Simplificando a Revolução Francesa

Resource summary

Question Answer
França tinha a sociedade de antigo regime mais tradicional da Europa. Antes da Revolução, a França se encontrava com a economia devastadas por motivos de: Guerra dos Sete anos, Crise da agricultura que gerou fome, e ter apoiado os EUA em sua luta por independência. Na tentativa de melhorar a situação econômica, o Rei Luís XVI convocou a Assembléia dos Notáveis, na qual tentou impor que o clero e a nobreza pagassem os impostos. Os grupos negaram a imposição
Depois do episódio foi convocada a Assembléia dos Estados Gerais. A qual reuniu membros do Clero e Nobreza e também representantes do terceiros estado. Todos com o objetivo de votar para que os impostos se estendessem a todas as classes sociais. O Rei não imaginava a proporção que chegaria a reunião, com isso, dissolveu a Assembléia. Revoltados, membros do terceiro estado liderados pela burguesia invadiram o salão nobre de jogos e declararam a Assembléia Nacional a fim de criar uma Constituição.
Em 1789 massas populares tomaram a Bastilha dando início à Revolução. A Bastilha era onde o rei prendia seus opositores. Ainda que praticamente desativada, tinha um forte significado simbólico. Tomar a bastilha era como tomar o absolutismo do rei. Quando os camponeses tomaram conhecimento da Revolução, começaram a roubar e saquear castelos e aldeias. Esse episódio ficou conhecido como o Grande Medo.
Ao começar a revolução, os grupos se dividiram. Jacobinos - esquerda - grupo composto pela baixa burguesia e camadas populares. Defendiam o sufrágio universal, a divisão da propriedade privada, eram a favor do radicalismo político e tinham interesses universais. Girondinos - direita - grupo composto pela alta burguesia. Defendiam o critério censitário, eram contra o radicalismo político e tinham interesses individualistas.
1a fase - Girondinos (1789-1792) Assembléia Nacional: Declaração dos direitos do Homem e do Cidadão (dava direito ao homem resistir à tirania e opressão. Direito à liberdade, igualdade jurídica e propriedade) ; Eliminação dos privilégios da nobreza ; Propriedade da Igreja confiscadas ; França passa a ser um estado laico. 1a fase - Girondinos (1789-1792) Assembléia Constituinte: Leis escritas ; Constituição de 1791 ; critério censitário de voto ; Limitação do poder do rei ; tripartição de poderes.
Áustria e Prússia declaram guerra à França a fim de parar a revolução. Jacobinos com a ajuda de massas populares formam batalhões para proteger a França de ataques inimigos (Não havia dinheiro para contratar exércitos profissionais) Fuga de Varennes: Rei e sua família tentam fugir da França mas antes ele conta segredos de Estado para contrarrevolucionários como por exemplo sobre a crise da França. O rei foi pego na fronteira com a Áustria pelos jacobinos e fora morto na guilhotina.
2a fase - Jacobinos (1792-1794) Convenção Nacional: Constituição de 1791 é revogada ; Criação da constituição de 1793 com leis mais populares como por exemplo o sufrágio universal ; instituição de um Ensino laico ; Lei do Máximo (Tabelamento de preços por gênero e necessidade a fim de diminuir a inflação) 2a fase - Jacobinos (1792-1794) Convenção Nacional: Proclamação da República (França passa a ser uma república e deixa de ser uma monarquia parlamentar como tinham feito os girondinos) ; Distribuição dos bens da elite
2a fase - Jacobinos (1792-1794) Convenção Nacional: Calendário Revolucionário (tentativa de apagar da memória tudo que lembrava a monarquia absolutista) ; Fim da escravidão nas colônias francesas como Haiti ; morte de todos os opositores de Robespierre, inclusive próprios jacobinos Com um governo imprevisível e instável, revoltas internas passam a aumentar dentro do grupo dos jacobinos e Robespierre passa a perder apoio político. Através de um golpe, girondinos tomam novamente o poder. Robespierre é morto na guilhotina.
3a fase - Girondinos (1794-1799) Diretório: Todas as leis estabelecidas pelos jacobinos são revogadas ; Instituição da Constituição de 1795 ; Volta do critério censitário ; terror branco (perseguição e aniquilação de líderes jacobinos) ; repressão da Conspiração dos Iguais A Conspiração dos Iguais eram revoltas populares contra o governo girondino que exigia: . Um governo justo e sem privilégios . A volta do sufrágio universal . Um governo mais popular
Show full summary Hide full summary

Similar

Revolução Industrialização
Letícia Araújo
Era Napoleônica
Marluce Marcondes
Era Napoleônica
Karen Cristine
Era Napoleônica
Mundo dos Curiosos
História
Gustavo Fraga
PROCEDIMENTO ESPECIAL DO TRIBUNAL DO JÚRI
Ana Maria Magalhães
Napoleão no Poder
Gustavo Ito
Revolução Francesa
Sérgio Andrade
Principios de Vuelo
Adriana Forero
ESTEQUIOMETRIA EN REACCIONES QUIMICAS
Selena Flores
VANGUARDISMO
Luna Henao jaramillo