÇÃO (sede + oligúria) PERDA DE VOLUME > 20%/1000ml
CARACTERÍSTICAS SANGRAMENTO MANIFESTO EVIDÊNCIAS DE SANGRAMENTO (hematêmese, melena...) SEM ALTERAÇÕES HEMODINÂMICAS PERDA DE VOLUME >10%/500ml
CARACTERÍSTICAS SANGRAMENTO OCULTO NÃO HÁ EVIDÊNCIA DE SANGRAMENTO PODE TER ANEMIA DETECTADO POR EX LABORATORIAL
QUESTIONAMENTOS IMPORTANTES NA ANAMNESE DA HDA USO DE ÁLCOOL MEDICAMENTOS!!!! CIRURGIAS PRÉVIAS HISTÓRIA FAMILIAR DOENÇAS PRÉVIAS NATURALIDADE/PROCEDÊNCIA (esquistossomose!!!) IDADE (idoso!!!)
PERGUNTAS QUANDO HOUVER EPISÓDIO PRÉVIO DE HEMATÊMESE, MELENA OU HEMATOQUEZIA QUANDO? INTENSIDADE? (um copo? uma colher?) TEVE QUE HOSPITALIZAR? FAZER TRANSFUSÃO? TEVE ALGUM DIAGNÓSTICO ESTABELECIDO?
CRISE DOLOROSA QUE CESSA COM ÍNICIO DO SANGRAMENTO. SUGERE QUAL ETIOLOGIA? ULCEROSA (LEMBRA DE HISTÓRIA FAMILIAR DE ULCERA PÉPTICA MESMO SE NÃO HOUVER SINTOMATOLOGIA)
OCORRÊNCIA DE VÔMITOS REPETITIVOS E ANTECEDENDO SANGRAMENTO SUGERE QUAL ETIOLOGIA? SÍND DE MALLORY WEISS
ACHADOS IMPORTANTES DO EX FÍSICO NA HDA SINAIS DE HIPOVOLEMIA + ESTADO DE CONSCIÊNCIA + HEPATOESPLENOMEGALI + SINAIS DE INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA + LESÕES DE PELE HEMORRÁGICAS
O QUE EXAMINAR A FIM DE DETECTAR HIPOVOLEMIA? FC (TAQUICÁRDICO) + FR + PA (DIMINUÍDA) + HIPOTENSÃO POSTURAL + SUDORESE + PALIDEZ + CIANOSE + PELE FRIA
QUAL O SIGNIFICADO DE HEPATOESPLENOMEGALIA NO CONTEXTO DA HDA? HIPERTENSÃO PORTAL
QUAIS SÃO OS SINAIS DE INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA? FLAPPING + ICTERÍCIA + ARANHA VASCULAR + BAQUETEAMENTO + ASCITE + CIRCULAÇÃO COLATERAL + GINECOMASTIA + ERITEMA PALMAR
EXEMPLOS DE LESÕES DE PELE HEMORRÁGICAS? E O QUE SIGNIFICA ESSE ACHADO? PETÉQUIAS, EQUIMOSES, TELANGIECTASIAS, PÚRPURAS SIGNIFICA: DISTÚRBIO SANGUÍNEOS
SIGNIFICADO DE FEBRE NA HDA NADA ESPECÍFICO. HEMATÊMESE E MELENA PODEM ACOMPANHAR FEBRA INDEPENDENTEMENTE DA ETIOLOGIA
QUAIS EXAMESLABORATORIAIS PEDIR? HEMOGRAMA + SANGUE OCULTO (caso não haja evidência de HDA) + DOSAGEM URÉIA E CREATININA + PROVA HEPÁTICA (albumina, protrombina, FA, AST, ALT, GGT, bilirrubina)
EXAME PADRÃO OURO E QUAL O MOTIVO ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA FORNECE FONTE DO SANGRAMENTO + PROGNÓSTICO (CHANCE DE RESSANGRAMENTO) + TERAPÊUTICO
QUANDO É PREFERÍVEL FAZER A ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA (eda)? PRIMEIRAS 24-48H SEMPRE FAZER COM O PACIENTE ESTÁVEL HEMODINAMICAMENTE (HIPOTENSÃO AUMENTA CHANCE DE RESSANGRAMENTO)
OUTROS EXAMES RX CINTILOGRAFIA GASTRINTESTINAL (não invasivo) ARTERIOGRAFIA SELETIVA (terapêutica + diagnostica fonte, apena se EDA não for resolutiva)
Show full summary Hide full summary

Similar

Sistema Cardiovascular: Artérias, Veias e Capilares
Natália Abitbol
Anatomia: sistema esquelético I
Natália Abitbol
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
Anatomia Artérias
Filipe Brito
Regras NBRs
Maria Clara Oliveira
SIMULADO - Casos Clínicos
Rodrigo Gouvea
Anatomia membro inferior - Ossos, acidentes e movimentos
vitorstoco
AVALIAÇÃO TEÓRICA 13 DE MARÇO
Residencia CM HBDF
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
Vanessa Palauro
Escala de Coma de Glasgow
Vanessa Palauro
DOENÇA MENTAL E TRATAMENTO -Texto 16
eleuterapara