Psicofarmacologia

Description

Medicina Psiquiatria Flashcards on Psicofarmacologia, created by Thais Pires on 05/12/2021.
Thais Pires
Flashcards by Thais Pires, updated more than 1 year ago
Thais Pires
Created by Thais Pires over 1 year ago
22
1

Resource summary

Question Answer
Psicofármaco que tem menor risco de causar ciclagem em Bipolares Bupropiona (Menor efeito sertoninérgico)
Os 3 antidepressivos mais seletivos para Noradrenalina 1º Maprotilina 2º Reboxetina 3º Nortriptilina
Os 3 antidepressivos mais seletivos para Serotonina 1º Citalopram 2º Sertralina 3º Paroxetina
Porcentagens de melhora dos transtornos com o uso de antidepressivos 30 dias - 20% 60 dias - 50% 90 dias - 90% 120 dias - 100%
Quais os 3 sistemas que os tricíclicos modulam? Monoaminas, Colinérgico (bloqueia) e Alfa-1-adrenérgico (bloqueia)
Sintomas anticolinérgicos Xeroftalmia, xerodermia, xerostomia, retenção urinária, constipação intestinal - Risco de delirium e piora da demência!
Tricíclicos X Gestação X Lactação? Podem ser utilizados na gestação, mas EVITAR o 1º trimestre. Contraindicados na lactação!
Qual antidepressivo com menor risco de alterações no QTc? Nortriptilina!
Paciente suicida pode utilizar tricíclico? Poder pode, mas o ÍNDICE TERAPÊUTICO é muito estreito, causando grande risco de overdose!
Tricíclico mais indicado para o TOC CLOMIPRAMINA - muito efeito serotoninérgico
Antidepressivo com MAIOR chance de redução do limiar convulsivo Maprotilina - Todos os tricíclicos tem esse risco, mas a maprotilina tem maior efeito NORADRENÉRGICO!
Efeitos colaterais iniciais dos ISRS Diarreia/Aumento trânsito intestinal - sertralina Constipação - paroxetina Perda de peso - fluoxetina Náuseas; Cefaleia; Hiporexia; Piora da ansiedade!
Efeitos colaterais de manutenção dos ISRS Disfunção sexual - retardo da ejaculação Ganho de Peso Diminuição da Libido Síndrome da descontinuação
Características principais da Fluoxetina (Prozac) Meia-vida muito longa (permite retirada abrupta e não causa síndrome serotoninérgica) Efeito ativador Suicídio Paradoxal
Características principais da Sertralina Aumento do trânsito intestinal inicialmente Ganho de peso na manutenção Primeira linha na GESTAÇÃO e LACTAÇÃO!
Fármaco de escolha para epiléticos SERTRALINA - menor efeito noradrenérgico
ISRS seguros na GESTAÇÃO e LACTAÇÃO 1º Sertralina 2º Fluoxetina
ISRS seguros para CRIANÇAS Fluoxetina
ISRS seguros nos IDOSOS Citalopram, Escitalopram, Sertralina
Único ISRS com efeito ANTICOLINÉRGICO PAROXETINA!!! Causa sedação, ganho de peso - evitar crianças e idosos.
Principais características do CITALOPRAM Muito seletivo para serotonina; Causa distúrbios na condução cardíaca; Menor interação farmacológica.
Antidepressivo indicado para quadros REFRATÁRIOS Venlafaxina
Características principais da Venlafaxina Indicado para quadros refratários; Pode causar hipertensão; Até 150mg é somente SEROTONINÉRGICO
Características principais da Mirtazapina Sedação + Ganho de peso (alt. da percepção do paladar); Poucos efeitos cardíacos; Útil em idosos ou pessoas com síndrome consuptiva.
Mecanismo de ação da Bupropiona Altera a recaptação de NORADRENALINA e DOPAMINA - mais seguro em bipolar!
Antidepressivo excelente, mas que causa PRIAPRISMO Trazodona - Antagonista 5-TH2A
Tempo de wash out após o uso de IMAOs 10-14 dias
IMAOs não seletivos e irreversíveis Fenelzina e Tranilcipromina
IMAO seletivo para MAO A e reversível Selegilina
