Qual o conhecimento que importa? Desafios para o currículo

Description

Mind Map on Qual o conhecimento que importa? Desafios para o currículo, created by Natalia Barbosa on 07/17/2017.
Natalia Barbosa
Mind Map by Natalia Barbosa, updated more than 1 year ago
Natalia Barbosa
Created by Natalia Barbosa about 7 years ago
1
0

Resource summary

Qual o conhecimento que importa? Desafios para o currículo
  1. Autor: Daniel R. Streck
    1. Primeira parte do texto: Fala sobre o conhecimento de mais valor e como modificou ao longo dos séculos de acordo com as culturas
      1. Platão valoriza experiência interior e o conhecimento como uma forma de lembrar o que está em nós através de um processo em que a luz foi gestada na própria pessoa

        Annotations:

        • O conhecimento baseado no miticismo 
        1. Aristóteles acredita que o conhecimento se pauta na realidade e busca na experiência através dos sentidos uma forma de conhecer as coisas do mundo de forma ordenada e sistemática
          1. Enquanto Platão concebe o conhecimento a partir de ago mistico, Aristóteles ira se basear pela razão
        2. A busca pelo conhecimento, seja baseada pela fé ou razão aumentou-se pela busca em entender ou saber sobre Deus, entre as contradições e implicações sobre fé e razão originando-se na idade média
          1. Busca de conhecimento a Deus como meta pedagógica, presente na Carta Magna de Comenius e a Ratio Studiorum dos Jesuítas

            Annotations:

            • A preocupação pelo conhecimento começa a aparecer na didática, porém tudo para a glória e honra de Deus
          2. O pensamento sobre o conhecimento começa a se modificar a partir de Rousseau que irá trazer a primeira concepção de infância, considerando a criança como um ser que pena, cria e autônoma.
            1. Fase de secularização: o conhecimento não pode ser explicado apenas como algo divino
              1. A ciência passa a ser considerada o conhecimento de mais valor. Ganhando força com o movimento da escola nova impulsionado por John Dewey

                Annotations:

                • Antes do movimento da escola nova, um artigo escrito por Spencer com o título " Qual conhecimento é de mais valor?" traria a conclusão de que a ciência seria o conhecimento para explicar a vida, sociedade, religião etc. 
                1. A ciência como a maior forma de democracia
          3. Segunda parte do texto: Algumas tendências pedagógicas

            Annotations:

            • nessa segunda parte do texto o autor traz algumas tendências pedagógicas a cerca do conhecimento e do currículo. 
            1. Paulo freire: O conhecimento está baseado no " ser mais" em uma espécie de um sentindo e processo sempre aberto

              Annotations:

              • Para Paulo Freire o ato de conhecer está ligado com a vocação de homens e mulheres de “ser mais”. O “ser mais” em Paulo Freire não é uma noção fechada, que indica uma espécie de “forma” para o que todos deveriam ser. O ser humano, ou como ele diz em escritos mais recentes, o ser gente é sempre um projeto, um processo aberto. O ato de conhecer e o conhecimento adquirem o seu sentido dentro do processo de realização desta vocação ontológica do ser humano. O conhecimento, portanto, não brota daquilo que homens e mulheres são enquanto seres prontos, mas daquilo que eles e elas são enquanto possibilidade. O ato de conhecer está enraizado na incompletude humana. Quem é completo, quem é cheio não precisa mais aprender ( pag 12
              1. Para Paulo Freire o conhecimento será sempre uma troca de possibilidades , eu não ensino o outro, a partir do outro eu faço novas leituras de mundo. O ensinamento não é um dpósito
                1. Na perpectiva desse conhecimento surge a educação popular que tem Freire como promissor, mas não o único

                  Annotations:

                  •    De forma resumida, ela pode ser entendida como um movimento amplo que procura ler e reconstruir a prática educativa a partir da margem da sociedade, mesclando-se com distintos movimentos como a teologia da libertação, a pesquisa participante, a comunicação alternativa e os movimentos étnicos, de gênero e de trabalhadores (TORRES, 2007). ( pag. 13)   
                  1. A partir dessa concepção é possível saber: Que o conhecimento não é neutro; o saber universal transmitido pela escola é hegemônico; há outros saberes marginalizados na sociedade
              2. Construtivismo: Confronta o inatismo e empirismo

                Annotations:

                • no primeiro o conhecimento é dado como inato e o professor “ ajuda  a nascer o que já existe” e no segundo “ o professor transmite o que já está pronto.
                1. Piagetiano e pós piagetiano: Resultado da interação entre fatores externos e internos

                  Annotations:

                  •    O construtivismo piagetiano e depois pós-piagetiano concebe o conhecimento como o resultado da interação entre os fatores externos e internos, melhor, como o processo de adaptação ativa entre o sujeito e o seu meio.   
                  1. Pós piagetianos: Importância da linguagem com Vygotsky; socialidade essencial do ser humano com Wallon; importânic ada dimensão policia com Freire;
            Show full summary Hide full summary

            Similar

            Tectonic Hazards flashcards
            katiehumphrey
            SAT Exam 'Word of the Day' Set 2
            SAT Prep Group
            Formula for Physics IGCSE edexcel
            amayagn
            PHYSICS P1 1
            x_clairey_x
            Jung Quiz
            katprindy
            How did Hitler challenge and exploit the Treaty of Versailles 1933 - March 1938?
            Leah Firmstone
            Mapas mentales con ExamTime
            julii.perci
            AQA A2 Biology Unit 4: Populations
            Charlotte Lloyd
            Conocimiento General de Aeronaves
            Adriana Forero
            Unit 1.1 Systems Architecture
            Mathew Wheatley
            Anatomie - sistemul digestiv 1
            Eugeniu Nicolenco