Reumatologia

Description

Osteoartrite/Osteoartrose
Lara Beatriz
Flashcards by Lara Beatriz, updated more than 1 year ago
Lara Beatriz
Created by Lara Beatriz almost 3 years ago
4
0

Resource summary

Question Answer
Defina Osteoartrite Doenças das articulações em que há estreitamento dos espaços articulares e alterações na integridade da cartilagem e do osso subcondral, com dor e limitação de movimentos
Em quais locais os homens são mais afetados ? e as mulheres ? Homens: joelho e quadril (idosos) Mulheres: joelhos e mãos (IFP e 1ªMTF)
O que pode predispor a osteoartrite ?? Fatores hereditários, queda do estrogênio, baixa ingesta de vitamina, DM, peso (joelho e quadril), trauma articular (lesão meniscal e meniscectomia), AR, A.psoriásia, microtraumas por ocupação, lesão em atividades esportivas
Descreva como ocorre o desenvolvimento da doença ? Inicio: cartilagem normal, com condrócitos Evolução: amolecimento da superfície cartilagionsa com perda da espessura da cartilagem e desenvolvimento de fendas com perda da sua integridade. O osso subcondral sofre esclerose. Há perda da matriz cartilaginosa e perda de condrócitos superficiais, depois os condrócitos mais profundos tbm são alterados (adelgaçamento da matriz) Desenvolvimento do processo inflamatório com edema cartilaginoso, podendo evoluir para microfaturas e fissuras e desidratação. Estágio final: evolução para erosões
Quais os responsáveis pela degradação do colágeno e dos proteoglicanos ? Enzimas proteolíticas - Metaloproteinases (MMPs), sintetizadas e liberadas pelos condrócitos. Fatores de necrose tumoral, NO e prostaglandinas podem ser produzidos e agir dentro da cartilagem, ativando as MMPs
Cite alguns fatores que podem ativar os condrócitos que liberam as MMPs lesão articular Carga anormal Dano ligamentar Displasia - Ativação das MMPs supera as defesas da matriz = degradação de colágeno e clivagem dos proteoglicanos
Quais as manifestações clínicas da OA ? Estágios iniciais silenciosos, quadro clínico mais arrastado com dores e aumento da articulação Dor: uma articulação no início e depois as outras, agravada pelo movimento e diminuida com repouso. Pode irradiar-se. No início é mais episódica e depois contínua. A dor é causada por periostite, microfaturas, irritações nervosas, compressão radiculaar, diminuição do fluxo sanguíneo, espasmo muscular, aumento da Pressão Crepitações: areia Atrofiai muscular Rigidez matinal Sinais flogísticos Sem presença de manifestações sistêmicas
Quais as articulações mais envolvidas???? MTF do primeiro pododáctilo = joanete IFP e IFD CMC (carpometacarpiana) do primeiro quilodáctilo Quadris, joelhos e coluna
Quais os principais achados nas mãos ? - Nódulos de Heberden - Nódulos de Bouchard -CMC do polegar
Diferencie Nódulos de Heberden e de Bouchard Heberden: aumentos ósseos firmes e progressivo das IFD. Início agudo com sinais flogísticos. Pode haver deformidades. Tendência familiar nas mulheres Bouchard: IFP
Quais as alterações causadas por uma gonartrose ? deformidade em varo (arqueadas) quando o comprometimento é no compartimento medial e deformidade em valgo quando é o lateral
Características do acometimento do quadril dor referida na virilha ou porção anterior da coxa e joelho. perda da rotação interna, com limitação de movimento. Perna afetada pode se encurtar - Muitos pctes que referem dor no quadril podem ser de discopatia degenerativa ou OA da coluna lombar
Defina joanete Acometimento OA da primeira MTF, com edema ósseo e deformidade. Mais comum em mulheres. Pode evoluir para hálux rígido
Características do acometimento da coluna (espondilose) - articulações revestidas por sinóvias - dor localizada com irritação das raizes nervosas adjacentes - Compressão da raiz por ocorrer com a formação de osteófito - Acometimento cervical pode ter pinçamento da medula
Como é feito o diagnóstico da OA ? Clínica: dor, rigidez matinal, restrição locomotora, deformidade articular, fraqueza muscular Laboratório: VHS e PCR normal, autoanticorpos negativos, líquido sinovial sem evidência de reação Imagem: Rx: osteófitos nas margens articulares envolvidas, redução assimétrica do espaço articular (primária) ou simétrica secundária, esclerose subcondral RNM: maior sensibilidade, lacerações no menisco, alterações no osso adjacente
Qual o tratamento para OA ? - Não farmacológico: perda de peso, TO, fisioterapia, auxiliadores de marcha, banho de parafina para as mãos, hidroterapia, terapia de choque térmica - Farmacológico: AINEs (inibe produção de prostagl. pela COX2) analgésicoso comuns (acetaminofeno), infiltração com corticoide, capsaicina, lidocaina, artroplastia
Show full summary Hide full summary

Similar

Sistema Cardiovascular: Artérias, Veias e Capilares
Natália Abitbol
Anatomia: sistema esquelético I
Natália Abitbol
Processo de Cicatrização
Letícia Silva
Anatomia Artérias
Filipe Brito
Regras NBRs
Maria Clara Oliveira
Anatomia membro inferior - Ossos, acidentes e movimentos
vitorstoco
SIMULADO - Casos Clínicos
Rodrigo Gouvea
AVALIAÇÃO TEÓRICA 13 DE MARÇO
Residencia CM HBDF
DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
Vanessa Palauro
Escala de Coma de Glasgow
Vanessa Palauro
DOENÇA MENTAL E TRATAMENTO -Texto 16
eleuterapara