Efeitos obtidos com o uso de benzodiazepínicos Ansiolítico; Sedativo; Hipnótico; Anticonvulsivante; Relaxante Muscular;
Pacientes com risco de EFEITO PARADOXAL ao usar benzodiazepínicos Crianças Idosos (virgens de BZD) Déficit Cognitivo Déficit Sensorial Demência TCE Animais Delirium
BZD indicado para o uso em pacientes HEPATOPATAS Lorazepam (L de liver)
Estabilizador de humor utilizado na CRISE MANÍACA Preferência por ÁCIDO VALPRÓICO, pois o LÍTIO demora a para o início da resposta terapêutica!
Anticonvulsivante utilizado no extremo do HUMOR DEPRESSIVO Lamotrigina! (Mais eficaz no humor depressivo do que na mania)
Antipsicóticos INCISIVOS Risperidona e Olanzapina
Fármacos da Mania Clássica e da Mania Psicótica Valproato Oxcarbazepina Lítio Carbamazepina Antipsicótico
Fármacos do ESTADO MISTO (depressão agitada) Valproato Oxcarbazepina Lítio Carbamazepina Antipsicótico Lamotrigina
Fármacos em pcts com CICLAGEM RÁPIDA (>4 ciclagens/ano) Valproato Oxcarbazepina Lítio Carbamazepina Antipsicótico Lamotrigina
Fármacos para Bipolares com humor depressivo Lítio AP Atípico - Quetiapina e Olanzapina Lamotrigina Bupropiona
Fármacos para bipolares com DEPRESSÃO PSICÓTICA Lítio AP Atípico - Quetiapina e Olanzapina Lamotrigina Bupropiona ECT
Índice terapêutico do LÍTIO [Tóxica] > 1,5 mEq/L [Letal] > 3mEq/L
Absorção, meia-vida e excreção do Lítio Absorção - gástrica e intestinal Meia-vida - 18 a 24h Excreção - 95% renal + 5% suor e fezes
Mecanismo de ação do Lítio Bomba de sódio Modulação dos receptores 5HT, NA, GABA e DA
Titulação do Lítio para MANIA e DEPRESSÃO Mania - 0,6 a 1,5 mEq/L Depressão - 0,5 a 0,8 mEq/L
Fármacos que POTENCIALIZAM o efeito do LÍTIO AINES (diclofenaco, meloxicam, ibuprofeno) Clozapina, Olanzapina, Haloperidol, Risp. Fluoxetina Valproato
Sintomas psicóticos POSITIVOS Alucinações Delírios Fala/Pensamento desorganizados Comportamento desorganizado Afeto incongruente
Sintomas psicóticos NEGATIVOS Embotamento afetivo Catatonia Mutismo Anedonia Isolamento Social Avolia
Vias dopaminérgicas da esquizofrenia + sintomas associados Nigro-estriatal - sintomas extra-piramidais Meso-cortical - sintomas positivos Meso-límbica - sintomas positivos Túbero-infundibular - ginecomastia, galactorreia, perda da libido, ganho de peso
Outro neurotransmissor, que não a dopamina, envolvido na esquizofrenia GLUTAMATO Envolvido na perda neuronal da esquizofrenia
Mecanismo de ação dos Antipsicóticos Típicos Inibição, majoritariamente, RECEPTORES D2 (modula sintomas POSITIVOS)
Mecanismo de Ação dos Antipsicóticos Atípicos Antagonistas dos receptores 5HT2a (modula sintomas NEGATIVOS)
Antipsicótico mais TÍPICO DOS ATÍPICOS Risperidona! Embora seja atípico, tem grande efeito D2
Antipsicóticos com MENOS EFEITOS COLATERAIS (indicados para manutenção) Lurasidona Quetiapina Ziprazidona Aripiprazol
APs com mais efeitos extra-piramidais (Decorrentes da inibição da via nigro-estriatal) 1º Haloperidol 2º Clorpromazina 3º Risperidona
APs com mais DISCINESIA TARDIA 1º Haloperidol 2º Clorpromazina 3º Risperidona
AP que NÃO CAUSA DISCINESIA TARDIA Clozapina
APs que mais causam SEDAÇÃO (Decorre do bloqueiro histaminérgico e colinérgico) 1º Clorpromazina 2º Olanzapina, Clozapina, Quetiapina 3º Haloperidol
APs que mais causam HIPERPROLACTINEMIA (Decorre do bloqueio na via túbero-infundibular) 1º Haloperidol 2º Clorpromazina 3º Risperidona
APs com maior risco de GANHO DE PESO 1º Olanzapina + Clozapina 2º Quetiapina + Clorpromazina 3º Haloperidol + Risperidona
