CPC-00 - Capítulo 1: OBJETIVO DO RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO DE PROPÓSITO GERAL

Viviana Veloso
Mind Map by , created over 5 years ago

Esquema / resumo para estudo para concurso público.

1298
3
0
Viviana Veloso
Created by Viviana Veloso over 5 years ago
CPC-00: ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
Caio César1350
CPC-00: ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
elice souza
CPC-00 CAPÍTULO 4: ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
MARCO AURÉLIO ZAZYKI
Edexcel Biology chapter 1
Anna Bowring
Using GoConqr to study geography
Sarah Egan
CPC-00 CAPÍTULO 4: ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
Viviana Veloso
CPC-00 - CAPÍTULO 3: CARACTERÍSTICAS QUALITATIVAS DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL-FINANCEIRA ÚTIL
Viviana Veloso
ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
darlene_leite
ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
Samantha Iara Concolino
CPC-00 - Estrutura Conceitual para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis
Viviana Veloso
CPC-00 - Capítulo 1: OBJETIVO DO RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO DE PROPÓSITO GERAL
1 OBJETIVO, UTILIDADE E LIMITAÇÕES DO RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO DE PROPÓSITO GERAL
1.1 OBJETIVO
1.1.1 FORNECER INFORMAÇÕES SOBRE A ENTIDADE
1.2 USUÁRIOS PRIMÁRIOS
1.2.1 INVESTIDORES
1.2.2 FINANCIADORES
1.2.3 OUTROS CREDORES
1.3 NÃO POSSUI TODAS AS INFORMAÇÕES
1.3.1 USUÁRIOS TEM QUE BUSCAR OUTRAS FONTES DE INFORMAÇÕES
1.4 NÃO CHEGA AO VALOR DA ENTIDADE
1.4.1 AJUDA A ESTIMAR
1.5 ATENDER O MAIOR NÚMERO DE USUÁRIOS
1.5.1 A ENTIDADE PODE PRESTAR INFORMAÇÕES ADICIONAIS
1.6 EM GRANDE PARTE AS INFORMAÇÕES SÃO ESTIMATIVAS
2 INFORMAÇÃO ACERCA DOS RECURSOS ECONÔMICOS DA ENTIDADE QUE REPORTA A INFORMAÇÃO, REIVINDICAÇÕES E MUDANÇAS NOS RECURSOS E REIVINDICAÇÕES
2.1 AS DC FORNECEM INFORMAÇÕES SOBRE A POSIÇÃO PATRIMONIAL E FINANCEIRA DA ENTIDADE
2.2 RECURSOS ECONÔMICOS E REIVINDICAÇÕES
2.2.1 RECURSO ECONÔMICO ou ATIVO
2.2.2 REIVINDICAÇÃO ou PASSIVO
2.2.3 AJUDAM A AVALIAR LIQUIDEZ E SOLVÊNCIA
2.3 MUDANÇAS NOS RECURSOS ECONÔMICOS E REIVINDICAÇÕES
2.3.1 MUDANÇAS NO ATIVO E PASSIVO
2.3.1.1 RESULTA DE PERFORMANCE FINANCEIRA
2.3.1.2 ou RESULTA DE OUTROS EVENTOS OU TRANSAÇÕES
2.3.2 INFORMAÇÕES DA PERFORMANCE FINANCEIRA AJUDA A COMPREENDER
2.3.2.1 O RETORNO QUE A ENTIDADE PRODUZ
2.3.2.2 A DILIGÊNCIA DA ADM.
2.3.2.3 RETORNOS FUTUROS
2.4 PERFORMANCE FINANCEIRA REFLETIDA PELO REGIME DE COMPETÊNCIA (ACCRUALS)
2.4.1 REGIME DE COMPETÊNCIA
2.4.1.1 RETRATA COM PROPRIEDADE OS EFEITOS DE TRANSAÇÕES E OUTROS EVENTOS
2.4.2 A ENTIDADE DEVE SER AVALIADA POR GERAR FLUXOS DE CAIXA POR MEIO DE SUAS OPERAÇÕES
2.5 PERFORMANCE FINANCEIRA REFLETIDA PELOS FLUXOS DE CAIXA PASSADOS
2.5.1 FLUXOS DE CAIXA AJUDAM A VERIFICAR SUAS OPERAÇÕES
2.5.2 CAPACIDADE DE GERAR FLUXOS DE CAIXA FUTUROS LÍQUIDOS
2.6 MUDANÇA NOS RECURSOS ECONÔMICOS E REIVINDICAÇÕES QUE NÃO SÃO RESULTANTES DA PERFORMANCE FINANCEIRA
2.6.1 QUANDO MUDA DIRETO O PL DA ENTIDADE

Media attachments