Posologia do Haloperidol Ampola de 5mg/mL MÁXIMO de 20mg (4 ampolas)
Vantagem da CLORPROMAZINA Não é TERATOGÊNICO
Fármacos que causam SÍNDROME NEUROLÉPTICA MALIGNA Primeiro contato com ANTIPSICÓTICO Retirada abrupta de L-DOPA Antidepressivos e anti-histamínicos (+raros)
Sintomas da SÍNDROME NEUROLÉPTICA MALIGNA Febre Rigidez Muscular (rabdomiólise) Diaforese Tremor (Sintomas autonômicos) Flutuação do Nível de Consciência Dispneia, Tosse, Disfagia CPK total elevada Leucocitose com desvio à esquerda
Tratamento da SÍNDROME NEUROLÉPTICA MALIGNA 1º Interromper o neuroléptico 2º Se agitação, utilizar BZD 3º Monitorar SV, VA, hidratação e GCS 4º Reverter a hipertermia 5º Reverter a rigidez muscular: Levodopa - precursor dopamina Amantadina - anticolinérgico + agonista dopaminérgico Dantrolene - relaxante muscular central 6º ANTICOAGULAR 7º Dosar CPK, leucócitos, ureia, creatinina, eletrólitos e transaminases.
Fármacos relacionados ao PARKINSONISMO SECUNDÁRIO Antipsicóticos Flunarizina Cinarizina
Neurotransmissor afetado da depleção de DOPAMINA Acetilcolina! Ambos vivem em um equilíbiro fino. Quando há diminuição de DOPAMINA, há aumento de aChm causando SINTOMAS COLINÉRGICOS!
Sintomas do Parkinsonismo Secundário Tremor de Repouso Bradicinesia Rigidez Marcha pequenos passos Instabilidade Postural
Tratamento do Parkinsonismo Secundário 1º Mudar/reduzir o antipsicótico 2º Uso de anticolinpérgicos: Prometazina Biperideno Amantadina
O que é a Reação distônica aguda? Contração involuntária de músculos AGONISTAS e ANTAGONISTAS em indivíduos CONSCIENTES geralmente na primeira semana de uso de bloqueadores D2 COMUM EM JOVENS
Tratamento da reação DISTÔNICA AGUDA 1ª Mudar/reduzir o AP 2º Anticolinérgicos Prometazina Amantadina Biperideno
O que é a DISTONIA TARDIA? São movimentos distônicos focais, segmentados, intermitentes ou sustentados que são DOLOROSOS.
Tratamento da DISTONIA TARDIA 1ª Mudar/reduzir o AP 2º Anticolinérgicos Prometazina Amantadina Biperideno 3º BACLOFENO - relaxante muscular potente 4º TOXINA BOTULÍNICA
O que é a DISCINESIA? Movimentação repetitiva sem finalidade Uso de tricíclicos, lítio, ISRS, valproico, NEUROLÉPTICOS
Tratamento da DISCINESIA 1ª Mudar/reduzir o AP 2º Anticolinérgicos Prometazina Amantadina Biperideno 3º BETABLOQUEADOR - somente nas discinesias que NÃO SÃO POR NEUROLÉPTICO!!!!!!
O que é a DISCINESIA TARDIA? Sequela irreversível do uso crônico de AP marcada por mov. involuntários dos OLHOS, BOCA, LÍNGUA, MÃOS
Tratamento da DISCINESIA TARDIA 1ª Mudar/reduzir o AP 2º Vitamina E 3º Bloqueador do canal de cálcio - nifedipina 4º Antagonista Noradrenalina - clonidina 5º BZD
O que é a ACATISIA? Ansiedade, impulsividade, inquietude, sensação de morte após o uso de PLASIL e ANTIEMÉTICOS
Tratamento ACATISIA 1º Suspender o fármaco 2º BETABLOQUEADOR 3º BZD
Show full summary Hide full summary

Similar

DOENÇA MENTAL E TRATAMENTO -Texto 16
eleuterapara
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
Sistema Cardiovascular: Artérias, Veias e Capilares
Natália Abitbol
Anatomia: sistema esquelético I
Natália Abitbol
Anatomia Artérias
Filipe Brito
Regras NBRs
Maria Clara Oliveira
SIMULADO - Casos Clínicos
Rodrigo Gouvea
Anatomia membro inferior - Ossos, acidentes e movimentos
vitorstoco
AVALIAÇÃO TEÓRICA 13 DE MARÇO
Residencia CM HBDF
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
Vanessa Palauro
Escala de Coma de Glasgow
Vanessa Palauro